| Museu de Arte do Rio promove oficinas do projeto Afrofunk Rio | 

Foto: divulgação

Neste sábado, 26 de janeiro, o Museu de Arte do Rio (MAR) recebe oficina do projeto Afrofunk Rio. A iniciativa nasceu da pesquisa da atriz e dançarina Taísa Machado, ex-integrante do Grupo Tá Na Rua, do diretor e teatrólogo Amir Haddad, e da Cia Corp’Afro, da bailarina afro Eliete Miranda.

A atividade será ministrada por Taísa, que utiliza a dança e a história da cultura negra como ferramenta de empoderamento corporal e intelectual.

Oficina Afrofunk Rio
Local: Museu de Arte do Rio (Arquibancada – pilotis ) – Praça Mauá, 5 – Centro – Rio de Janeiro/RJ
Data: dia 26/01 (sábado)
Horário: 16h às 18h

Clique em “Leia mais”, “Continue lendo” ou em “View full article” e saiba mais sobre Taísa Machado.

Mini Bio – Taísa Machado

Atriz, dançarina e escritora, cria das ruas do Rio de Janeiro, Taísa Machado desenvolve seu trabalho equilibrando-se entre o morro e o asfalto. Durante 5 anos integrou o grupo de teatro Tá Na Rua, do diretor Amir Haddad, e em 2014 fundou o AfroFunk Rio projeto onde atua hoje como produtora, instrutora de dança e as vezes ataca como DJ Garota.

O Afrofunk Rio é uma fábrica de ações e conteúdos para cultura funk com foco na mulherada. Produz  festas como o Baile das Abusadas, Baile da Ousadia e Gang Bong, conteúdo para internet e a oficina de dança mais intensa da cidade, a UniverCidade da Ousadia, que já passou por diversos estados como Mato Grosso, Brasilia, São Paulo, Minas Gerais, Pernambuco e também nas cidades de La Plata e Buenos Aires, na Argentina.

Dirigiu o espetáculo musical AfroPower do “Coletivo Afrofunk Rio” que ficou em cartaz durante dois anos e passou por palcos como Circo Voador, Parque de Madureira, Batekoo, e Amanhecer contra Maioridade Penal, no Capão Redondo, em São Paulo.

Em 2018 estreou como apresentadora no Programa Querendo Assunto, com Ellen Paes e Ana Paula Lisboa. Apaixonada pela arte de contar histórias, sonha em ser roteirista e escreve sobre funk na plataforma Medium.

Anúncios