Tag Archive: museu de arte do rio


| Evento terá contação de histórias, oficinas, pintura corporal, música e *feira de artesanato indígena |
Foto externa do Museu de Arte do Rio

Foto: divulgação

O Museu de Arte do Rio promove atividades gratuitas em comemoração ao Dia das Crianças, 12 de outubro. O “MAR é lugar de criança” acontece das 10 às 18h. Em diálogo com a exposição “Dja Guata Porã | Rio de Janeiro Indígena”, o museu tona-se um território aberto à imaginação, à cultura do brincar e à experiência dos sentidos, trazendo vivências e práticas indígenas como contação de histórias, oficinas, pintura corporal, música e *feira de artesanato indígena voltada para o público infantil.

O MAR, localizado na Praça Mauá, tem entrada gratuita às terças-feiras.

Confira a programação: 

9h às 18h – Feira de artesanato indígena* – (não serão oferecidos produtos gratuitamente)
Ao longo de todo o dia o pilotis do museu recebe a feira de artesanato indígena voltada para o universo infantil.

11h – Contação de histórias, com Dauá Puri
Tecendo narrativas com lendas, fábulas, música e poesia, o poeta e professor Dauá da etnia Puri, conta a história de seu povo e sua cosmogonia através da relação com a natureza e os animas.

11h às 12h30 – Estação Sonora, com Potyra Krĩkati e José Urutau Guajajara.
Experimentação da linguagem sonora através de instrumentos e materiais do cotidiano do povo Tenetehara, conhecido pela literatura como Wazaizara (Guajajara), e Krĩkati, povos Timbira. A atividade é voltada para crianças de 6 meses à 06 anos de idade.

14h às 17h – Estação Pintura Corporal, com Estação de pintura corporal, com Pacarí Pataxó e José Urutau Guajajara
Das cores e texturas naturais a arte surge como expressão da vida, o corpo é o seu lugar, onde habitam os códigos e os grafismos indígenas. Venha pintar e ser pintado com os elementos da natureza.

14h às 16h30 – Oficina de Bonecos, com Carmel Puri
Nesta oficina as crianças aprendem a construir bonecos com materiais recicláveis, aventurando-se nas dimensões do imaginário através da criação de roteiros e do teatro de bonecos.
:: Atividade sujeita a lotação. Serão distribuídas 25 senhas 30 minutos antes do início da oficina.

15h às 16h – Contação de histórica multiétnica, com Contação de história multiétnica, com Carol Potiguara, Aline Puri e Arassari Pataxó
Muitas visões de mundo podem caber num mundo só, contar histórias é aprender e compartilhar. Carol Potiguara e Arassari Pataxó contam histórias indígenas e dos encantados da floresta.

15h – Oficina de Aromaterapia para Crianças, com Niara do Sol
Vamos criar cores e aromas potencializando a experiência olfativa, explorando novas combinações e usos dos elementos naturais com técnicas de massagens, exercícios de respiração e práticas de aplicação com óleos essenciais.
:: Atividade sujeita a lotação. Serão distribuídas 20 senhas 30 minutos antes do início da oficina.

17h – Rodinha de Maracá Multiétnica
Para finalizar as atividades do dia, a roda de maracá multiétnica celebra o dia das crianças evocando o espírito da animação e da alegria com ritmo, canto e dança.

MAR é lugar de criança
Local: Pilotis e Pavilhão de Exposições do Museu de Arte do Rio – MAR – Praça Mauá, n° 5, Centro – Rio de Janeiro/RJ
Data: dia 12/10
Horário: 10 às 18h

Anúncios
| Evento faz parte do MAR à tona, programa criado para abrigar diferentes manifestações culturais da cidade |
foto do Museu de Arte do Rio - MAR

Foto: divulgação

O Museu de Arte do Rio – MAR, sob a gestão do Instituto Odeon, será o palco da VI Conferência Funk, uma parceria entre o MAR e a Rio Parada Funk. Este evento faz parte do programa MAR à tona, criado para abrigar diferentes manifestações culturais da cidade, a fim de promover a diversidade cultural manifestada no Rio de Janeiro. A programação da primeira edição do MAR à tona acontecerá até o final do ano e terá, nos dias 31 de agosto e 1º de setembro, palestras e debates sobre as temáticas sociais, culturais e artísticas do funk, além de estratégias para o movimento, com o objetivo de desmitificar e propagar a cultura funk no país. Os temas desta edição serão: FUNKEIRXS, o mundo funk por elxs; A Criminalização do Funk; 150: A Batalha do BPM e Funk, arte e cultura além do Ritmo. Além dos debates, haverá uma batalha de barbeiros, na quinta-feira, e uma apresentação de passinho na entrada do museu, na sexta-feira.

Em setembro, o MAR à tona tratará dos usos do espaço público na cidade com indivíduos pertencentes a comunidade de refugiados e ativadores culturais que utilizam a rua para mostrar suas expressões. Já em outubro, o tema será sobre o papel da mulher em diferentes esferas da sociedade. Todas as manifestações terão atividades na sala de encontros e nos pilotis do Museu. O encerramento do programa de 2017 contará com uma ocupação em todo o MAR, em que diferentes grupos de cultura urbana – com estéticas e narrativas distintas – mostrarão seus trabalhos no dia 2 de dezembro – um sábado – no Museu.

“O MAR nasceu em um momento de transformação da cidade. Primeiro marco da nova transformação da zona portuária do Rio de Janeiro, o Museu é mais um símbolo da transformação da paisagem carioca. Então, o objetivo do MAR é estar aberto às mais diversas práticas culturais, sempre em diálogo com seus vizinhos – primordialmente através do programa Vizinhos do MAR – e com seu público, criando atividades para além do Pavilhão de Exposições, com uma programação cultural diversificada, assim mantemos a sua característica básica de ser um espaço de encontros, onde as artes visuais dialogam em igual patamar com a cultura visual da cidade”, explica  curadora da programação MAR à toa, Julia Baker.

Confira a programação abaixo:

Continue lendo

| Evento tem curadoria de Yamandu Costa e apresentação de Pedro Miranda |
Foto externa do MAR

Foto: reprodução site MAR

O projeto Choro da Gamboa chegou ao seu terceiro ano e terá dois dias de muita música. O evento, que tem a curadoria de Yamandu Costa e apresentação de Pedro Miranda, acontecerá nos dias 21 e 22 de julho, das 18h às 22h, no Museu de Arte do Rio – MAR, na Praça Mauá.

A festa terá participação de Luís Barcelos, Projeto Irineu de Almeida, Leo Gandelman, Arismar do Espírito Santo, Fábio Peron, Alexandre Ribeiro, Izaías e Seus Chorões, Silvério Pontes e do Choro na Rua.

Vale a pena lembrar que a entrada no museu é gratuita às terças-feiras.

 

Choro da Gamboa
Local: Museu de Arte do Rio – MAR – Praça Mauá, n° 5 – Centro – Rio de Janeiro/RJ
Datas: dias 21 e 22/07
Horário: 18h às 22h
Atrações musicais: Luís Barcelos, Projeto Irineu de Almeida, Leo Gandelman (dia 21/07);
Arismar do Espírito Santo, Fábio Peron, Alexandre Ribeiro, Izaías e Seus Chorões, Silvério Pontes e Choro na Rua (dia 22/07)

| Há oportunidades em cursos de ilustração, edição de vídeo, fotografia e tratamento de imagem e animação |
Foto/arte: reprodução internet

Foto/arte: reprodução internet

O Projeto Porto do Saber oferece diversos cursos de capacitação profissional no segmento audiovisual para jovens a partir dos 14 anos de idade. Há vagas em cursos de ilustração, edição de vídeo, fotografia e tratamento de imagem e animação.

A qualificação profissional é realizada nas dependências da Escola Padre Dr Francisco da Motta e Colégio Sonja Kill, no Morro da Conceição, atrás do Largo de São Francisco da Prainha e a poucos metros da revitalizada Praça Mauá, do Museu de Arte do Rio (MAR) e do Museu do Amanhã, no período da tarde, de segunda a sexta-feira, de acordo com cada curso, sempre das 13h às 17h. Além da capacitação profissional, os cursos também compreendem um trabalho focado no desenvolvimento humano dos participantes, o que inclui oficinas de mercado de trabalho e de cidadania que desenvolvem temas como direitos humanos, cidadania, ética e diversidade. Além disso, é criado um plano de desenvolvimento profissional com a ajuda de psicólogo e assistente social, para que os participantes possam começar a planejar sua carreira.

Mais de 60 jovens foram atendidos pelo projeto em 2015, que teve o número de vagas ampliado para este ano. Ao final do curso, os alunos com aproveitamento satisfatório recebem um certificado do Senai.

Os interessados devem entra em contato pelos telefones 0800 0231 231 (ligações gratuitas de telefone no estado do Rio) ou 4002 0231 (custo de ligação local). O horário de atendimento é de segunda a sexta, das 7h às 21h, e nos fins de semana, das 8h às 14h. Os documentos que devem ser apresentados pelo participante são: certidão de nascimento, RG, CPF, comprovante de residência, comprovante de escolaridade e duas fotos 3×4. Já o responsável deverá apresentar apenas RG e CPF. As vagas são limitadas.

Porto do Saber
O Projeto Porto do Saber é fruto da parceria entre a empresa Subsea 7 e a Gerência de Responsabilidade Social do Sistema FIRJAN. Ele nasceu do desejo da Subsea 7 em contribuir para o desenvolvimento e a inclusão social dos jovens da região portuária e, ao mesmo tempo, desenvolver suas habilidades sociais e competências profissionais na indústria criativa, que é a vocação natural da região.

Clique aqui e faça o download da tabela de cursos disponíveis.

Foto/arte: site Firjan

Foto/arte: site Firjan

Cursos na área de audiovisual no Projeto Porto do Saber
Local: Escola Padre Dr Francisco da Motta e Colégio Sonja Kill, Endereço – Beco João José, nº 02 ao 16 – Saúde – Rio de Janeiro/RJ – Morro da Conceição, atrás do Largo de São Francisco da Prainha – Tels: 21 2253-5651 / 2263-1181 / 2223-2376
Início das aulas: a partir do dia 21/06/2016, conforme calendário dos cursos

| Parceria do Rio Ônibus com instituições culturais contará com guias e apresentações exclusivas do Projeto Mobilidade Sonora e da Orquestra Violões do Forte Copacabana |
Foto/arte: Divulgação

Foto/arte: Divulgação

Passar um domingo aproveitando as atrações culturais mais concorridas da cidade com entradas e transporte gratuitos. Essa é a iniciativa do Rio Ônibus, através do Programa Circulando Cultura. O Circuito Cultural Rio Ônibus – Edição Rio 450, em comemoração aos 450 anos do Rio de Janeiro, levará cariocas e turistas aos principais museus do Centro da cidade e ao Theatro Municipal.

Nos domingos, dias 22 e 29 de março, o projeto vai levar o público em ônibus com ar condicionado e piso baixo, para facilitar o embarque e desembarque, e janelas grandes, permitindo que o passageiro aprecie a vista do Rio durante o passeio. Para receber os participantes do projeto, o Museu Histórico Nacional estará, excepcionalmente, aberto das 10h às 18h.

Entre atrações estão o MAR (Museu de Arte do Rio), CCBB (Centro Cultural Banco do Brasil), Museu Nacional de Belas Artes, MHN (Museu Histórico Nacional), Espaço Meu Porto Maravilha, IPN (Instituto Pretos Novos) e o Theatro Municipal. Em suas três edições anteriores, o Circuito Cultural Rio Ônibus realizou mais de 17 mil viagens a diversos pontos e instituições culturais da cidade.

Entre as atrações programadas para o dia 22 está a apresentação do Projeto Mobilidade Sonora, com orquestra Projeto Villa-Lobos e as crianças executando músicas de Villa-Lobos, às 11h, no CCBB. No domingo seguinte (29/03), o projeto se apresenta no Museu Histórico Nacional, às 11h.  Já na parte da tarde, o MHN recebe as orquestras Violões do Forte Copacabana e SindiRefeiçõesRJ, às 16h.

Entre as principais exposições que poderão ser conferidas estão Kandinsky (CCBB), Galeria de Arte Brasileira e Mostra Candido Portinari (MNBA), Do Valongo à Favela (MAR), Exposição Rio Bairros (MNH), Exposição “450 Maneiras de Amar o Rio” (Porto Maravilha), um pouco da história da escravidão no Brasil (IPN) e muitos outros. O Theatro Municipal distribuirá senhas para sua programação.

Os visitantes poderão embarcar e desembarcar em qualquer ponto do roteiro, permanecendo por quanto tempo desejarem em cada atração, que neste dia terão entradas gratuitas para suas principais exposições. Não é preciso inscrição prévia. O evento é aberto a todos. Haverá ainda saída a pé do MAR para o Porto, com guias.

Para guiar o circuito, haverá guias do curso de Turismo da Faetec nos ônibus e nas instituições. Os estudantes vão orientar os visitantes durante o passeio, com a distribuição de folhetos com o histórico e curiosidades de cada instituição, além das atrações específicas do evento.

Os ônibus, com ar-condicionado, farão o circuito parando em pontos que estarão sinalizados com placas com a identidade visual do evento, no período entre 10h e 18h. Os veículos tem piso baixo para facilitar a entrada e saída dos passageiros. O projeto orienta que os passageiros levem filtro solar, chapéu e água e façam sua programação organizando o seu tempo no circuito.

Serviço:

Dias 22 e 29 de maio, domingo

Atrações:
– Centro Cultural Banco do Brasil
– Museu de Arte do Rio (MAR)
– Museu Histórico Nacional
– Museu Nacional de Belas Artes
– Theatro Municipal
– Espaço Meu Porto Maravilha
– Instituto Pretos Novos

Horário: Das 10h às 18h (horário do último ônibus em cada instituição)
Frota: 6 veículos (5 rodando e 1 reserva)
Intervalo entre os carros: 10 minutos (ou menor, dependendo da demanda)
Tempo de Viagem: 40 minutos
Extensão: 8,720 Km

Mapa do Circuito

Mapa do Circuito

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Itinerário:

Vias e Ruas – Pontos de Parada
AVENIDA BARÃO DE TEFÉ – Porto Maravilha
RUA COELHO E CASTRO
RUA ARGEMIRO BULCÃO
AVENIDA VENEZUELA – MAR
PRAÇA MAUÁ
AVENIDA RIO BRANCO
RUA ARAÚJO PORTO ALEGRE, esquina Rua México, Theatro Municipal/MNBA
AVENIDA PRESIDENTE ANTÔNIO CARLOS
RUA Mal. AGUINALDO CAIADO DE CASTRO – MHN
AVENIDA ALFRED AGACHE
AVENIDA GENERAL JUSTO
AVENIDA MARECHAL CÂMARA
AVENIDA FRANKLIN ROOSEVELT
AVENIDA PRESIDENTE ANTÔNIO CARLOS
RUA PRIMEIRO DE MARÇO
PÇA PIO X – CCBB
RUA VISCONDE DE INHAÚMA
AVENIDA MARECHAL FLORIANO
RUA ACRE
PRAÇA MAUÁ
RUA SACADURA CABRAL
PRAÇA DA HARMONIA – Instituto Pretos Novos
RUA DO PROPÓSITO
RUA ANTÔNIO LAGE
AVENIDA VENEZUELA
AVENIDA BARÃO DE TEFE – Porto Maravilha

Foto: Divulgação site MAR

Foto: Divulgação site MAR

Com cerca de 400 obras em formatos variados, como fotografias, esculturas, pinturas, vídeos e artes gráficas, a mostra  “imagináRio” pretende ampliar a discussão em torno da construção social da paisagem carioca ao longo de quatro séculos, agregando trabalhos que apontam para uma contínua reflexão.

A exposição traz um olhar sobre o legado dos grupos étnicos que contribuíram para a formação do tecido social que povoou e deu diferentes contornos à paisagem do Rio de Janeiro, como a presença africana. Recorre a imagens para narrar uma história simbólica da cidade a partir do conceito de lugar de permanência em relação à chegada dos colonizadores europeus e escravos à cidade e a questões como: “Que imagens traziam em sua bagagem? Que imagens da cidade ajudaram a produzir? O que dessa construção se manteve, o que se ressignificou e o que se quis esquecer para dar lugar a outras representações?”

imagináRio” acontece até o dia  16/03/2014, no andar concebido como espaço permanente para exposições dedicadas ao Rio de Janeiro, no Museu de Arte do Rio – MAR. Às terças-feiras a entrada no museu é gratuita.

Exposição imagináRio
Local: Museu de Arte do Rio – MAR – Praça Mauá, 5 – Centro – Tel.: (21) 3031 2741
Período: Até 16/03/2014
Horário das exposições no MAR: Terças (Durante o verão, 10h às 19h /Quarta a domingo, 10h às 17h)
Ingressos: Geral – R$ 8,00 / Meia-entrada – R$ 4,00 (Pessoas com até 21 anos; Estudantes de escolas particulares (Ensino Fundamental e Médio); Estudantes universitários; Pessoas com deficiência; Servidores públicos da cidade do Rio de Janeiro)
Gratuidade:
“Às terças-feiras, o MAR é gratuito para todos.”
Nos demais dias, gratuidade para: Alunos da rede pública de Ensino Fundamental e Médio, Crianças com até 5 anos de idade, Pessoas com idade a partir de 60 anos, Professores da rede pública de ensino, Funcionários de museus, Grupos em situação de vulnerabilidade social em visita educativa, Vizinhos do MAR e Guias de turismo. Em todos os casos é necessário apresentar documentação como comprovante.

Foto/arte O Realismo Fantástico em Saramandaia

Foto/arte: divulgação

A escola literária que surgiu no início do século XX é considerada a resposta latino-americana à literatura fantástica européia. A corrente literária também é conhecida como realismo fantástico ou realismo maravilhoso, este utilizado na Espanha, principalmente. Uma das principais características dessa corrente é o encontro do universo mágico com a realidade, mostrar o irreal e o estranho como algo cotidiano e comum. Apresentar elementos mágicos de forma intuitiva, sem explicação também é uma de suas características. O movimento surgiu em um dos períodos mais conturbados da América Latina, os períodos ditatoriais entre as décadas de 1960 e 1970. Surge como uma forma de reação, utilizando o elemento mágico como reforço das palavras contrárias aos regimes daquela época. Um aspecto que também influenciou o realismo mágico foi a discrepância entre cultura da tecnologia e cultura da superstição que havia na época.

Entre seus principais representantes estão o colombiano Gabriel García Márquez, o peruano Manuel Scorza, os argentinos Julio Cortázar e Jorge Luis Borges, o venezuelano Arturo Uslar Pietri – considerado por muitos o pai do realismo mágico – , os brasileiros Murilo Rubião e José J. Veiga, Alejo Carpentier, de  Cuba, Miguel Angel Astúrias, da Guatemala, e o mexicano Carlos Fuentes.

Prestes a estrear a nova versão de Saramandaia, novela inspirada na obra original de Dias Gomes, o Globo Universidade promove o seminário “O Realismo Fantástico em Saramandaia“, uma série de encontros para discutir o universo da trama. O primeiro acontece no Museu de Arte do Rio (MAR). O evento, em parceria com a Faculdade de Letras da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ), reunirá acadêmicos, estudantes, artistas e profissionais como o autor Ricardo Linhares, a professora Beatriz Resende (Letras/UFRJ) e a professora Vera Lúcia Follain (Comunicação/PUC-Rio). O encontro será mediado pela jornalista Bianca Ramoneda, da Globo News.

Uma exposição sensorial promovida pela Globo e inspirada na nova versão da novela, que vai ao ar no dia 24 de junho, também acontecerá no MAR. A “Mostra Saramandaia”, com peças interativas baseadas nas características fantásticas dos personagens da trama, é aberta ao público e terá curta temporada, com exibições entre os dias 18 e 21 de junho.

Seminário O Realismo Fantástico em Saramandaia
Local: Museu de Arte do Rio (MAR) – Praça Mauá, 5, Centro
Tel.: (21) 2203 1235
Data: 21 de junho – das 14:30h às 16:30h

*Programação:
14h às 14h30 – Café de boas vindas e credenciamento
14h30 às 14h50 – Mesa de Abertura
14h50 às 16h30 – Apresentações dos palestrantes e debate

 

%d blogueiros gostam disto: