Foto: Reprodução internet

Apresentação acontece nesta terça-feira, dia 1º de outubro, na Sala Funarte Sidney Miller. A leitura será realizada por alunos de escolas de teatro e por jovens profissionais. O espetáculo do pernambucano Luís Augusto da Veiga Reis foi contemplado pela Fundação Nacional de Artes em 2003, com o Prêmio Funarte de Dramaturgia, na categoria Teatro Adulto – Região Nordeste.

Sinopse:

“Três atrizes apresentam a história num fluxo fragmentado, em que a narrativa de cada uma delas pode ser confundida com as das outras. “São três pontos de vista diferentes. Elas se revezam”, explica Reis. Na trama, as personagens falam sobre assuntos como sexo; hospital; penitenciária; e outros temas, os mais diversos. A ação psicológica predomina. “É uma reflexão sobre o teatro hoje em dia”, comenta o autor. O título já remete para o estudo do processo de formulação de uma montagem, numa linguagem de metateatro, eixo em torno do qual o enredo é construído. Ele incita a discussão sobre como a arte da representação pode tocar as pessoas.”

O Ciclo de Leituras Dramáticas tem como objetivo levar aos palcos textos da dramaturgia brasileira contemporânea premiados pela Funarte e partiu de Guti Fraga, novo presidente da instituição. Na programação, peças que foram vencedoras do Prêmio nas edições entre 2003 e 2005. As leituras são apresentadas sempre às terças-feiras, às 18:30h, na Sala Funarte Sidney Miller até dezembro. A próxima leitura será no dia 8 de outubro, com “Balada de Amor no Sertão“, de Maria Cristina de Oliveira e direção de Antônio Guedes.

Ciclo de leituras dramáticas da Funarte – Peça “A Filha do Teatro”
Local: Sala Funarte Sidney Miller – Rua da Imprensa, 16 – Térreo – Palácio Gustavo Capanema – Centro
Data: dia 1º de outubro, terça-feira, às 18h30
Mais informações no site da Funarte ou pelo tel.: (21) 2279 8012

Anúncios