| Clássico da comédia do absurdo, do Autor Fernando Arrabal, fala da guerra de forma inusitada e propõe a reflexão sobre o momento atual do país |
Foto do elenco da peça Piquenique no Front

Foto: Janderson Pires / Divulgação

Sinopse: Um clássico do teatro do absurdo. O espetáculo Piquenique no Front conta de forma bem humorada, original e absurda, a história do soldado incompetente Zapo que, em combate, recebe num domingo a inesperada visita dos seus pais, o Senhor e Senhora Tépan para um piquenique em pleno front de batalha. Sem entender a situação de seus pais, Zapo acompanha essa atividade familiar com acontecimentos insólitos, um piquenique no meio de uma guerra, entre bombas, tiros e rajadas, como a prisão do soldado inimigo Zepo e a visita de farejadores à procura de feridos. A gentileza e tranquilidade de todos não é abalada, em meio de bombardeios de aviões, metralhadoras e granadas eles cantam, brincam e dançam. (…) “Viemos aqui para fazer um piquenique com você e vamos aproveitar o domingo. (…) Já que o Senhor prisioneiro é tão simpático, vamos passar um ótimo dia no campo.” (…)

A peça estará em cartaz na Arena Carioca Dicró, na Penha, na Arena Abelardo Barbosa – Chacrinha -, em Pedra de Guaratiba, na Arena Carioca Fernando Torres, em Madureira, na Lona Cultural Municipal Terra, em Guadalupe, e na Arena Carioca Jovelina Pérola Negra, na Pavuna.

O espetáculo do escritor, pintor, poeta, dramaturgo, diretor e cineasta Fernando Arrabal traz no elenco os atores Alexandre Lino,Leo Campos, Mariana Martins, Tom Pires, João Fraga, Diogo Pivari. A tradução e direção são de Jacqueline Laurence. Realização: Cineteatro Produções.

“Levar ao palco das Arenas e Lonas do Rio de Janeiro uma montagem que registra a qualidade e o respeito merecidos de uma obra prima do Teatro do Absurdo, é por si só motivo de comemoração com muito Piquenique. Escrita há mais de 40 anos pelo escritor Fernando Arrabal, que presenciou a guerra e refletiu-a em todo o seu trabalho, “Piquenique no Front” é uma obra que ainda se mantém forte e impactante na atual conjuntura política e de manifestos que vive nosso país. Encenar “Piquenique no Front” comitantemente ao cenário de revolta e luta que vivemos, é uma grande oportunidade de propor a reflexão, lançar um olhar sobre si mesmo diante e dentro desta guerra. E, além disso, prestar uma homenagear ao gênio Fernando Arrabal e seus 82 anos de vida completados em 2014 e mais de 60 anos dedicados ao teatro e ao cinema.”

Programação:

– 29 DE JANEIRO (QUINTA-FEIRA ÀS 18H) – ARENA CARIOCA DICRÓ – PENHA
Endereço: Parque Ari Barroso / Tel:3486-7643

– 30 DE JANEIRO (SEXTA-FEIRA ÀS 2IH) – ARENA CARIOCA ABELARDO BARBOSA – CHACRINHA
Endereço: Pedra de Guaratiba / Tel: 3404-7980

– 1º DE FEVEREIRO (DOMINGO ÀS 19H) – ARENA CARIOCA FERNANDO TORRES – MADUREIRA
Endereço: Rua Bernardino de Andrade, 200 – Parque Madureira – Madureira / Turiaçu.

– 4 DE FEVEREIRO (QUARTA-FEIRA ÀS 19H) – LONA CULTURAL MUNICIPAL TERRA – GUADALUPE
Endereço: Rua Marcos de Macedo, s/n° | Guadalupe / Tel.: 3018-4203

– 6 DE FEVEREIRO (SEXTA-FEIRA ÀS 20H) – ARENA CARIOCA JOVELINA PÉROLA NEGRA – PAVUNA
Endereço: Praça Ênio s/n – Pavuna – zona norte / Tel: 2886-3889

Duração: 50 minutos