Tag Archive: bicicleta


| Projeto “Escolinha Bike para Crianças” tem como objetivo estimular o papel de cidadãos responsáveis no trânsito |
Foto do Bosque da Barra

Foto: Rio Guia Oficial / Reprodução

A Secretaria Municipal de Meio Ambiente (SMAC) realiza neste fim de semana, dias 5 e 6 de dezembro, no Parque Natural Municipal Bosque da Barra, a “Escolinha Bike para Crianças“. A atividade, que acontecerá das 9h às 16h, faz parte das ações de conscientização do “Rio, Capital Urbana da Bicicleta”. A programação é gratuita e aberta para crianças de dois a sete anos. O projeto tem como objetivo estimular, desde cedo, o papel de cidadãos responsáveis no trânsito, exercendo os diversos papéis que podem ocupar no dia a dia das cidades: pedestres, ciclistas ou motoristas.

Através de aula teórica descontraída, os pequenos ciclistas aprendem regras básicas de trânsito como a importância da faixa de pedestres, respeito aos semáforos e interpretação de algumas placas, como por exemplo, manter 1,5m de distância dos ciclistas. Após a teoria e sempre na companhia de monitores, as crianças vão pedalar no circuito que simula uma pequena cidade e têm a oportunidade de colocar na prática o que aprenderam na aulinha.

O projeto, que teve início em 12/10 (Dia das Crianças), na Quinta da Boa Vista, acontecerá todos os finais de semana e feriados em locais públicos, até o próximo dia 31. A iniciativa ocorre simultaneamente em sete capitais e, o Rio de Janeiro ocupa o primeiro lugar no ranking de participação. A campanha contou com a participação de 470 crianças no último final de semana, no Parque de Madureira, Zona Norte da cidade.

O Rio de Janeiro possui a maior malha cicloviária urbana da América Latina, com 400 km de rotas cicláveis. Segundo a SMAC, promover a integração de todos nesse processo é um compromisso com o estímulo do uso da bicicleta como modal de transporte e colaborador com da sustentabilidade da cidade.

Fonte: Prefeitura da Cidade do Rio de Janeiro

“Situado em uma região movimentada da Zona Oeste da cidade, o Bosque da Barra possui 50 hectares. O parque foi criado visando à preservação ambiental, especialmente da vegetação de restinga, da paisagem natural e da fauna local.
A grande variedade de fauna torna o local ideal para observação de aves, borboletas, capivaras, saguis e do bicho preguiça, além dos jacarés-de-papo-amarelo que podem ser vistos nos lagos do bosque.
As alamedas arborizadas são ótimas para corridas e caminhadas. As grande áreas gramadas são ideais para fazer piqueniques e praticar atividades recreativas. O bosque dispõe também de estacionamento, brinquedos e equipamentos de ginástica.”

Telefone: 21 3325-0302
Horário de funcionamento: Terça a domingo, 8h às 17h
Localização:
Bairro: Barra da Tijuca
Endereço: Avenida das Américas, 2430 – Barra da Tijuca Rio de Janeiro – RJ – Brasil ‎

Maré sem Fronteiras

Foto: divulgação

Projeto leva alunos para conhecer a Maré de bicicleta, além de oferecer diversas oficinas. É o Projeto Maré sem Fronteiras, da Redes da Maré, em parceria com o Criança Esperança, voltado para o público de 7 a 17 anos de idade.

A maratona de passeios ciclísticos, apelidada de “bicicletadas”, acontecerá duas vezes por mês e vai percorrer as 16 comunidades da Maré até o final do ano.

Abaixo, mais informações sobre as oficinas:

Contação de histórias

Faixa etária: de 7 a 11 anos

Vagas: 25 alunos

Local: Lona Cultural

Horário: 5as feiras das 15h às 17h

A oficina propõe atividades nas quais as crianças poderão aprender um pouco sobre a arte de contar histórias, tendo como viés a criação de narrativas e objetos cênicos (suportes plásticos) para este fim.

Livros de pano criados e produzidos individualmente reunirão pequenas histórias do cotidiano dentro da Maré.

Jogos teatrais, música, confecção de bonecos, colagem, costura e bordado são alguns dos recursos artísticos utilizados, estimulando o reconhecimento e experimentação da leitura dos elementos básicos da contação de histórias em suas articulações com outras expressões artísticas.

Letramento e expressão (Oficina Escritores da Liberdade)

Faixa etária: de 12 a 17 anos

Vagas: 25 alunos

Local: Biblioteca Popular Escritor Lima Barreto

Horário: 6as feiras das 15h às 17h

A oficina ESCRITORES DA LIBERDADE terá por objetivo desenvolver nos participantes as habilidades de leitura e escrita literárias, levando-os a se apropriarem do texto como uma fonte de reflexão e desenvolvimento/enriquecimento do senso crítico e estético.

Além disso, as leituras feitas durante os encontros terão a finalidade de fortalecer os laços de pertencimento dos educandos com o espaço em que vivem, trazendo à discussão o tema memória e identidade social. Para tanto, serão trabalhadas obras de autores de origem popular, como Georgina Martins, Adriana Kairos e Lima Barreto.

Audiovisual – turma 1

Faixa etária: de 7 a 11 anos

Vagas: 25 alunos

Local: Redes da Maré

Horário: 6as feiras das 14h às 16h

A oficina funcionará como um espaço lúdico de experimentação do cinema tendo como base questões vinculadas a memória e identidade. O objetivo é que as crianças consigam criar com essas questões a partir de estratégias que articulam o cinema com histórias em quadrinhos, balões, desenho, frutas, roupas e objetos cotidianos.

Audiovisual – Turma 2

Faixa etária: de 12 a 17 anos

Vagas: 25 alunos

Local: Redes da Maré

Horário: 6as feiras das 16h às 18h

Os jovens aprenderão a operar equipamentos relacionados a técnica cinematográfica tais como câmeras de vídeo e gravador de áudio. Além disso, os participantes experimentarão estratégias de criação a partir da articulação do cinema com a questão da identidade e da memória.

Transmissão de memória

Faixa etária: de 12 a 17 anos

Vagas: 25 alunos

Local: Centro de Artes da Maré

Horário: 6ª feira – 9h às 11h

A Oficina de Transmissão de Memória terá como objetivo fortalecer entre os participantes a identidade social e o sentimento de pertencimento ao território Maré, no contexto da cidade. Nesta perspectiva, a memória coletiva, enquanto representação, ou construções simbólicas, constitui condição essencial para o enfrentamento de um dos problemas centrais do nosso tempo que é esgotamento da tradição, das relações do passado com o presente. Ou, dito de outra forma, o esquecimento.

Inscrições :

Centro de Artes da Maré – Rua Bittencourt Sampaio, 181 – Nova Holanda.

Tel: 3105-7265 – De 2a a 6a, de 14h às 21h30.

Secretaria da Redes da Maré – Rua Sargento Silva Nunes, 1012 – Nova Holanda – Tel: 3105-5531

%d blogueiros gostam disto: