O filme “Ouvir o Rio: Uma Escultura Sonora de Cildo Meireles” fica em cartaz até 14 de novembro no Espaço Itaú de Cinema, em Botafogo. O documentário de Marcela Lordy – de 70 minutos – apresenta o artista plástico Cildo Meireles em busca do som das principais bacias hidrográficas brasileiras para a construção da escultura sonora Rio Oir, criada a partir do jogo e da articulação entre palavras e conceitos.

Após registrar áudios de locais como as cachoeiras do Foz do Iguaçu, no Paraná; a Pororoca do Macapá; do Parque das Águas Emendadas, próximo a Brasília e Foz do Rio São Francisco, entre os estados de Alagoas e Sergipe, o artista os reuniu em estúdio e os “combinou à cacofonia das águas processadas pelo homem e às gargalhadas humanas”. Ouvir o Rio retrata um pouco da relação dos habitantes dessas regiões com a água e a percepção entre o som e a imagem.

Documentário “Ouvir o Rio: Uma Escultura Sonora de Cildo Meireles”
Local:
Espaço Itaú de Cinema – Praia de Botafogo, 316 – Botafogo – sala 4
Período: De 08 a 14 de novembro
Horário: às 17:20h
Classificação: indicado para todos os públicos

Anúncios