Tag Archive: Complexo da Maré


| Espetáculo teatral com dançarinos em pernas de pau e músicos conta lenda de pássaro cantor |

Foto: divulgação

O espetáculo “Uirapuru” terá duas apresentações gratuitas neste final de semana. Uma no Centro de Artes da Maré, no dia 15 de dezembro, às 11h, e outra na Arena Carioca Dicró, na Penha, no dia 16, às 15h. A peça encenada pela Grande Cia Brasileira de Mystérios e Novidades tem direção artística de Ligia Veiga, responsável pela concepção. A montagem recebeu os prêmios Myriam Muniz 2015 e Funarte Arte na Rua 2014.

Violino, rabeca, flauta, bandolim, saxofone, percussão com tambor, atabaque e pandeiro são os instrumentos que convivem em harmonia lírica nas apresentações do premiado espetáculo musicado de teatro de rua, que tem suas canções representadas e interpretadas por atores, músicos e dançarinos. A inspiração para a peça vem do poema sinfônico “Uirapuru”, de Villa-Lobos, e da opereta popular “Pássaro Uirapuru”, da compositora paraense Dona Noêmia.

“Contamos a lenda do pássaro cantor com personagens na perna de pau, suas danças dramáticas e seus cantos mágicos”, diz Ligia, criadora do espetáculo.

No elenco, Ligia Veiga, Sara Hana, Mafalda Pequenino, Aline Figueiredo, Rafael Rodrigues, Fabio Costta, Dicoklen Brito, Fabio de Sousa, Marilia Felippe, Rudá Brauns, Renata Neves, Pedro Lima, Thiago Queiroz e Roberto Kauffmann. O espetáculo é patrocinado pela Prefeitura do Rio de Janeiro (Secretaria Municipal de Cultura) por meio da Lei Municipal de Incentivo à Cultura – Lei do ISS.

Teatro de Rua – Espetáculo musicado Uirapuru
Classificação: livre
Duração: 70 minutos
Local: Centro de Artes da Maré (CAM) – Rua Bitencourt Sampaio, 181 – Maré – Rio de Janeiro/RJ
Data: dia 15/12 (sábado)
Horário: 11h
Local: Arena Carioca Dicró – Parque Ary Barroso, Penha – Rio de Janeiro/RJ
Data: dia 16/12 (domingo)
Horário: 15h
Direção geral: Ligia Veiga
Apresentação: Grande Cia. Brasileira de Mystérios e Novidades
Músicos: Renata Neves, Rudá Brauns, Pedro Lima, Thiago Queiroz, Roberto Kauffmann e Alexandre Bitencourt.
Figurino: Caetana Dias | Assistente de figurino: Preta Marques |Preparação Corporal: Marilia Felippe | Assistente de produção: Marcos Alpive | Direção de Produção: Marina França

IMG_6606

Foto: divulgação

Ainda estão abertas as inscrições para a oficina do Cinemaneiro, que acontece de 6 a 24 de maio, no no Ciep César Pernetta, no Parque União. O curso tem carga horária de 64 horas, divididas entre aulas práticas e teóricas, nas quais os alunos manipulam os equipamentos, criando suas produções. Os inscritos participarão de um evento de exibição dos curtas produzidos. Podem participar pessoas de qualquer localidade da cidade. O prazo para se inscrever é até o dia 1º de maio.

O Cinemaneiro é um projeto sem fins lucrativos, que tem como principal objetivo levar o estudo da linguagem audiovisual, promovendo oficinas de vídeo digital gratuitas para jovens a partir de 13 anos, moradores de comunidades do Rio de Janeiro. Não há limite de idade para participar. De acordo com a assessoria , uma aluna de 83 anos já participou da oficina.

Confira os locais de inscrição!

– Associação de Moradores da Baixa do Sapateiro – Rua Nova Canaã, 08 – Bonsucesso
– Ciep César Pernetta (Rua Ari Leão, s/nº – Parque União – Bonsucesso
– Mirian Griff (Rua Ari leão, 53 – Parque União – Bonsucesso
– Tatá Biju e Acessários – Rua Roberto da Silveira, 11 – Parque União – Bonsucesso

Maré sem Fronteiras

Foto: divulgação

Projeto leva alunos para conhecer a Maré de bicicleta, além de oferecer diversas oficinas. É o Projeto Maré sem Fronteiras, da Redes da Maré, em parceria com o Criança Esperança, voltado para o público de 7 a 17 anos de idade.

A maratona de passeios ciclísticos, apelidada de “bicicletadas”, acontecerá duas vezes por mês e vai percorrer as 16 comunidades da Maré até o final do ano.

Abaixo, mais informações sobre as oficinas:

Contação de histórias

Faixa etária: de 7 a 11 anos

Vagas: 25 alunos

Local: Lona Cultural

Horário: 5as feiras das 15h às 17h

A oficina propõe atividades nas quais as crianças poderão aprender um pouco sobre a arte de contar histórias, tendo como viés a criação de narrativas e objetos cênicos (suportes plásticos) para este fim.

Livros de pano criados e produzidos individualmente reunirão pequenas histórias do cotidiano dentro da Maré.

Jogos teatrais, música, confecção de bonecos, colagem, costura e bordado são alguns dos recursos artísticos utilizados, estimulando o reconhecimento e experimentação da leitura dos elementos básicos da contação de histórias em suas articulações com outras expressões artísticas.

Letramento e expressão (Oficina Escritores da Liberdade)

Faixa etária: de 12 a 17 anos

Vagas: 25 alunos

Local: Biblioteca Popular Escritor Lima Barreto

Horário: 6as feiras das 15h às 17h

A oficina ESCRITORES DA LIBERDADE terá por objetivo desenvolver nos participantes as habilidades de leitura e escrita literárias, levando-os a se apropriarem do texto como uma fonte de reflexão e desenvolvimento/enriquecimento do senso crítico e estético.

Além disso, as leituras feitas durante os encontros terão a finalidade de fortalecer os laços de pertencimento dos educandos com o espaço em que vivem, trazendo à discussão o tema memória e identidade social. Para tanto, serão trabalhadas obras de autores de origem popular, como Georgina Martins, Adriana Kairos e Lima Barreto.

Audiovisual – turma 1

Faixa etária: de 7 a 11 anos

Vagas: 25 alunos

Local: Redes da Maré

Horário: 6as feiras das 14h às 16h

A oficina funcionará como um espaço lúdico de experimentação do cinema tendo como base questões vinculadas a memória e identidade. O objetivo é que as crianças consigam criar com essas questões a partir de estratégias que articulam o cinema com histórias em quadrinhos, balões, desenho, frutas, roupas e objetos cotidianos.

Audiovisual – Turma 2

Faixa etária: de 12 a 17 anos

Vagas: 25 alunos

Local: Redes da Maré

Horário: 6as feiras das 16h às 18h

Os jovens aprenderão a operar equipamentos relacionados a técnica cinematográfica tais como câmeras de vídeo e gravador de áudio. Além disso, os participantes experimentarão estratégias de criação a partir da articulação do cinema com a questão da identidade e da memória.

Transmissão de memória

Faixa etária: de 12 a 17 anos

Vagas: 25 alunos

Local: Centro de Artes da Maré

Horário: 6ª feira – 9h às 11h

A Oficina de Transmissão de Memória terá como objetivo fortalecer entre os participantes a identidade social e o sentimento de pertencimento ao território Maré, no contexto da cidade. Nesta perspectiva, a memória coletiva, enquanto representação, ou construções simbólicas, constitui condição essencial para o enfrentamento de um dos problemas centrais do nosso tempo que é esgotamento da tradição, das relações do passado com o presente. Ou, dito de outra forma, o esquecimento.

Inscrições :

Centro de Artes da Maré – Rua Bittencourt Sampaio, 181 – Nova Holanda.

Tel: 3105-7265 – De 2a a 6a, de 14h às 21h30.

Secretaria da Redes da Maré – Rua Sargento Silva Nunes, 1012 – Nova Holanda – Tel: 3105-5531

%d blogueiros gostam disto: