Tag Archive: livros


| Evento desta segunda-feira, 27/05, acontece em parceria com a Universidade Estácio de Sá e apoio da Fundação Educacional e Cultural de Nova Iguaçu |

Foto: divulgação

Na próxima segunda, 27 de maio, a partir das 17h30, o Top Shopping – em parceria com o curso de Letras da Universidade Estácio de Sá de Nova Iguaçu – realizará o evento cultural “Roda de Leitura e Poesia”. A atração acontecerá no 3º piso do shopping de Nova Iguaçu, e contará com diversas atividades, como troca-troca de livros, contação de histórias para crianças e muita música.

A iniciativa tem o apoio da Fundação Educacional e Cultural de Nova Iguaçu – FENIG e o objetivo dos organizadores é oferecer cultura à população de toda a Baixada Fluminense, fazendo com que as crianças despertem o gosto pela leitura.

“Estamos bem motivados – professores e alunos – para participarmos da roda de leitura e poesia, acreditamos que somente por meio da educação podemos transformar as vidas das pessoas. Os estudantes do curso de Letras terão uma chance de aliar teoria e prática”, comenta Tatiana Farias – Professora e coordenadora do curso de Letras da Estácio de Sá.

Roda de Leitura e Poesia
Local: TopShopping (Espaço Leitura – 3º piso) – Avenida Governador Roberto Silveira, 540 – Centro – Nova Iguaçu / RJ – Tel.: (21) 2667-1787
Data: dia 27/05 (segunda-feira)
Horário: a partir das 17h30

Clique aqui e compre livros em promoção no Magazine Você!

Anúncios
| Projeto do SESC conta com intervenção literária com performance artística que mistura leitura, teatro e interação com o público | 

Foto: divulgação

O sucesso foi tão grande que o projeto “Ponto de Leitura”, do SESC, volta ao Caxias Shopping no dia 25 de maio (sábado) para mais uma edição. Em uma área especial com tapetes coloridos e pufes, das 14h às 18h, o público será convidado a dedicar um tempo ao universo da leitura.

O projeto é um serviço de extensão da Gibiteca João Carpalhau da Unidade SESC Duque de Caxias, na Baixada Fluminense, com a disponibilização de pequeno acervo com livros em HQ e revistas em quadrinhos para que os clientes possam ler no local. A programação é aberta para o público de todas as idades. Os pais podem levar os filhos e ler com eles. Para incentivar ainda mais os leitores, haverá uma intervenção literária com uma performance artística que mistura leitura, teatro e interação com o público.

Ponto de Leitura SESC
Local: Caxias Shopping – Rodovia Washington Luiz, 2895 – Duque de Caxias/RJ – Tel.: (21) 2430-5110 / WhatsApp (21) 9-9305-3611
Data: dia 25/05 (sábado)
Horário: das 14h às 18h

Dica Magazine Você:
Clique aqui e compre livros pelo site.

São oferecidas mais de 100 oportunidades gratuitas em diversas unidades | 

Foto: reprodução internet

As inscrições para as vagas PCG (Programa de Comprometimento e Gratuidade) e gerais em Imersão em Língua Estrangeira (inglês e espanhol) ainda seguem abertas em diversas unidades do Sesc RJ. O curso conta com módulos de 60 horas nos níveis básico, intermediário e avançado. São ofertadas 212 vagas pagantes e 108 gratuitas.

As aulas presenciais são destinadas a jovens com idade a partir de 15 anos que estejam cursando o ensino médio e adultos a partir de 18 anos. O Curso de Imersão em Língua Estrangeira oferece um método de ensino e aprendizagem que amplia os conhecimentos sobre os idiomas por meio do estudo de situações cotidianas, conteúdos gramaticais, músicas, atividades interativas, vídeos e demais recursos que estimulam a compreensão oral e escrita e o desenvolvimento das habilidades de comunicação oral, compreensão, leitura e escrita no idioma de interesse.

As inscrições estão abertas nas unidades Barra Mansa, Campos, Engenho De Dentro, Madureira, Niterói, Quitandinha, Santa Luzia, Nova Friburgo, Nova Iguaçu, São Gonçalo, Teresópolis, Tijuca e Três Rios. Mais informações em www.sescrio.org.br.

Imersão em Língua Estrangeira (Inglês e Espanhol)
Inscrições: setor de matrículas das unidades Barra Mansa, Campos, Engenho De Dentro, Madureira, Niterói, Quitandinha, Santa Luzia, Nova Friburgo, Nova Iguaçu, São Gonçalo, Teresópolis, Tijuca e Três Rios
Preços: R$ 77,00 (comerciários e dependentes) / R$ 115,00 (conveniados) / R$ 154,00 (usuários e dependentes);

| Programação do “MAR de Oswaldo Cruz e Madureira”, neste sábado, 9/02, inclui debate sobre enredo de 2019 da Portela, sessão de cinema, oficinas de surdo e roda de samba | 

Foto: divulgação

Foto: divulgação

O Museu de Arte do Rio – MAR, sob gestão do Instituto Odeon, recebe uma programação especial dedicada ao samba no dia 09 de fevereiro (sábado). As atividades começarão às 10h, com um debate sobre o enredo da Portela para o Carnaval 2019, que contará com a participação da carnavalesca Rosa Magalhães, do escritor e jornalista Vagner Fernandes, do presidente do Conselho Deliberativo e um dos autores do samba enredo, Fábio Pavão, e do presidente da escola de samba, Luis Carlos Magalhães, que mediará a conversa.

Foto de Rosa Magalhães e Luis Carlos Magalhães

Foto: divulgação

Após o bate-papo haverá uma sessão de autógrafos do livro “E vai rolar a festa…” (2018), de Rosa Magalhães. A obra é um relato sobre sua experiência de criar e produzir a festa de encerramento das Olimpíadas Rio 2016 e as cerimônias de abertura e encerramento dos Jogos Pan-Americanos do Rio, em 2007 – evento pelo qual foi premiada com o Emmy de “Melhor Figurino”.

Ao longo do dia serão realizadas visitas mediadas à exposição “O Rio do samba: resistência e reinvenção“, sessão de cinema com os filmes do coletivo Por Telas e oficinas de surdo.

A programação encerra com uma roda de samba comandada pelo Samba dos Crias, grupo formado pelos ritmistas da Portela, às 16h30.

 

 

 

Programação:
10h – Debate sobre enredo com Rosa Magalhães, Fabio Pavão e Vagner Fernandes | Mediação: Luis Carlos Magalhães.
Local: Pavilhão de exposições
10h30 – Sessão de autógrafos do livro “E vai rolar a festa…” (2018), de Rosa Magalhães.
Local: Pavilhão de exposições
11h – Visita mediada à exposição “O Rio do samba: resistência e reinvenção”.
Local: Pavilhão de exposições
12h às 14h – Pausa para o almoço
14h – Visita mediada à exposição “O Rio do samba: resistência e reinvenção”.
Local: Pavilhão de exposições
14h30 – CineSamba – Serão exibidos os filmes Por Telas: “Um Craque Esquecido”, “Do Samba ao Sample: Entre duas Culturas” e “Procuram-se Mulheres”. Além disso, haverá exibição do documentário originado a partir da criação do Perímetro Cultural.
Local: Auditório
14h30 – Oficina de surdo com os mestres do Samba dos Crias.
Inscrições em http://bit.ly/OficinaSambaDosCrias
Local: Pavilhão de exposições
15h30 – Debate com os diretores Cecília Rabello, idealizadora do Por Telas, Vereador Reimont e Rogério Rodrigues, idealizador do Perímetro.
Local: Auditório
16h30 – Encerramento com roda de samba comandada pelo Samba dos Crias.
Local: Pilotis

MAR de Oswaldo Cruz e Madureira
Local: Museu de Arte do Rio (MAR) – Praça Mauá, nº 5 – Centro – Rio de Janeiro/RJ
Data: dia 09/02 (sábado)
Horário: a partir das 10h
Classificação: livre

| “Hora de Clarice”, com atividades sobre crônicas da escritora, acontece dia 11/12, no Rio e em SP |
Foto da escritora Clarice Lispector

Foto: Bluma Wainer. Acervo Clarice Lispector/IMS

Consagrada por romances como A paixão segundo G.H. e A hora da estrela, Clarice Lispector (1920-1977) também foi uma exímia cronista, ainda que não se sentisse totalmente à vontade com o gênero. Esse viés de sua produção será abordado na próxima edição do evento Hora de Clarice, realizado no dia 11 de dezembro (terça-feira), nas sedes do Instituto Moreira Salles (IMS) no Rio de Janeiro e em São Paulo. Organizado anualmente, o projeto foi lançado pelo IMS em 2011 com o intuito de fazer com que a data de nascimento da escritora, 10 de dezembro, faça parte do calendário cultural do país.

No IMS Rio serão abordados os textos de Lispector publicados na imprensa. Às 20h, a atriz Clarice Niskier lerá crônicas da escritora selecionadas por Eucanaã Ferraz, consultor de literatura do instituto. A leitura será pontuada por breves peças musicais compostas por Vitor Niskier Braga especialmente para a apresentação. Segundo Ferraz, Clarice “dobrou a língua portuguesa, que não havia chegado ainda nesse nível de experimentação, de sutileza. Ela faz no século XX o que Machado de Assis fez no século XIX.”

No IMS Paulista, a atividade terá início às 19h, com uma leitura de crônicas de Lispector realizada pela escritora Andréa del Fuego. Em seguida haverá uma palestra com Pedro Karp Vasquez, responsável pela obra da autora na editora Rocco e organizador do volume Todas as crônicas, lançado este ano. O livro reúne, pela primeira vez, na íntegra, os textos do gênero escritos por Lispector para periódicos, especialmente o Jornal do Brasil, e revistas, como Senhor Joia.

Em texto publicado no site do IMS dedicada à autora, Bruno Cosentino escreve sobre a relação de Lispector com a crônica. Resistente à ideia de escrever para ganhar dinheiro, ela costumava expor seus desconfortos com o gênero. “Na literatura de livros permaneço anônima e discreta. Nesta coluna estou de algum modo me dando a conhecer. Perco minha intimidade secreta? Mas que fazer? É que escrevo ao correr da máquina e, quando vejo, revelei certa parte minha”, afirmou. Com o tempo, no entanto, a prática proporcionou gratificação. “Escrevi nove livros que fizeram muitas pessoas me amar de longe. Mas ser cronista tem um mistério que não entendo, […] tem me trazido mais amor ainda. Sinto-me tão perto de quem me lê.”

O acervo da escritora está sob a guarda do IMS desde 2004, sendo formado por uma biblioteca de cerca de 800 livros e um arquivo com seis documentos, entre os quais manuscritos dos romances A hora da estrela e Um sopro de vida, correspondências, um caderno de notas, entre outros itens. Além de promover a Hora de Clarice, o IMS já homenageou a escritora com o volume duplo (17-18) dos Cadernos de Literatura Brasileira. Também lançou o livro Clarice Lispector – Figuras de escrita, de Carlos Mendes de Sousa, e organizou a mostra Clarice, pintora, exibida em 2009 no IMS Rio. Em 2012, criou um site dedicado à escritora.

Além das sedes do Rio e de São Paulo, o IMS Poços apresenta uma atividade educativa em homenagem à escritora. No dia 10 de dezembro, às 9h, o centro cultural realizará uma oficina com os alunos da Escola Municipal Antônio Sérgio Teixeira baseada na obra da autora. O IMS também convida parceiros e amigos para celebrar o aniversário de Lispector. Assim como nos anos anteriores, tanto a programação do IMS como a das instituições parceiras estarão disponíveis no site horadeclarice.ims.com.br.

Hora de Clarice
Local: Auditório do IMS Rio – Rua Marquês de São Vicente, 476 – Gávea – Rio de Janeiro/RJ – Tel.: (21) 3284-7400
Data: dia 11/12
Horário: 20h
Distribuição de senhas 30 minutos antes e limite de 1 (uma) por pessoa

| “Jota Rodrigues – A Arte da Vida Atrevida” fica em cartaz de 1º/11/2018 a 3/03/2019 |

Foto: Francisco Moreira da Costa – Centro Nacional de Folclore e Cultura Popular 

O poeta pernambucano radicado em Nova Iguaçu Jota Rodrigues, falecido em fevereiro deste ano, será homenageado em uma exposição idealizada pelo Sesc RJ, que será inaugurada no dia 1º de dezembro, em sua unidade de Duque de Caxias, na Baixada Fluminense. A mostra, batizada de “Jota Rodrigues – A Arte da Vida Atrevida”, aborda a vida e a obra do cordelista, que, além de autor de mais de 400 títulos, também foi xilógrafo, gráfico, músico e estudioso de fitoterapia. Idealizada pelo Sesc RJ, a exposição tem a curadoria do antropólogo Ricardo Gomes Lima, professor da Universidade do Estado do Rio de Janeiro (UERJ.

A exposição conta a história de Jota por meio de um painel ilustrado e apresenta sua vasta produção artística. Entre as peças que serão exibidas estão manuscritos, fotografias, folhetos de cordel escritos e impressos pelo próprio artista, matrizes em madeira, xilogravuras em papel e tecido e registros etnográficos dos diversos conjuntos musicais criados por ele. A mostra também adentra no mundo das plantas medicinais que ele estudava e cultivava em seu jardim para distribuir a amigos e vizinhos. O acervo pertence à Maria Aparecida de Oliveira, filha do artista.

Cidadão Iguaçuano, patrono de bibliotecas e premiado pelo MinC– Pernambucano de Águas Belas, pai sertanejo e mãe da etnia Carijó/Fulni-ô, Jota Rodrigues chegou à Baixada Fluminense em 1964. Estabeleceu-se com mulher e filhos em Nova Iguaçu, na região do Morro Agudo (hoje Comendador Soares). Faleceu em 22 de fevereiro de 2018, não sem antes ter seu valor reconhecido na região que escolheu para viver e também nacionalmente. Foi patrono e deu nome a diversas bibliotecas escolares e comunitárias da região e, em 2007, recebeu o Prêmio Culturas Populares, do Ministério da Cultura. Em 2009 a Câmara Municipal de Nova Iguaçu lhe concedeu o título de Cidadão Iguaçuano. Em 2018, recebeu homenagem póstuma na 8ª Conferência Municipal de Nova Iguaçu. O município receberá a exposição em março de 2019, também na unidade do Sesc.

Bate-papo com a filha e pesquisadores – A abertura da exposição, neste sábado (1/12), às 15h, contará com um bate-papo sobre a vida e a obra do artista. O encontro reunirá a filha, Maria Aparecida, o curador Ricardo Lima e a pesquisadora Cáscia Frade (UERJ). Como os três conviveram com Jota Rodrigues e estudaram a sua obra, o tema será as características do trabalho do artista, assim como aspectos da sua vida pessoal e profissional. Conterrâneo do homenageado, nascido no mesmo município, o ator e cordelista Edmilson Santini fará uma intervenção artística baseada na obra do poeta.

Exposição Jota Rodrigues – A Arte da Vida Atrevida
Local: Sesc Duque de Caxias – Rua General Argolo, 47 – Jardim 25 de Agosto/RJ – Tel.: 21 3659-8377
Abertura: dia 1/11/2018, às 15h
Visitação: de terça a sábado (exceto feriados), das 8h às 17h
Período: até 03/032019
Classificação indicativa: livre

| Bate-papo comandado por Christovam de Chevalier, poeta e colunista do jornal O Globo, acontece nesta quarta-feira |
Nélida Piñon é a convidada da 13º edição do Encontro com Territórios, na Biblioteca Estação Leitura

Foto: divulgação

A imortal Nélida Piñon é a convidada da 13º edição do Encontro com Territórios, na Biblioteca Estação Leitura, localizada na estação Central do MetrôRio. O encontro será realizado no dia 11 de outubro, às 19h30, e terá como tema o “Livro das Horas”, da editora Record, obra que se aproxima de uma autobiografia ao reunir algumas memórias da escritora.  

O bate-papo será comandado pelo poeta e colunista do jornal O Globo Christovam de Chevalier. Em seguida a escritora vai autografar *80 exemplares, que serão distribuídos gratuitamente aos participantes do encontro e leitores da biblioteca. Na galeria Arte e Literatura, anexa à biblioteca, os visitantes poderão visitar a exposição que será inaugurada, “Nélida Piñon a imaginação, a emoção e a palavra”, composta por fragmentos literários do “Livro das Horas” e 12 imagens de um ensaio fotográfico realizado em Holambra, conhecida como a Cidade das Flores. As fotografias são da diretora executiva do projeto, Cristina Oldemburg.  

“Sempre quis homenagear esta mulher incrível com um projeto de imagens que refletisse a admiração que sinto por ela.”, afirma Cristina Oldemburg, acrescentando que, além de visitar a exposição, após o bate-papo o público poderá levar o livro autografado por Nélida Piñon. “A missão da nossa biblioteca  é promover a leitura através de vivências artísticas que aproximem o leitor da obra literária, estimular o pertencimento do livro,  formar novos leitores, formar plateia para debate e criar pensamento crítico sobre questões que fazem parte do nosso cotidiano. O sentimento do pertencimento do objeto livro é fantástico, pois a grande maioria dos leitores da Biblioteca Estação Leitura não tem recurso para comprar uma obra literária. Eles esperam ansiosos pelo evento”, conta, destacando que os participantes também contarão com o acervo disponível para empréstimo.

O Livro de Horas foi uma obra de devoção criada por devotos no final da Idade Média. Em geral, continha o calendário das festas e dos santos, as Horas da Virgem, da Cruz, do Espírito Santo e dos mortos (Liturgia das Horas), as orações comuns e os salmos penitenciais. Em seu “Livro das Horas”, Nélida Piñon faz uma narrativa comovente e sensível, revivendo memórias afetivas que emergem a partir de um vertiginoso turbilhão de lembranças e emoções. E a cada página lida fica claro ao leitor que independente de sua vivência ou da riqueza de suas lembranças, sua história de amor sempre foi uma só: com a palavra. 

A biblioteca Estação Leitura completou três anos de funcionamento em fevereiro de 2017, com atendimento diário ao público e resultados significativos. De fevereiro de 2014 a março de 2017, foram catalogados 3.977 livros, cadastrados 5.060 leitores, emprestados 24.699 livros e realizadas 8.293 renovações em mais de 72 mil atendimentos, além de 103 eventos literários. A Estação Leitura é uma biblioteca popular, localizada na estação Central do MetrôRio, sendo a estação mais movimentada do sistema, que tem integração com a rede ferroviária da cidade, sendo assim, o projeto atende a um público variado, moradores do Rio de Janeiro e municípios vizinhos, tais como Duque de Caxias, Belford Roxo, Queimados, Nova Iguaçu, Nilópolis. A faixa etária de leitores é entre 18 e 90 anos (e ainda pais que pegam livros infantis/juvenis para seus filhos), homens e mulheres com as mais diversas atividades profissionais: diaristas, aposentados, vendedores, jornalistas, fisioterapeutas, estudantes, professores, médicos, escritores, entre outros. 

Nélida Piñon nasceu em Vila Isabel, na Zona Norte do Rio de Janeiro, e escolheu que seria escritora ainda criança, quando começou a vender suas pequenas histórias ao pai e familiares. Formada em jornalismo, ela tem em sua bibliografia mais de 20 livros, englobando romances, contos, ensaios, discursos, crônicas e memórias. Suas obras já foram traduzidas em 30 países. No ano de 1996 foi a primeira mulher a ocupar a presidência de uma Academia de Letras em todo o mundo. Foi também pioneira ao receber o título Doutor Honoris Causa da Universidade de Santiago de Compostela, na Espanha, em 1998. Até então, nenhuma mulher havia recebido o título. 

A Estação Leitura incentiva a cultura através do acesso gratuito a livros, aos talks shows e às atividades literárias. Tem o patrocínio da Prefeitura da Cidade do Rio de Janeiro, Secretaria Municipal de Cultura e do MetrôRio, por meio da Lei Municipal de Incentivo à Cultura – Lei do ISS, conta com apoio do Instituto Invepar e a realização da Oldemburg Marketing Cultural. O atendimento é gratuito ao público e realizado de terça a sexta, com os serviços de cadastro, devolução e empréstimo de livros por até sete dias. Dispõe de catálogo digital de todo o acervo na página oficial do projeto (Facebook – www.facebook.com/estacaoleiturametrocentral) e catálogo de consulta por título, autor e assunto/gênero, na própria biblioteca.  

 

Encontro com Territórios: “O Livro das Horas”
Local: Biblioteca Estação Leitura, na Estação Central do MetrôRio – Rio de Janeiro/RJ
Data: dia 11/10
Horário: 19h30

*Para recebimento do livro, serão distribuídas 60 senhas, que devem ser retiradas duas semanas antes do evento, na biblioteca Estação Leitura, localizada na estação Central do MetrôRio. No dia do evento, apresente-a no mesmo local e receba seu livro para participar da sessão de autógrafos.
%d blogueiros gostam disto: