| “Evento tem como disparador” assassinatos de Marielle Franco e do motorista Anderson Gomes |

Foto: Agora vai

Nesta sexta-feira, dia 23 de março, a partir das 19h, a Universidade Santa Úrsula, em Botafogo, promove um debate sobre a intervenção militar no Rio. A intenção é dialogar na palestra “Militarização da sociedade, (in)segurança e medo social: o que nós temos a ver com isso?“, com estudantes e profissionais sobre a situação do Rio de Janeiro. A mesa irá debater a intervenção militar no eixo da Segurança Pública fluminense e das relações entre militarização e controle social, pensando o papel da sociedade, da psicologia, na produção e disseminação do sentimento de insegurança, e a transformação do medo social.

Participarão do evento Cristina Rauter (psicóloga e professora titular do Departamento de Psicologia da Universidade Federal Fluminense – UFF); Rita Muller (psicóloga e professora do curso de Psicologia do Centro Universitário Augusto Motta – UNISUAM) e Clayse Moreira (psicóloga, atua no Centro de Defesa dos Direitos da Criança e do Adolescente do Rio de Janeiro (CEDECA RJ), sendo coordenadora técnica do Programa de Proteção à Crianças e Adolescentes Ameaçados de Morte).

De acordo com a organização, “o evento tem como disparador” os assassinatos da vereadora carioca Marielle Franco (PSOL) e do motorista Anderson Pedro Gomes, ocorridos no dia 14 deste mês. Não serão emitidos certificados de participação. Mais informações podem ser acompanhadas pelo evento no Facebook.

Palestra e debate “Militarização da sociedade, (in)segurança e medo social: o que nós temos a ver com isso?”
Local: Universidade Santa Úrsula (Salão Azul) – Rua Fernando Ferrari, 75 – Botafogo – Rio de Janeiro – RJ
Data: dia 23/03 (sexta-feira)
Horário: 19h

————-

Leia também: “Celso Lisboa Celso Lisboa promove programação com o tema “Mulheres“.

Anúncios