Tag Archive: jardim botânico


| Trio formado por José Staneck, Ricardo Santoro e Sheila Zaugy regrava obras consagradas de Astor Piazzolla |
foto do trio Harmonitango

Foto: Cícero Rodrigues

O Harmonitango, trio formado por José Staneck (harmônica), Ricardo Santoro (violoncelo) e Sheila Zagury (piano), se apresenta no Instituto Tom Jobim, no Jardim Botânico, no dia 2 de dezembro, às 20h. O concerto marcará o lançamento do seu primeiro CD – homônimo – que faz jus à diversidade cultural que tanto marcou a obra de Pìazzolla, agora com tempero brasileiro. As senhas serão distribuídas uma hora antes da apresentação.

A partir de suas múltiplas influências, a música de Piazzolla também bebeu na fonte brasileira. No início de carreira, em sua ânsia de se tornar compositor erudito, o portenho teve aulas com a legendária Nadia Boulanger, mestre de alguns dos maiores criadores do século XX, como Igor Stravinsky, Leonard Bernstein, Aaron Copland, os brasileiros Claudio Santoro, Camargo Guarnieri e Almeida Prado, além de nomes fundamentais da música popular moderna, como Egberto Gismonti e Quincy Jones. E foi a própria Boulanger quem o incentivou a desistir da carreira erudita e mergulhar de vez no tango, ritmo que tanto o fascinava.

Neste CD estão presentes duas de suas maiores criações: Adiós Nonino, dedicada ao seu pai que acabara de perder, em 1959; e Libertango, tema consagrado pelas interpretações do compositor e das várias releituras mundo afora. A Libertango se juntam, nesta gravação, Meditango e Violentango, que pertencem a uma série original de sete tangos (além dos três citados, Meditango, Undertango, Amelitango e Tristango) lançados em único disco, de 1974.

Concerto Lançamento do CD Harmonitango
Local: Instituto Tom Jobim – Rua Jardim Botânico, 100 – Jardim Botânico – Rio de Janeiro/RJ
Telefone: (21) 2259-3237
Data: dia 02/12 (sábado)
Horário: 20h
Capacidade: 100 lugares

Programa:
Violentango; Libertango; Meditango; La Muerte del Ángel; Milonga del Ángel; Resurrección del Ángel; Fuga y Misterio; Adiós Nonino; Primavera Porteña

CD “Harmonitango”
Gravadora: A CASA Discos
Distribuição nacional: Tratore
Preço médio: R$30,00

Anúncios
| A programação itinerante percorrerá diversas unidades de atendimento da rede pública dos estados de SP, RJ, MG e PR, levando os benefícios da música aos pacientes, funcionários e frequentadores |
Foto:  Júlia Rónai

Foto: Júlia Rónai

No dia 8 de junho, às 11h, o programa “Música nos Hospitais” levará a Orquestra Barroca da UNIRIO aos pacientes do Hospital Federal da Lagoa, com a participação de 33 instrumentistas. O projeto, que acontece há doze anos, contribui para tornar o ambiente hospitalar mais alegre e acolhedor. A iniciativa sociocultural da Associação Paulista de Medicina é patrocinada pelo Grupo Sanofi por meio da Lei Rouanet, do Ministério da Cultura.

A temporada 2015/2016 tem se pautado pela temática “Saúde Mental: a Influência da Música no Equilíbrio das Emoções”. Na ocasião, o repertório iniciará sua apresentação com a canção “Hamburger Ebb und Flut”, de Georg Philipp Telemann, além de clássicos de Antonio Vivaldi e Dietrich Buxtehude.

A programação, que é itinerante e gratuita, percorrerá diversas unidades de atendimento da rede pública dos Estados de São Paulo, Rio de Janeiro, Minas Gerais e Paraná, levando os benefícios da música aos pacientes, funcionários e frequentadores. Após o término de cada apresentação no salão principal, os músicos se dividem em três ou quatro grupos e se deslocam para os corredores, levando alegria, por meio da música, aos pacientes internados.

Desde 2004, mais de 50 mil pessoas aplaudiram os concertos realizados em 63 hospitais da capital paulista, interior e de outras regiões do Brasil.

Orquestra Barroca da UNIRIO

Vozes: Caroline Brito, Flavia Almeida, Laila Oazem, Marcia Neves, Nabila Trindade, Phelippe Cardoso, Rafael Meliande e Thiago Debossan. / Sopros: Alexandre Bittencourt, Artur Ortenblad, Carlos Bertão, Elione Medeiros, Gabriel Ferrante, Laura Rónai, Patricia Michelini e Phillip Keller. / Cordas: Adailson de Barros Silva, Maurício Pedrosa, Renato Santos de Oliveira, Roger LAGR, Gabriel de Carvalho Santos, Lucas Bracher, Lucas Figueiredo, Nichola Viggiano, Ricardo Bessa e Waldo Temporal. / Teclados e cordas dedilhadas: Átila de Paula, Jaime Ninice, João Rival, Dharana Marum, Victor Freitas, Alberto Borges Brandão. / Percussão: Giba Campello

Repertório – Orquestra Barroca da UNIRIO

1. Georg Philipp TELEMANN (1681-1767)
Hamburger Ebb und Flut (Música Aquática) TWN 55:C3

2. Antonio VIVALDI (1678-1741)
Excertos de Magnificat, RV 610, para solistas, coro e orquestra

3. Georg Philipp TELEMANN (1681-1767)
Suite em lá menor, TWV 55:A3, para flauta doce e cordas
Ouverture
Les Plaisirs I e II
Passepied I e II

4. Dietrich BUXTEHUDE (1637-1707)
Jesu, meines Lebens Leben, Bux WV 62

5. Antonio VIVALDI (1678-1741)
Concerto em sol menor, RV 577 (para a Orquestra de Dresden)
Allegro
Largo non molto

Música nos Hospitais – Orquestra Barroca da UNIRIO
Data: 8/06/2016 (quarta-feira)
Horário: 11h
Local: Hospital Federal da Lagoa  – Hall de Entrada – Rua Jardim Botânico, 501 – Jardim Botânico – Rio de Janeiro – RJ

 

| Um sorteio de brindes e plantas encerra a atividade |
Foto do Jardim Botânico do Rio de Janeiro

Foto: Cleibi de Oliveira

No Dia Internacional da Mulher, 8 de março, a entrada no arboreto do Jardim Botânico é gratuita para o público feminino. No mesmo dia, a Trilha Histórica guiada sai do Centro de Visitantes às 10h e percorre pontos de interesse no Jardim, incluindo alguns locais que se relacionam com o feminino. Um sorteio de brindes e plantas encerra a atividade. Os interessados devem se inscrever no Centro de Visitantes.

As atividades são uma iniciativa do Comitê de Gênero do Jardim Botânico, criado com o objetivo de promover a igualdade de gênero na instituição, realizando ações que sensibilizam o público interno e externo para a questão e suas implicações no cotidiano da Jardim.

Jardim Botânico fica na Rua Jardim Botânico, 1008 – Jardim Botânico. Tels.: (21) 3874-1808 /
3874-1214

 Fonte: site do Jardim Botânico do Rio de Janeiro

Foto: Divulgação Instituto de Pesquisas Jardim Botânico do RJ

O Jardim Botânico do Rio e o Museu do Meio Ambiente completam 205 anos e promovem diversas atividades nesta quarta-feira, dia 13. Uma delas é a leitura de um dos contos de Clarice Lispector. A atriz Beth Goulart fará a leitura do conto “Amor“, às 11h, no Espaço Clarice Lispector, junto ao Lago Frei Leandro.

Às 15h acontece o debate “Olhares sobre o Jardim“, que reunirá profissionais de diferentes áreas que tem no Jardim Botânico um objeto de estudo. Os convidados são:  Sergio Besserman Vianna (PUC-Rio e Prefeitura do Rio), Isabel Lustosa (Casa de Rui Barbosa), Heloisa Maria Bertol Domingues (Mast) e Rafaela Campostrini Forzza, pesquisadora e curadora do Herbário (JBRJ). A mediação será de Henrique Lins de Barros, diretor da Escola Nacional de Botânica Tropical do JBRJ, e a abertura fica a cargo da presidente do Jardim Botânico do Rio de Janeiro Samyra Crespo.

A programação conta ainda com visitas guiadas e atividades para o público infantil. Confira a programação completa no site www.jbrj.gov.br!

Jardim Botânico do Rio de Janeiro – Rua Jardim Botânico, 1008.

Este slideshow necessita de JavaScript.

Um dos fotógrafos mais premiados do mundo, o mineiro Sebastião Ribeiro Salgado Júnior é conhecido por abordar temas sociais em seus trabalhos. Ao longo de quase 40 anos de carreira,  já lançou 10 livros, além de diversas exposições de pelo mundo. Salgado é embaixador da Boa Vontade da UNICEF e membro honorário da Academia de Artes e Ciências dos EUA.

A exposição “Gênesis“, que também dá nome ao seu novo livro, chega ao Rio após passar por cidades como Londres, Toronto e Roma. O projeto é resultado de um trabalho de longo prazo, focado na natureza. Foram 8 anos, de 2004 a 2012, em visitas a 32 regiões extremas como o Alasca, a Patagônia, a Etiópia e a Amazônia, para registrar  imagens impactantes, a majestade e a fragilidade da natureza, assim como sua relação com o homem e os animais. As viagens aconteceram a pé, de ônibus, em pequenos barcos, aviões e até mesmo em balões. Entre os registros de sua lente estão desertos gigantes, terras geladas, icebergs, vulcões, selvas, cadeias de montanhas e animais em seu ambiente natural. A exposição conta com mais de 200 imagens em preto e branco, característica do fotógrafo. A curadoria é de Lélia Wanick, sua esposa.

“Gênesis é sobre os primórdios, sobre um planeta intocado, suas partes mais puras, e um modo de vida tradicional que convive em harmonia com a natureza. Quero que as pessoas enxerguem o nosso planeta de outra forma, sintam-se comovidas e se aproximem mais dele”. Sebastião Salgado.

Patrocinadora do projeto desde 2008, a Vale promove um bate-papo do fotógrafo com funcionários no Rio, no dia 29 de maio, que será transmitido pela internet a partir das 9:30h (horário de Brasília). Os internautas que enviarem perguntas vão concorrer ao livro de fotos do Projeto. O link estará disponível no site da Vale e  no perfil da instituição no Facebook.

 

Exposição “Gênesis” Local: Museu do Meio Ambiente – Jardim Botânico do Rio de Janeiro – Rua Jardim Botânico, 1008 – Tel.: (21) 2294-6619 Data: de 29/05 a 26/08, de terça a domingo, das 9h às 17h. Livre – Gratuito * A entrada no Arboreto custa R$ 6,00, com gratuidade para crianças até 7 anos e adultos a partir de 60 anos.

%d blogueiros gostam disto: