Tag Archive: clarice niskier


| “Hora de Clarice”, com atividades sobre crônicas da escritora, acontece dia 11/12, no Rio e em SP |
Foto da escritora Clarice Lispector

Foto: Bluma Wainer. Acervo Clarice Lispector/IMS

Consagrada por romances como A paixão segundo G.H. e A hora da estrela, Clarice Lispector (1920-1977) também foi uma exímia cronista, ainda que não se sentisse totalmente à vontade com o gênero. Esse viés de sua produção será abordado na próxima edição do evento Hora de Clarice, realizado no dia 11 de dezembro (terça-feira), nas sedes do Instituto Moreira Salles (IMS) no Rio de Janeiro e em São Paulo. Organizado anualmente, o projeto foi lançado pelo IMS em 2011 com o intuito de fazer com que a data de nascimento da escritora, 10 de dezembro, faça parte do calendário cultural do país.

No IMS Rio serão abordados os textos de Lispector publicados na imprensa. Às 20h, a atriz Clarice Niskier lerá crônicas da escritora selecionadas por Eucanaã Ferraz, consultor de literatura do instituto. A leitura será pontuada por breves peças musicais compostas por Vitor Niskier Braga especialmente para a apresentação. Segundo Ferraz, Clarice “dobrou a língua portuguesa, que não havia chegado ainda nesse nível de experimentação, de sutileza. Ela faz no século XX o que Machado de Assis fez no século XIX.”

No IMS Paulista, a atividade terá início às 19h, com uma leitura de crônicas de Lispector realizada pela escritora Andréa del Fuego. Em seguida haverá uma palestra com Pedro Karp Vasquez, responsável pela obra da autora na editora Rocco e organizador do volume Todas as crônicas, lançado este ano. O livro reúne, pela primeira vez, na íntegra, os textos do gênero escritos por Lispector para periódicos, especialmente o Jornal do Brasil, e revistas, como Senhor Joia.

Em texto publicado no site do IMS dedicada à autora, Bruno Cosentino escreve sobre a relação de Lispector com a crônica. Resistente à ideia de escrever para ganhar dinheiro, ela costumava expor seus desconfortos com o gênero. “Na literatura de livros permaneço anônima e discreta. Nesta coluna estou de algum modo me dando a conhecer. Perco minha intimidade secreta? Mas que fazer? É que escrevo ao correr da máquina e, quando vejo, revelei certa parte minha”, afirmou. Com o tempo, no entanto, a prática proporcionou gratificação. “Escrevi nove livros que fizeram muitas pessoas me amar de longe. Mas ser cronista tem um mistério que não entendo, […] tem me trazido mais amor ainda. Sinto-me tão perto de quem me lê.”

O acervo da escritora está sob a guarda do IMS desde 2004, sendo formado por uma biblioteca de cerca de 800 livros e um arquivo com seis documentos, entre os quais manuscritos dos romances A hora da estrela e Um sopro de vida, correspondências, um caderno de notas, entre outros itens. Além de promover a Hora de Clarice, o IMS já homenageou a escritora com o volume duplo (17-18) dos Cadernos de Literatura Brasileira. Também lançou o livro Clarice Lispector – Figuras de escrita, de Carlos Mendes de Sousa, e organizou a mostra Clarice, pintora, exibida em 2009 no IMS Rio. Em 2012, criou um site dedicado à escritora.

Além das sedes do Rio e de São Paulo, o IMS Poços apresenta uma atividade educativa em homenagem à escritora. No dia 10 de dezembro, às 9h, o centro cultural realizará uma oficina com os alunos da Escola Municipal Antônio Sérgio Teixeira baseada na obra da autora. O IMS também convida parceiros e amigos para celebrar o aniversário de Lispector. Assim como nos anos anteriores, tanto a programação do IMS como a das instituições parceiras estarão disponíveis no site horadeclarice.ims.com.br.

Hora de Clarice
Local: Auditório do IMS Rio – Rua Marquês de São Vicente, 476 – Gávea – Rio de Janeiro/RJ – Tel.: (21) 3284-7400
Data: dia 11/12
Horário: 20h
Distribuição de senhas 30 minutos antes e limite de 1 (uma) por pessoa

Anúncios
Foto de Clarice Niskier em A Alma Imoral

Foto: Reprodução internet

Em cartaz há 8 anos, “A Alma Imoral”, uma adaptação da atriz a partir do livro homônimo de Nilton Bonder, terá única sessão na Cidade das Artes, neste sábado, dia 15 de março. O objetivo é mobilizar o pensamento e a emoção do espectador contemporâneo.

A peça desconstrói e reconstrói conceitos milenares da história da civilização – corpo e alma; certo e errado; traidor e traído; obediência e desobediência. O monólogo tem como base histórias do Velho Testamento, parábolas de sabedoria judaica, além de informações históricas e científicas. O espetáculo já foi visto por mais 230.000 pessoas. A supervisão e direção são de Amir Haddad.

Local: Teatro de Câmara da Cidade das Artes – Av. das Américas, 5300 – Barra da Tijuca – Rio de Janeiro – RJ – Tel.: (21) 3325 0102
Data: Dia 15/03, sábado, às 18h
Classificação: Livre
 
O monólogo com Clarice Niskier é exibido neste sábado, às 20h e domingo, às 19h. “A Alma Imoral” é uma adaptação da atriz feita a partir do livro homônimo de Nilton Bonder. O objetivo é mobilizar o pensamento e a emoção do espectador contemporâneo. A peça desconstrói e reconstrói conceitos milenares da história da civilização – corpo e alma, certo e errado, traidor e traído, obediência e desobediência. O espetáculo tem como base histórias do Velho Testamento, parábolas de sabedoria judaica, além de informações históricas e científicas. O espetáculo está há sete anos em cartaz e já foi vista por mais 230.000 pessoas. A supervisão é de Amir Haddad.
Local: Arena Carioca Dicró
Datas: Sábado, dia27, às 20h e Domingo, 28, às 19h
Classificação etária: 18 anos
Endereço: Parque Ary Barroso s/n Penha. Entrada pela Rua Flora Lobo
Foto: divulgação/site
%d blogueiros gostam disto: