Tag Archive: feminismo


| Cantoras são atrações do Estação Rio e da programação do Festival Mulheres do Mundo |
Foto de Karol Conka

Foto: @paul.pex

Neste sábado, dia 17 de novembro, Flora Matos e Karol Conka se apresentam na Praça Mauá, na zona portuária do Rio de Janeiro, a partir das 20h. Os shows do Estação Rio, projeto musical da da Globo, fazem parte parte da programação do Festival Mulheres do Mundo – evento que acontecerá pela primeira vez na América Latina.

Foto de Flora Matos

Foto: reprodução Facebook

Karol Conka, rapper curitibana, cantora e compositora, cantará músicas como “Bate a poeira”, “É o poder” e “Tombei”. A cantora, compositora, rapper e MC brasiliense Flora Matos apresentará canções como “Pretin”, “Como faz” e “Preta de Quebrada”.

A animação no intervalo dos shows na Cidade Maravilhosa ficará por conta da DJ Elisa Amaral, com repertório que mistura estilos, do pop ao deep house e electro swing.

Foto da DJ Elisa Amaral

Foto: Tuiki Borges/reprodução Facebook

O Festival Mulheres do Mundo, que já foi realizado em 23 países da Europa, Ásia e África, além diversas cidades na Inglaterra, abre espaço para mulheres celebrarem suas histórias de lutas e conquistas, conhecerem novas perspectivas e trocarem experiências. O evento acontece de 16 a 18 de novembro, no Museu de Arte do Rio (MAR), no Museu do Amanhã, Armazém 1 do Pier Mauá e em um palco montado na Praça Mauá, e inclui rodas de conversa, partilhas de trajetórias, oficinas e programação artística e cultural, reunindo mulheres de toda a cidade, além de convidadas nacionais e internacionais. A entrada é gratuita mediante doação de 1 (um) quilo de alimento não perecível. O encontro tem como modelo o festival Women of the World (WOW), idealizado pelo Southbank Centre, de Londres. Clique aqui e saiba como participar.

Estação Rio
Local: Praça Mauá, s/n/ – Centro – Rio de Janeiro – RJ
Atrações musicais: Flora Matos e Karol Conka
Data: dia 17/11 (sábado)
Horário: a partir das 20h

| Evento acontece de 16 a 18/11 e reúne debates, shows, performances e exposições na Zona Portuária |
Foto da Praça Mauá Revitalizada

Foto: Thales Leite / Reprodução Facebook MAR

O Festival Mulheres do Mundo, que já foi realizado em 23 países da Europa, Ásia e África, além diversas cidades na Inglaterra, acontece pela primeira vez na América Latinade 16 a 18 de novembro, no Museu de Arte do Rio (MAR), no Museu do Amanhã, Armazém 1 do Pier Mauá e em um palco montado na Praça Mauá, na Zona Portuária do Rio de Janeiro. O evento abre espaço para mulheres celebrarem suas histórias de lutas e conquistas, conhecerem novas perspectivas e trocarem experiências. Entre as atividades estão rodas de conversa, partilhas de trajetórias, oficinas e programação artística e cultural, reunindo mulheres de toda a cidade, além de convidadas nacionais e internacionais. A entrada é gratuita mediante doação de 1 (um) quilo de alimento não perecível.

O encontro tem como modelo o festival Women of the World (WOW), realizado pela primeira vez em 2010, idealizado pelo Southbank Centre, de Londres. A realização é da Redes da Maré, Southbank Centre e British Council. São mais de 150 atividades gratuitas, entre debates, música, performances e exposições. Clique aqui, veja a programação completa e saiba como participar.

Nesta sexta-feira, dia 16 de novembro, entre as atrações artísticas e musicais estão Cortejo em Forma de Mandala: Todas as Mulheres pela Paz, Cortejo do Bloco Ilu Oba de Mim pela Praça Mauá, DJ Badsista e shows de Anelis Assumpção, Letrux e Elza Soares. 

No Cortejo em Forma de Mandala: Todas as Mulheres pela Paz haverá apresentação de dança meditativa em forma de mandala com a participação do público do festival no entorno do Museu do Amanhã e do Museu de Arte do Rio (MAR). O Cortejo do Bloco Ilu Oba de Mim Ilú Obá de Min (mulheres que tocam tambor para xangô) foi criado em 2004 como uma forma de aumentar a participação das mulheres no toque do tambor. O grupo se propõe a inserir nos espaços urbanos antigas tradições que ficaram esquecidas na formação da identidade brasileira, enfrentando o racismo, o sexismo, a discriminação e a homofobia através da arte.

A cantora e compositora Anelis Assumpção cantará músicas de seu mais recente trabalho, Taurina. As canções simbolizam o poder do feminino e a sexualidade que, para a artista, refletem a própria capacidade das mulheres re(e)xistirem.

A escritora, cantora, compositora, poeta e atriz Letícia Novaes, a Letrux, apresentará seu primeiro disco solo, Em noite de climão, de músicas nos estilos disco music e new age, elementos adicionados com a colaboração da guitarrista Natália Carrera, coprodutora do disco.

A cantora Elza Soares fará um show com a participação do  bloco afro Ilu obá de MinDeus é Mulher é o disco mais recente da artista, e o segundo, depois de Mulher do fim do mundo, abertamente feminista. Deus é Mulher inclui canções com pegada de rock e postura punk e anárquica. Um desvendar da alma feminina, debates sobre religião, o florescer da sexualidade e violência urbana.

Badsista é mulher periférica, DJ e produtora musical envolvida com a cena funk e eletrônica de São Paulo. Transita também pela cena house e tecno, disseminando o fortalecimento e a possibilidade de mulheres e pessoas periféricas atuarem na música. A DJ tocará nos intervalos dos shows e no encerramento da noite.

Festival Mulheres do Mundo
Locais: Museu de Arte do Rio (MAR), no Museu do Amanhã, Armazém 1 do Pier Mauá e palco na Praça Mauá
Período: de 16 a 18/11/2018
Horário: das 10h às 23h, conforme atividades
Dia 16/11
Shows:
– 15h30 – 16h30 – Cortejo em Forma de Mandala: Todas as Mulheres pela Paz
– 18h00 – 19h30 – Cortejo do Bloco Ilu Oba de Mim pela Praça Mauá
– 19h00 – 19h30 – show de Anelis Assumpção
– 19h30 – 20h00; 20h30 – 21h00 e 22h30 – 23h00 – DJ Badsista
– 20h00 – 20h30 – Letrux
– 21h00 – 22h30 –  Elza Soares

%d blogueiros gostam disto: