Tag Archive: espaço furnas cultural


| Opereta musical com texto adaptado e músicas de Noel Rosa retorna ao palco para curtíssima temporada com novo elenco|

 

A opereta musical foi montada no ano de 2015, em comemoração aos 80 anos, e 30 anos depois que Marília Pera e Grande Otello gravaram um disco com as belíssimas canções de um dos maiores compositores da década de 1930. Além de homenagear um dos mais talentosos cariocas de toda a MPB, “A Noiva do Condutor” se destaca por ser uma espécie de síntese das características de um dos maiores nomes da nossa musica.

O musical conta a história de um condutor de bondes (Joaquim) que se faz passar por um advogado para conquistar o coração de sua amada Helena. Com a oposição do pai de Helena ao referido namoro, Joaquim se mete em algumas peripécias para alcançar seu objetivo: casar com sua amada. O enredo coloca em xeque os valores morais dos personagens, revelando o apego ao dinheiro e ao status social. Com humor e fina ironia, características fundamentais de toda a sua obra, Noel cria uma opereta tipicamente carioca, onde os valores mudam a todo instante, de acordo com a conveniência do momento.

Nesta obra de inegável valor histórico, o espectador encontrará vários discursos muito comuns em nossa sociedade atual, como choque de gerações, diferenças de classes sociais (rico-pobre), desvalorização e preconceito contra um trabalho sem status social, a hipocrisia e a utilização de máscaras sociais. A montagem traz as excelentes canções de Noel Rosa, ao mesmo tempo em que contribui para uma discussão sobre o teatro musical contemporâneo.

No elenco, Ester Elias, Marcelo Nogueira e José Mauro Brant. O espetáculo tem a participação dos músicos Músicos: Andrey Cruz, Nelson Freitas e Nilton Vilela. A direção musical é de Glória Calvente e a direção é de Djalma Thürller.

 

A Noiva do Condutor
Temporada: dias 20, 21, 27 e 28 de maio (Sábado às 20h e Domingo às 19h)
*Distribuição de senhas 1 hora antes do começo do espetáculo
Lotação: 170 lugares
Gênero: Musical
Classificação: 12 anos
Duração: 80 minutos
Local: Espaço Cultural Furnas – Rua Real Grandeza, 219 – Botafogo – Rio de Janeiro – RJ
Contato: e-mail: espacofurnascultural@furnas.com.br​
Tel.: 21 2528-5166 (segunda a sexta, das 9h às 17h)

Anúncios

 

| Em show inédito no Rio, encontro promete muito swing, originalidade e força, dias 12 e 13 de dezembro |
Foto do Ricardo Herz Trio

Foto: Caio Palazzo / divulgação

A apresentação mostra a união da tradição com a modernidade, e da música acessível com a excelência e a virtuose. Com energias redobradas e laços musicais ainda mais estreitados, o Ricardo Herz Trio chega na Cidade Maravilhosa com show inédito que promove o encontro do violino, do violão, e da bateria e percussão do grupo com o acordeom do convidado especial, Toninho Ferragutti, em duas noites no Espaço Furnas Cultural, em Botafogo, nos dias 12 e 13 de dezembro, sábado e domingo, às 20h e às 19h, respectivamente.  Os ingressos serão distribuídos a partir das 14h, no dia do espetáculo, 1 (um) por pessoa, limitados à capacidade do auditório (170 lugares). A classificação estária é de 12 anos.

Liderado por Ricardo Herz, no violino, ao lado de Michi Ruzitschka, violão 7 cordas, e Pedro Ito na percussão e na bateria, o Ricardo Herz Trio recebe no Rio de Janeiro a participação mais do que especial do acordeonista Toninho Ferragutti, um dos maiores nomes do instrumento no Brasil.

As apresentações acontecem logo após duas importantes turnês realizadas em 2015 pelo Trio: uma com 18 shows na França, e outra com 10 shows que percorreram o país neste segundo semestre. Juntos, Ricardo, Michi e Pedro já representaram a música instrumental brasileira em importantes clubes e festivais de jazz na França, Suécia, Malásia, Grécia, Rússia, Holanda, México e Dinamarca.

Ferragutti, reconhecido arranjador, e compositor de um elogiado trabalho autoral, já acompanhou turnês e gravações de artistas como Maria Schneider (EUA), Celine Rudolf (Alemanha), Maria Bethânia, Mônica Salmaso, Gilberto Gil, Zizi Possi, e outros!

O repertório traz algumas das músicas mais marcantes dos trabalhos anteriores do Trio, como “Chamaoque?”, “Sete Anões” e “Saci”, entre outras, e também inclui inéditas que integrarão o novo CD, “Torcendo a Terra”, como “Brisa” e “Ladeira da Pilha”, todas de autoria de Ricardo Herz. E da lavra do convidado, o programa inclui “O Sorriso da Manu”, “Nova” e “Nem sol, nem Lua”.

Show do Ricardo Herz Trio + Toninho Ferragutti
Local: Espaço Furnas Cultural – Rua Real Grandeza, 219 – Botafogo – Rio de Janeiro – RJ
Data: sábado (12/12) e domingo (13/12)
Horário: 20h (sábado) e 19h (domingo)
Ingressos: serão distribuídos a partir das 14h, no dia do espetáculo, 1 (um) por pessoa, limitados à capacidade do auditório (170 lugares)
Informações: (21) 2528-5166
Classificação: 12 anos

Você pode conhecer um pouco do Ricardo Herz Trio pelo link do vídeo na internet. No vídeo, a música “Sete Anões”.

| Premiada adaptação do clássico de Miguel de Cervantes, comédia dramática terá curta temporada gratuita em outubro|
Foto: Maíra Lins

Foto: Maíra Lins

 

O espetáculo “O Incansável Dom Quixote“, premiada adaptação do clássico de Miguel de Cervantes, terá apresentações entre os dias 17 e 25 de outubro, no Espaço Furnas Cultural, em Botafogo. As sessões acontecerão aos sábados, às 20h, e domingos, às 19h. Os ingressos serão distribuídos nos dias das apresentações, a partir das 14h.

A peça narra a história do mais famoso cavaleiro errante que saiu de casa com o desenfreado desejo de transformar o mundo em um lugar melhor. Ao lado de seu fiel escudeiro, Sancho Pança, ele passa por muitas desventuras que testam sua resistência e coragem: perde batalhas, é chacoteado e tem sua saúde mental questionada, mas nada disso é páreo para a mente inquieta e o coração incomensurável do “Cavaleiro da Triste Figura”.

A adaptação e dinâmica. Em cena, o ator cria o espetáculo em parceria com o espectador, em um constante jogo de contracenação. Sozinho no palco, Maksin Oliveira, sob a direção de Reinaldo Dutra, dá vida à Dom Quixote, Sancho Pança, Rocinante, Maritornes, narrador, dentre tantos outros personagens. Tudo se resume a um palco, um ator, a plateia e o jogo.

Trajetória:
O Incansável Dom Quixote está em circulação desde 2013 e já carrega em seu currículo diversas premiações e participações em  festivais fora do país. O espetáculo representou o Brasil em tradicionais encontros internacionais de arte como o VIII Festival Internacional de Teatro de Santo Domingo, VII Festival Internacional de Teatro Unipersonal del Uruguay e V Festival Internacional de Teatro Clássico Adaptado de Buenos Aires, dentre outros. Conquistou os prêmios de Melhor Ator em todos os festivais competitivos dos quais participou, além de prêmios para melhor direção, espetáculo, iluminação e indicações para melhor figurino e texto.

O Incansável Dom Quixote
Gênero: comédia dramática
Temporada: 17 a 25 de outubro de 2015, sábados e domingos
Horário: sábados, às 20h; domingos, às 19h
Local: Espaço Furnas Cultural – Rua Real Grandeza, 219 – Botafogo – Rio de Janeiro / RJ
Tel.: (21) 2528-5166
Ingressos: distribuídos nos dias do espetáculo, a partir das 14h
Faixa etária: 12 anos

 

 

| Shows acontecem nos dias 29 e 30 de agosto, em Botafogo |
Foto: Divulgação

Foto: Divulgação

Nos dias 29 e 30 de agosto, a cantora, compositora e instrumentista Isabella Taviani é a atração do Espaço Furnas Cultural, em Botafogo, comemorando dez anos de carreira em shows com entrada franca. Haverá distribuição de senhas nos dias das apresentações, a partir das 14h, limitado à capacidade do auditório, que é de 170 Lugares. A classificação é livre.

O repertório reúne, entre outras, canções como Luxúria, Sentido Contrário, De Qualquer Maneira (mais conhecida pelos fãs como Peixinho) e Foto Polaroid (com arranjo rock). Do último trabalho, Eu Raio X, a artista mostra a canção-do-ex-amor Estrategista, as agitadas Norte e A Palavra Errada, a de veia roqueira Contradição, as românticas A Canção Que Faltava e E Se Eu Fosse te Esperar?

Sobre o CD/DVD
Além de boa parte do repertório do álbum anterior, foram inseridas canções inéditas, como a folk Se Assim For (Isabella Taviani), o bolero Ao Telefone (Isabella Taviani / Myllena), o sambalanço Galega Brasileira (Isabella Taviani / Myllena) e o rock Queria Ver Você No Meu Lugar (Isabella / Myllena).

Nestes dez anos de estrada, a artista se orgulha em dizer que os alicerces de sua carreira foram construídos sobre uma base sólida de fãs que costuma lotar suas apresentações pelo Brasil: “Quem divulga e sustenta minha carreira são estes fãs fiéis que tenho tanto orgulho de preservar.”

Show de Isabella Taviani – comemoração os dez anos de carreira
Músicos: Felipe Melanio (guitarra e violão); Marco Brito (teclado)
Local: Espaço Furnas Cultural – Rua Real Grandeza, 219 – Botafogo – Rio de Janeiro – Telefones: 21 2528-5166
Datas: dias 29 e 30 de agosto, sábado e domingo
*Dia 30 haverá um bate-papo sobre a carreira da cantora com o jornalista Bernardo Araújo
Horários: sábado, às 20h; domingo, às 19h
Duração: 70 minutos
Classificação: livre
Capacidade: 170 Lugares | Distribuição de Senhas no dia da apresentação, a partir das 14h, limitado a capacidade do Auditório.
*Acesso para deficientes físicos. Mais informações no site http://www.furnas.com.br.

Foto do grupo Dá no Coro

Foto: Divulgação

| Show deste domingo terá a participação especial do cantor Sergio Loroza |

O grupo Dá no Coro Música e Cena apresenta canções do novo disco – que será ser lançado em agosto – nos dias 17, 18 e 19 de julho, no Espaço Furnas Cultural, em Botafogo. Com entrada gratuita, os shows marcam o início de extensa agenda do grupo de arte vocal até o fim do ano. O show de domingo terá a participação especial do cantor Sergio Loroza.

Dois anos depois de encantar os franceses nos festivais Choralp e o prestigiado Choralies – um dos mais expressivos eventos europeus dedicados à música vocal, o mais importante realizado na França – o grupo Dá no Coro Música e Cena retorna ao circuito musical carioca. As apresentações darão o pontapé para uma longa programação de shows até o fim do ano, dedicada ao lançamento do segundo disco do grupo, o CD “Cores do Brasil”, com lançamento oficial previsto para o fim de agosto.

Carioca e brasileiríssimo em sua abrangência de sotaques, o Dá no Coro trabalha não só com vozes – seu material artístico principal, mas também com percussões, violão, baixo e um forte trabalho cênico, incluindo danças e capoeira. Com direção musical de Sergio Sansão e direção cênica de Jonas Hammar, o grupo apresenta, no repertório, sambas, jongos, maracatus, bossas novas, cirandas, baiões, toadas e um grande time de compositores brasileiros: Chico Buarque, Tom Jobim, Milton Nascimento, João Bosco, Edu Lobo, Lenine, Caetano Veloso, Luiz Gonzaga, Dorival Caymmi, Djavan, além de preciosas canções folclóricas.

Formado há nove anos, o grupo reúne, no total, dezoito cantores e instrumentistas (violão, baixo e percussões) que desenvolvem um trabalho eminentemente vocal e performático, buscando refletir a diversidade cultural presente na sociedade brasileira e abraçando nossas raízes indígenas, europeias e, principalmente, africanas. No Brasil, o Dá no Coro já dividiu o palco com Dona Ivone Lara, Carlos Malta e Pife Muderno e Jongo da Serrinha. Em 2006 e 2011, fez apresentações na Argentina e, em  seguida, realizou as apresentações e oficinas nos festivais franceses.

Cores do Brasil
O novo CD, com repertório autenticamente brasileiro e arranjos elaborados exclusivamente para o grupo por maestros especializados, vai trazer como diferencial, obras do artista plástico mineiro Paulo Symões,  proporcionando um diálogo estético com as artes plásticas. As obras do artista irão compor toda programação visual do grupo, desde o CD, site e todas as peças de divulgação, além de servirem como base para criação cenográfica, incluindo projeções das obras do artista plástico.
O repertório do novo disco vai refletir a diversidade cultural e rítmica brasileira, tão cara ao grupo, através da releitura de preciosidades do cancioneiro nacional, como “Água de Beber” (Tom Jobim e Vinicius de Moraes), “A Lua Girou” (Folclore Brasileiro da região de Beira-Rio, Bahia), “Casa Forte” (Edu Lobo), “Caxangá” (Milton Nascimento e Fernando Brant), “Fantasia” (Chico Buarque), “Linha de Passe” (João Bosco e Aldir Blanc), “Vapor da Paraíba” (Vovó Teresa / Jongo da Serrinha), “Vera Cruz” (Milton Nascimento e Márcio Borges), “Tanta Saudade” (Djavan e Chico Buarque) e “Tuaregue Nagô” (Lenine e Bráulio Tavares).

Dá no Coro Música e Cena no Espaço Furnas Cultural
Dias: 17 (sexta), 18 (sábado) e 19 (domingo) de julho
Horários: 12:30h (sexta), 20h (sábado) e 19h(domingo)
Classificação: Livre para todas as idades
Endereço: Rua Real Grandeza, 219 – Botafogo – Rio de Janeiro, RJ – Tel.: 2528-5166 (segunda a sexta, das 9h às 17h)
Retirada de ingressos*
Os ingressos serão distribuídos a partir das 14h, nos dias dos espetáculos, 1 ingresso por pessoa, limitados à capacidade do espaço: 170 lugares.

 

 

| No repertório, músicas do mais recente CD “Duofel Pulsando MPB”, composições próprias e releitura de Beatles |
Foto do DUOFEL

Foto: Divulgação

O duo formado pelos violonistas Fernando Melo e Luiz Bueno fará  duas apresentações gratuitas nos dias 30 e 31 de maio, no Espaço Furnas Cultural, apresentando o show Violão Livre de Duofel.

No espetáculo, variadas formações com seus diferentes violões: violão com 6 cordas de aço, violão clássico – nylon , violão tenor, violão 12 cordas de aço e viola caipira.  

Violão Livre de Duofel, que não privilegia nenhum estilo ou escola violonística, e experimenta toda e qualquer expressão musical, traz no repertório músicas do mais recente CD “Duofel Pulsando MPB”, composições próprias e releitura de Beatles, do CD e DVD “Duofel Plays The Beatles”, gravado em Liverpool. As senhas devem ser retiradas a partir das 14h, no dia de cada apresentação. Será entregue uma senha por pessoa.

Um pouco da história do Duofel
Há 35 anos, nascia em São Paulo o DUOFEL, formado pelos violonistas Fernando Melo, alagoano de Arapiraca e Luiz Bueno, paulistano, que além de terem em comum o fato de serem autodidatas sempre acreditaram no sucesso de uma proposta musical. Desde então se fazem em um só.
Com 13 CDs e 2 DVDs lançados no Brasil e exterior (Europa, EUA e Índia), o Duo celebra  este ano  37 anos de amizade e música no mais alto estilo trazendo para os shows um repertório com um pouco de tudo destes anos de música: a linguagem pop com The Beatles, a visão ímpar de clássicos da MPB e algumas de suas quase 200 composições próprias, tocando em seis diferentes tipos de violões, clássico, aço, 12 cordas, viola caipira e tenor e dos mais inusitados “jeitos e maneiras” mostrando técnica refinada e criatividade nas experimentações.
“Feito dois operários, Fernando Melo e Luiz Bueno debruçam-se sobre os instrumentos. Percorreram-nos de alto abaixo com olhos de especialistas. Reviram-nos ao avesso: frente, costa, braço cravelhas, interior, peso, envergadura. Percebendo que estão em mãos hábeis, os violões se dão. Retribuem a atenção, deixando que perscrutem suas almas. Fernando e Luiz, cientes de sua sabedoria e responsabilidade de artesãos, esquadrinham nas cordas o som que ainda nunca foi exposto.”  Por Aquiles Reis músico e vocalista do MPB4
“O DUOFEL não é um duo, é um trio, às vezes um quarteto e outras uma banda inteira, por isso acho que deveriam mudar o nome para  TRIO DU’CA(Hermeto Pascoal)

Show: DUOFEL – Violão Livre do Duofel
Local: Auditório do Espaço Furnas Cultural – Rua Real Grandeza, 219 – Botafogo – Rio de Janeiro -RJ – Tel.: 2528-5166 (segunda a sexta, das 9h às 17h)
Datas: dias 30 e 31/5 (sábado e domingo)
Sábado, às 20h, domingo, às 19h
Duração: 90 minutos
Capacidade: 170 lugares
Atenção! As senhas devem ser retiradas a partir das 14h, no dia de cada apresentação. Será entregue uma senha por pessoa.

 

Foto de Oswaldo Montenegro

Foto: Reprodução internet

O cantor e compositor Oswaldo Montenegro participa da gravação do programa Palco MPB, da rádio MBP FM, nesta segunda-feira, às 19h. Montenegro se apresenta no Espaço Furnas Cultural, em Botafogo.
As quarenta senhas serão distribuídas a partir das 17h.

Show de Oswaldo Montenegro – Gravação do programa Palco MPB
Local: Espaço Furnas Cultural – R. Real Grandeza, 219 – Botafogo
Data: Dia 25/05, às 19h

| Gêmeos violoncelistas já preparam segundo disco, repetindo a produção com Sergio Roberto de Oliveira, com lançamento neste ano |
Foto dos  irmãos violoncelistas Paulo e Ricardo Santoro, o Duo Santoro

Foto: Divulgação

Os irmãos violoncelistas Paulo e Ricardo Santoro, com mais de duas décadas de uma carreira bem sucedida com o Duo Santoro, perceberam que nunca fizeram um concerto com programa totalmente popular. À convite da Dell’Arte, os gêmeos aceitaram o desafio e, no próximo sábado, dia 07, no Espaço Furnas Cultural, vão apresentar pela primeira vez um repertório somente composto por Chiquinha Gonzaga, Tom Jobim, Sivuca, Pixinguinha e demais nomes consagrados da música popular brasileira. O concerto tem entrada franca e faz parte da série “Duo Brasileiros”.

Os ingressos serão distribuídos a partir das 14h, no dia do espetáculo, 1 (um) ingresso por pessoa, limitados à capacidade do auditório, que é de 170 lugares. A classificação é livre.

As novidades não param por aí. Depois de lançar, em 2011, o disco “Bem Brasileiro” – o primeiro de carreira – o Duo Santoro já está em estúdio preparando o segundo disco, repetindo a dobradinha com o produtor Sergio Roberto de Oliveira. No repertório, músicas compostas especialmente para os gêmeos do violoncelo, com destaque para obras novíssimas de Ricardo Tacuchian e Ronaldo Miranda, e ainda peças de Dimitri Cervo, Oswaldo Carvalho e do próprio Sergio de Oliveira.
Duo Santoro
Nascidos no Rio de Janeiro, os gêmeos Paulo e Ricardo fazem parte da Orquestra Sinfônica Brasileira desde 1986 e da Orquestra Sinfônica da UFRJ desde 1989, no mesmo ano em que se graduaram pela Escola de Música da UFRJ com nota máxima e dignidade acadêmica Magna Cum Laude. Com Mestrado em Música, já se apresentaram como solistas à frente de várias orquestras, além de participarem de outras formações camerísticas distintas, tais como Trios, Quartetos e outros Duos. Único duo de violoncelos em atividade permanente no Brasil, o Duo Santoro estreou em 1990 e já se apresentou nas principais salas de concerto do Brasil. Seus recitais incluem um leque eclético de estilos que vai do erudito ao popular. As transcrições e arranjos para violoncelos são assinados, na sua maioria, pelo próprio Duo. Uma das principais metas do Duo Santoro é a divulgação da música brasileira. Para isso, contam com a colaboração de vários compositores, que dedicaram algumas de suas principais obras ao Duo.

 

Programa:
CHIQUINHA GONZAGA – Gaúcho
ERNESTO NAZARETH – Brejeiro
PIXINGUINHA – Lamento
TOM JOBIM – Eu sei que vou te amar
SIVUCA – Feira de Mangaio
DORIVAL CAYMI – História de Pescadores
TOM JOBIM – Luíza
ZEQUINHA DE ABREU – Tico-Tico no Fubá
LUIZ GONZAGA/HUMBERTO TEIXEIRA – Asa branca/Baião
TOM JOBIM – Chega de Saudade
WALDIR AZEVEDO – Brasileirinho

Duo Santoro no Espaço Furnas Cultural
Data: Dia 7/02 – sábado, às 20:50h
Local: Espaço Furnas Cultural – Rua Real Grandeza, 219 – Botafogo – Rio de Janeiro, RJ – Informações: (21) 2528-2794
Retirada de ingressos: Os ingressos serão distribuídos a partir das 14h, nos dias dos espetáculos, 1 (um) ingresso por pessoa, limitados à capacidade do auditório: 170 lugares.
Classificação: livre

Foto: Divulgação

Foto: Divulgação

O cantor, compositor e instrumentista Marcos Valle comemora seus 70 anos de idade e 50 de carreira no projeto PianoBossaJazz, com o show Marcos Valle – 70 Anos, nos dias 30 e 31 de agosto. O artista é autor de mais de 300 canções e já lançou 23 álbuns. Já teve composições gravadas por artistas como Elis Regina, Tim Maia, Roberto Carlos, Diana Krall, Sarah Vaughan, Chicago e Dizzy Gillespie, entres outros. As senhas serão distribuídas nas datas do espetáculo, a partir das 14h, na portaria da Rua Real Grandeza, 219, em Botafogo.

Acompanhado pelos músicos Patrícia Alví, voz, Jessé Sadoc, no trompete e flugelhorn, Marcelo Martins, no sax e flauta, Mazinho Ventura, no baixo, e Renato “Massa” Calmon, na bateria, o artista traz no repertório do show canções como Com Mais de 30, Esperando o Messias, Arranca Toco e mais algumas músicas presentes neste seu álbum comemorativo com a Stacey como Batucada, Os Grilos, Samba de Verão e The Face I Love (Seu Encanto), The Answer (A Resposta) e Preciso Aprender a Ser Só (If You Went Away).

A bossa nova, baião, pop, soul, black music, jazz, dance music e até a música eletrônica e o rap são alguns dos estilos musicais que influenciaram sua carreira. Valle também compôs trilhas sonoras de filmes e novelas e trabalhou com artistas do Brasil e do exterior. É autor de canções de sucesso em parceria com artistas reconhecidos internacionalmente, como João Donato, Ed Motta, Paulo Sérgio Valle, Nelson Motta, Lulu Santos, Marcelo Camelo, Jay-Z e Kanye West, entre outros.

No ano passado, o compositor gravou Marcos Valle Tudo (EMI), Marcos Valle – Anos 80 (Selo Discobertas). Em dezembro, gravará o DVD ao vivo do álbum com Stacey Kent, durante uma temporada de 10 shows que realizará entre 09 e 13 de dezembro em um dos clubes de jazz mais respeitados no mundo, o Birdland, em Nova York.

Show – Projeto PianoBossaJazz – Marcos Valle – 70 anos
Local:  Espaço Furnas Cultural (Rua Real Grandeza, 219 – Botafogo l Tel: 2528- 5166)
Datas: 30 e 31 de agosto, sábado e domingo
Horários: sábado, 20hs l domingo: 19h
Capacidade: 170 lugares
Classificação: livre
OBS: As senhas serão distribuídas nas datas do espetáculo, a partir das 14h, na portaria da Rua Real Grandeza.

Foto: Reprodução internet

Foto: Reprodução internet

A tragédia escrita pelo inglês William Shakespeare no século XVI ganha montagem baseada na adaptação do norte-americano Joe Calarco no Espaço Cultural Furnas. Em “R & J de Shakespeare — Juventude Interrompida“, quatro estudantes de uma escola católica conservadora exploram “Romeu e Julieta” como uma fuga da repressão em que vivem, e através disso exploram suas próprias sexualidades. No elenco, Felipe Lima, Ícaro Silva, Johnny Massaro e Pablo Sanábio. A direção é de João Fonseca.

“A peça é uma releitura moderna de “Romeu e Julieta” encenada só por homens e ganha uma montagem dirigida por João Fonseca. A história trágica, contada com toques de um humor, tem como ponto de partida uma escola católica extremamente conservadora, onde quatro estudantes exploram o texto do clássico de Shakespeare como uma fuga da repressão em que vivem.”

Os ingressos serão distribuídos das 14h às 17h, nos dias dos espetáculos, limitados à capacidade do auditório, 170 lugares.

R & J de Shakespeare — Juventude Interrompida

Local: Espaço Furnas Cultural – Rua Real Grandeza, 219 – Botafogo – Rio de Janeiro – RJ – Tels.: 21 2528-5166 (segunda a sexta) e 9237-8631 (sábado e domingo).

Data: De 23/11 a 08/12 – sábados às 20h, domingos às 19h

Classificação indicativa: 14 anos

“Para acesso ao Espaço Cultural, é necessária a apresentação de documento com foto. A entrada de pessoas trajando bermudas e sandálias é permitida somente nos finais de semana.”

Foto elenco peça teatral No Buraco

Foto: Ricardo Gabriel / Divulgação

A companhia carioca conhecida por seus espetáculos com mímica e comicidade apresenta as peças “No Buraco”, dias 14 e 15 de setembro (Sábado às 20h, domingo às 19h), e o infantil  “O Maior Menor Espetáculo da Terra” (de 21 a 29/09 – sábados e domingos, às 18h) no Espaço Furnas Cultural, em Botafogo. O grupo formado por Álvaro Assad, Márcio Moura e Melissa Teles-Lôbo é uma das mais representativas em mímica e comicidade no Brasil.

“No Buraco”, de 2004,  promete riso, pantomina e efeitos exclusivos. A peça acontece atrás de um biombo de um metro de altura e sete de comprimento. O ETC E TAL subverte a imaginação do espectador através de cinco hilariantes pantomimas. O espetáculo promove uma experiência teatral diferente que, sem mostrar o corpo inteiro dos atores. “É como se nós fossemos bonecos de manipulação. A diferença é que os movimentos são muito próximos do cotidiano”, explica Assad.

São cinco esquetes mudas, com 10 minutos cada, nas quais predominam a linguagem circense e o humor ácido. A primeira história a ser contada é “O Buraco”, que inspirou o título da obra. Nesse número, ao mesmo tempo romântico e nonsense, um casal começa a cavar um buraco para se encontrar. O problema é que cada um aparece de um lado, dificultando o final feliz. A seguir, o público confere “Patos ou Parque de Diversões?”, com um trio de patinhos, típico de barracas antigas de parques de diversões. Os bichos vão rodar em uma esteira fictícia à espera de tiros de espingardas de rolhas. “O Circo” também traz um ar de nostalgia ao transportar os presentes para uma espécie de picadeiro. Além de cenas com o homem bala e o trapezista, haverá uma luta entre o palhaço e o mímico. Ainda estão na programação “Os Pilotos”, uma batalha aérea recheada de piruetas no ar e de perseguições, e o surpeendente “”, um jogo de disputa física do elenco totalmente despido. Segundo o diretor, o fato de estarem nus não deve ser visto como algo de mau gosto ou pejorativo, pois as pessoas só veem o dorso e não há estímulo sexual. O objetivo foi mostrar que, para se fazer mímica, nada é necessário além do próprio corpo. A plateia tem a nítida impressão de “ver” os atores flutuando, voando, afundando, caindo, e cavalgando.

O intenso agacha e levanta da trupe é fruto de um treinamento físico que inclui aulas de pilates e de reeducação postural global (RPG). “Optamos por esse tipo de preparação porque queremos melhorar nosso rigor gestual e porque o grupo está envelhecendo”, afirma Assad, referindo-se aos 19 anos de existência do Centro Teatral e Etc e Tal. Um dos elementos visuais que mais chamam a atenção durante a peça é a variedade de figurinos. Ao todo, são 35 trocas de roupas, criadas por Fernanda Sabino, da Artesanal Cia. de Teatro. Para que tudo saia perfeito, ele brinca que é preciso escolher entre respirar ou vestir-se. Algumas trocas ocorrem durante a atuação dos colegas. Outras, nos intervalos de 40 segundos entre um tema e outro, nos quais a plateia assiste a projeções paralelas.

Ainda em setembro, o grupo se apresenta durante mais dois fins de semana no Espaço Furnas Cultural com a peça infantil “O Maior Menor Espetáculo da Terra”, onde um grande-mínimo-novíssimo e compacto picadeiro do “CIRCO DE PULGAS” é montado. O espetáculo ficará em cartaz de 21 a 29 – sábados e domingos – às 18h. A direção é de Alvaro Assad.

Sob o comando de um inusitado trio cômico formado por Álvaro Assad, Márcio Moura e Melissa Teles-Lôbo, o espectador será apresentado ao menor ser da Terra: A PULGA. Da China, Pun Ching Oo a pulga Funâmbula, da Argentina, PulGardel a pulga bala, da Oceania, as lindas pulgas gêmeas trapezistas Pulg Lee e Pilg Luu e, dentre tantas outras, uma inimaginável pulga indomável da floresta do Zimbábue. Todas elas com talentos arrebatadores e incrivelmente trabalhados pelos Mestres de Cerimônias, conduzindo o público a ver o que não pode ser visto e imaginar um extraordinário mundo mambembe em miniatura. O texto é uma mescla de dramaturgia de números clássicos do circo tradicional com uma profunda pesquisa científica do universo das pulgas e, claro, a comicidade característica do grupo Etc e Tal.

Confira uma prévia do espetáculo:

No Buraco – Centro Teatral Etc e Tal
Linguagem: Pantomima – Espetáculo adulto
Gênero: Comédia
Duração: 60 minutos
Classficação etária: 14 anos
Local: Espaço Furnas Cultural – End.: Rua Real Grandeza, 219 – Botafogo – Informações:  21 2528 5166
Data: Até 15 de setembro – Sábados às 20h, domingos às 19h

O Maior Menor Espetáculo da Terra – Centro Teatral Etc e Tal
Datas: de 21 a 29 de setembro – sábados e domingos, às 18h
Local: Espaço Furnas Cultural – End.: Rua Real Grandeza, 219 – Botafogo – Informações:  21 2528 5166
Classficação etária: livre

Horário de funcionamento da bilheteria: Ingressos distribuídos até as 17h, a partir das 14h, nos dias dos espetáculos. Capacidade: 192 lugares – Informações pelo tel.: 21 2528 5166 / *Para acesso ao Espaço Cultural, é necessária a apresentação de documento com foto.

Foto: Marian Starosta

Último final de semana para assistir à peça Larvárias, que fica em cartaz até domingo, dia 21, no Espaço Furnas Cultural. Espetáculo da Cia do Giro retrata os aspectos delicados e graciosos do cotidiano, seu humor e poesia, fazendo uso da linguagem das máscaras larvárias originadas do carnaval suíço.

No elenco, Adriano Basegio e Daniela Carmona, a direção e roteiro são de Daniela Carmona.

Larvárias
Período: até 21/07 – sextas e sábados às 20h, domingos às 19h
Local: Espaço Furnas Cultural – Rua Real Grandeza, 219 – Botafogo – RJ
Classificação indicativa: Livre
Os ingressos serão distribuídos das 14h às 17h, nos dias dos espetáculos, limitados à capacidade do auditório: 170 lugares.
– Para acesso ao Espaço Cultural, é necessária a apresentação de documento com foto. *A entrada de pessoas trajando bermudas e sandálias é permitida somente nos finais de semana.

Foto: divulgação/site

“Os sons da natureza o fascinaram desde pequeno. A partir de um cano de mamona de “gerimum” (abóbora), fazia um pífano e ficava tocando para os passarinhos. Ao ir para a lagoa, passava horas tocando com a água. O que sobrava de material do seu avô ferreiro, ele pendurava num varal e ficava tirando sons. Até o 8 baixos de seu pai, de sete para oito anos, ele resolveu experimentar e não parou mais. Dessa forma, passou a tocar com seu irmão mais velho José Neto, em forrós e festas de casamento, revezando-se com ele no 8 baixos e no pandeiro.”

Na companhia de Aline Morena, o artista faz 3 apresentações no Espaço Furnas Cultural, centro do Rio, nos dias 24, 25 e 26 de maio. Além de alguns clássicos do folclore gaúcho e do cancioneiro nordestino, o repertório conta com músicas novas e antigas do compositor, conhecido por tocar diversos instrumentos, inclusive os inusitados, como chaleiras.

Local: Espaço Furnas Cultural – Rua Real Grandeza, 219 – Botafogo
Datas: 24, 25 e 26/05 – sexta e sábado às 20h, e domingo às 19h
* Os ingressos serão distribuídos das 14h às 17h, nos dias dos espetáculos, limitados à capacidade do auditório: 170 lugares.

Fotos Ithamara Koorax e Marcel Powell

Foto: divulgação/site

Marcel Powell e Ithamara Koorax fazem uma releitura das composições, com arranjos sofisticados, mas sem perder a essência original. “Sambas prá Vinicius” acontece em comemoração ao centenário de Vinícius de Moraes.

Os shows passeiam pelos clássicos dos Afros sambas, resultado da parceria entre o poeta e Baden Powell.

Local: Espaço Furnas Cultural
Rua Real Grandeza, 219 – Botafogo
Datas: 20 e 21/04, sábado às 20h, domingo às 19h
Classificação indicativa: Livre

%d blogueiros gostam disto: