Tag Archive: arena carioca dicró


| O curta entrevistou nove produtores culturais de favelas cariocas e da Baixada Fluminense |

Foto: Divulgação

Foto: Divulgação

No dia 10 de setembro (quinta), às 20h, o documentário “9Centros“, realizado por alunos da ESPOCC – Escola Popular de Comunicação Crítica do Observatório de Favelas, fará sua primeira exibição pública na Arena Carioca Dicró, seguida de um bate-papo com os diretores, os entrevistados do filme e convidados com o tema “Cultura de periferia: favelas cariocas e baixada, a diferença dos desafios”. O curta-metragem documentário, que entrevistou nove produtores culturais de favelas cariocas e da Baixada Fluminense, mapeia o cenário cultural dos territórios populares da Região Metropolitana do Rio de Janeiro. Estarão presentes na roda de bate-papo Ricardo Fernandes, ator, diretor teatral e produtor cultural da Cidade de Deus, um dos fundadores do grupo Os Arteiros; Hanier Ferrer, da ‪#‎geração90, da Barraco Marginal, produtor, ativista cultural e escritor; Rodrigo Pinho, um dos fundadores do Resistência Cultural, produtor do Ocupa Escola, ator e músico; Thamyra Thamara, fotógrafa, produtora cultural e pesquisadora; Bhega da Silva, ativista ambiental e cultural, criador do Cineminha no Beco; Will Ow, DJ, ativista social e cultural, integrante do Antiéticos.

A direção, produção e produção executiva são de Karla Suarez, que também assina o roteiro, Iury De Carvalho Lobo e Igor Souza, além de Gilmara Moreira na produção.

Sinopse

“O curta-metragem documentário 9Centros mapeia o cenário cultural dos territórios populares da região metropolitana do Rio de Janeiro. Com entrevistas de 9 produtores culturais de locais como Maré, Cidade de Deus, Vila Cruzeiro, Nova Iguaçu e Caxias, entre outros, o filme aborda a importância das produções culturais de territórios populares e de seus produtores para seus territórios e para as cidades.”

Exibição do documentário “9Centros”
Data: dia 10/09, quinta-feira
Horário: às 20h
Local: Arena Carioca Dicró – Av. Brás de Pina, s/n, Parque Ary Barroso – Penha – Rio de Janeiro – RJ
*Mais informações na página do evento no Facebook.

Anúncios
Foto: Charlie Chaplin em cena do filme Tempos Modernos (1936) / Reprodução internet

Foto: Charlie Chaplin em cena do filme Tempos Modernos (1936) / Reprodução internet

Ainda dá tempo de conferir o Festival Arena Carioca Dicró de Cinema Mudo, que acontece nas terças-feiras de fevereiro, sempre com três sessões, nas quais serão exibidos alguns dos mais importantes filmes da história do cinema mudo, com destaque para uma coletânea das obras de Charlie Chaplin e Buster Keaton.

No dia 18 de fevereiro será exibido Tempos Modernos ( 1936), um dos clássicos do cinema mudo, do cineasta britânico Charlie Chaplin, em que o seu personagem “O Vagabundo” (The Tramp) tenta sobreviver em meio ao mundo moderno e industrializado. O filme é considerado uma crítica ao capitalismo, militarismo, liberalismo, conservadorismo, stalinismo, fascismo, nazismo, fordismo e imperialismo, além dos maus tratos que os empregados passaram a receber depois da Revolução Industrial.
Programação:
Dia 11/02
14h – Charlie Chaplin em Luzes da Cidade
16h – Buster Keaton em Nossa Hospitalidade
18h – Metropolis
Dia 18/02
14h – Charlie Chaplin em Tempos Modernos
16h – Buster Keaton em Sherlock Jr.
18h – O Gabinete do Dr. Kaligari
Dia 25/02
14h – O Artista
16h – Nosferatu
18h – O Nascimento de Uma Nação
Festival Arena Carioca Dicró de Cinema Mudo
Local: Av. Bras de Pina, s/nº – Parque Ary Barroso – Penha – Tel.: 21 34867643
Classificação etária: Livre

Foto: Reprodução internet

Celebrado no dia 20 de novembro, dia da morte de Zumbi dos Palmares, o Dia da Consciência Negra será marcado por atividades gratuitas na Arena, que fica na Penha. Confira a programação abaixo:

Programação:

De 09h às 11h: Feijoada com a Tia Rose – 20 vagas gratuitas – Um workshop de preparação de feijoada com a famosa Tia Rose, responsável pelo Boteco do Parque, uma roda de samba com feijoada promovida pelo Samba de Benfica, todo terceiro domingo do mês.

A partir das 10h: Projeto Kizombinha – Atividades destinadas às crianças, com exibição de longas/curtas do acervo da Cor da Cultura e projeto Capoeirando e Oficina de Turbantes, onde será possível aprender diversas formas da colocação de lenços, às 11h.

A partir das10h: Exposição de caricaturas de personalidades negras

Das 14h às 15:30h: Oficina de Dança Afro e Populares – com Genilson Leite

Das 15h às 17h: Oficina de Percussão com ritmos afros – com Eduardo Reis

Às 16h: Contação de histórias com Contos Africanos

Às 17h: Ensaio aberto/ Demonstração do Grupo Musical Canjerê – O grupo ajudará os participantes das oficinas a fazer uma ligação entre tudo que puderam aprender durante a tarde.

Às 19h: Bailão do Ary – Edição especial do Bailão do Ary com músicas black e ritmos brasileiros ligados à cultura negra

Feriado da Consciência Negra na Arena Carioca Dicró
Endereço: Av. Brás de Pina, s/n – Parque Ary Barroso – Penha. Entrada pela Rua Flora Lobo
Tel.: 21 3486-7643

Foto: divulgação

Foto: divulgação

A família Gracindo se reúne na encenação de “Canastrões“, homenageando o centenário do ator Paulo Gracindo e o seu legado de dedicação ao teatro. No elenco, Gracindo Junior e seus filhos Gabriel e Pedro Gracindo resgatam a memória artística e retomam os ensinamentos que deram início a família de comediantes do teatro brasileiro: “Os Gracindo.” A peça tem direção do espanhol Moncho Rodriguez.

“Partindo esteticamente da farsa tradicional, a farsa de rua, os atores mambembes, indo de cidade em cidade, de forma poética e palatável, “Canastrões” tem como margem a retórica sobre o próprio tema e como isso acontece totalmente interligado com os demais elementos em perfeita sintonia, induzindo a plateia a pensar o teatro de ponta a ponta: sua história, sua presença no Brasil, sua linguagem como acontecimento único diante do público e os aspectos práticos referentes à sua realização.”

Para garantir seu ingresso, envie nome e dia que gostaria de assistir ao espetáculo para o e-mail arenacariocadicro@observatoriodefavelas.org.br até às 17h de sexta-feira (23/08). Os ingressos reservados devem ser retirados na bilheteria até meia hora antes do início das apresentações.

Canastrões
Local: Arena Carioca Dicró – Endereço: Parque Ary Barroso s/n Penha.Entrada pela Rua : Flora Lobo – Tels.: 21 3486-7643 / 21 7951-0203
Datas: dias 24 e 25 de agosto
Horários: 20h (sábado) e 19h (domingo)
Classificação etária: 12 anos

Dupla circense estreia espetáculo em agosto

Foto: Renato Mangolin

Foto: Renato Mangolin

Os artistas Daniel Poittevin e Fernando Nicolini, que formam o Coletivo Nopok, farão uma série de apresentações gratuitas do espetáculo “Deslizes“. Os fundadores do Coletivo Nopok comemoram os seis anos de existência sob a direção de Renato Linhares (ex-acrobata, ex-Intrépida Trupe e atualmente ator), com o espetáculo “Deslizes”, fazendo do diretor mais um integrante do grupo.

“O sentido da peça não está na construção, e sim nos buracos extremamente surpreendentes que se criam, quando nos cai o chão, quando nos viram o teto. Vamos nos expor na rua dos passantes, dos amigos. Somos buscadores e o que tocamos escorrega da mão. E dando as mãos seguimos até o próximo deslize”, revela Fernando Nicolini. 

Sobre o espetáculo:

“Dois amigos que querem deslizar pelo mundo das coisas. Levam sua bicicleta debaixo do braço, seu banquinho de rodinhas na cabeça, e os pedaços de uma mesa que um dia será montada.
Eles são irmãos. Eles são amigos. Eles nunca se viram antes. Eles se reconhecem de andar pela rua. Um lança o outro e nasce uma bananeira. O outro tenta derrubar o um da bicicleta. Eles se provocam, brincam de brigar e de voar. Um muda a rota do outro. Colisão. O outro muda o destino de um. Eles vão andar e tropeçar no que aparecer ela frente como se da rua fossem, e no final  um mapa para ele terão inventado. E assim é este espetáculo de circo, de rua, para todos que por aqui passarem.”

“O Coletivo Nopok é um grupo de circo que se utiliza da dança, música e o improviso na construção de uma linha de comicidade própria. Acreditando no poder transformador do fazer artístico, principalmente através do riso, suas criações são direcionadas a todo tipo de público. Ao longo de seis anos de existência teatros, circos, praças, feiras, escolas e comunidades são alguns dos lugares que já serviram de palco para suas apresentações.”

Programação:

Deslizes

Infantil – todas as idades

Gênero: Circo

Texto: os atores encenam sem palavras através de números circenses

Duração: 50 minutos

Classificação etária: Livre  – a partir de 5 anos

Dias: 10 e 11/08/2013

Local: Parque Madureira – Endereço: Rua Soares Caldeira, 115, Madureira

Tel.: 3456-4745

Horário: sábado e domingo, às 16h

Capacidade: 300 lugares

Dia: 15/08/2013

Local: Arena Carioca Dicró – Endereço: Parque Ary Barroso s/n Penha – Entrada pela Rua Flora Lobo

Tel.: 3486-7643

Horários: 15h e 19h

Funcionamento da bilheteria: 9h às 21h de 3ª feira a domingo – distribuição de ingressos

Capacidade: 330 lugares

Dia: 24 e 25/08/2013

Local: Jardim do Museu da República – Endereço: Rua do Catete, 153 – Catete

Tel.: 3235-3693

Horários: 15h

Capacidade: 300 lugares

Dias 28, 29 e 30/08/2013

Local: Arena Carioca Chacrinha – Endereço: Rua Soldado Elizeu Hipólito, s/nº – Pedra de Guaratiba

Tel.: 3404-7980

Horários: 15h

Funcionamento da bilheteria: 9:30h às 21h – de 3ª feira à 6ª feira – distribuição de ingressos

Capacidade: 330 lugares

Foto: Divulgação Arena Carioca Dicró

O De Graça Eu vou traz mais uma dica para os admiradores e operários da arte teatral. Desta vez, a oportunidade é para uma oficina de criação teatral que vai acontecer na Penha.

A dramaturgia entra em cena na Arena Carioca Dicró com o  grupo Teatro de Extremos, que vai expor seu trabalho através de uma oficina para atores. O grupo apresenta as bases de criação de seus roteiros dramatúrgicos, destacando o processo criativo que deu vida ao espetáculo “Feriado de Mim Mesmo”. A veia criativa da Companhia se apoia inteiramente em um processo orgânico que depende do engajamento do ator-criador em resposta aos estímulos textuais para a construção da cena. A oficina acontece em articulação com o grupo de teatro Favela-Força, composto por atores e bailarinos da Vila Cruzeiro. Os grupos são dirigidos artisticamente por Fabiano de Freitas.

Podem participar da ofocina atores, bailarinos, performers, diretores e dramaturgos interessados nos processos teatrais de forma geral, profissionais, amadores e estudantes. É necessário apresentar algum tipo de experiência prévia.

Local: Arena Carioca Dicró – Rua Flora Lobo,Penha Circular – Tels.: 21. 3486-7643 / 21. 7951-0203
Dias e horários: Sexta (31) às 19h, Sábado (01) e Domingo (02) às 15h
Classificação etária: Livre

Propondo um releitura swingada da obra de Chico Buarque, nas suas mais representativas canções para teatro e cinema, a dupla apresenta o show “Cinco Buarques de Holanda“. O repertório é composto de 20 músicas de autoria do cantor e compositor: da malandragem do “Rei de Ramos”, passando por “Las Muchachas de Copacabana”, “Verdadeira Embolada”, com Edu Lobo e “A Cidade Ideal”, feita em parceria com Enriquez & Bardoti para o musical “Os Saltimbancos”.

Para os românticos, canções como “Futuros Amantes”, “Hino de Duran”, “Vida”, “Meu Guri” e “Brejo da Cruz”, tudo isso em um roteiro assinado pelo escritor Flávio Braga.

Cinco Buarques de Holanda Rollo Roquenrolo e Jonhatan Ferr
Local: Arena Carioca Dicró  – Parque Ary Barroso (entrada pela rua Flora Lobo) –  Penha
Data: 24 de maio – às 21:30h

Foto: divulgação

Foto O Teatro Mágico

Foto: divulgação/Facebook

A Cia Musical se apresenta neste sábado, dia 11,  na Arena Carioca Dicró. O show marca o lançamento do terceiro DVD do grupo, gravado no final do ano passado e que acaba de chegar às lojas.

No repertório, quatro músicas inéditas: “É Ela”, “Todos Enquantos”, “Quando a Fé Ruge”, “Perdoando o Adeus”, além dos sucessos “Pena”, “Amanhã… Será”, “O Anjo Mais Velho” e “Canção da Terra”, que compõe a trilha sonora da novela “Flor do Caribe”, da Tv Globo. A trupe estreia essa semana, no Rio de Janeiro, o espetáculo “Recombinando Atos”.

Atenção!

Para reservar seu ingresso, envie nome completo para arenacariocadicro@observatoriodefavelas.org.br até o dia 10/05 (sexta-feira). O ingresso deve ser retirado no máximo meia-hora antes do início do espetáculo.

Arena Carioca Dicró
Endereço: Parque Ary Barroso s/n, Penha. Entrada pela Rua Flora Lobo
Tel.: (21) 3486-7643
Dia e horário: Sábado, dia 11, às 11h
Classificação etária: Livre

O monólogo com Clarice Niskier é exibido neste sábado, às 20h e domingo, às 19h. “A Alma Imoral” é uma adaptação da atriz feita a partir do livro homônimo de Nilton Bonder. O objetivo é mobilizar o pensamento e a emoção do espectador contemporâneo. A peça desconstrói e reconstrói conceitos milenares da história da civilização – corpo e alma, certo e errado, traidor e traído, obediência e desobediência. O espetáculo tem como base histórias do Velho Testamento, parábolas de sabedoria judaica, além de informações históricas e científicas. O espetáculo está há sete anos em cartaz e já foi vista por mais 230.000 pessoas. A supervisão é de Amir Haddad.
Local: Arena Carioca Dicró
Datas: Sábado, dia27, às 20h e Domingo, 28, às 19h
Classificação etária: 18 anos
Endereço: Parque Ary Barroso s/n Penha. Entrada pela Rua Flora Lobo
Foto: divulgação/site
%d blogueiros gostam disto: