Tag Archive: nova friburgo


| Banda de rock de Nova Friburgo é atração do Palco New York |
Foto da banda Os Bartira

Foto: divulgação

A banda Os Bartira faz show no New York City Center, na Barra da Tijuca, nesta terça-feira, dia 4 de junho. Com um repertório de sucessos autorais e músicas internacionais de outros artistas, o grupo promete muita diversão no Palco New York, evento musical do shopping da Zona Oeste carioca, a partir das 19h.

A banda de rock de Nova Friburgo é formada por Rodolpho Zacca, André Lima, Rafael Bom, João Loureiro e Wallace Souza. O primeiro CD, “Os Bartira”, lançado em 2015, é um rock totalmente orgânico – guitarra, baixo e bateria. Em 2019 os músicos lançaram o EP “#02”, que inclui o single “Do Nada Meu Tudo”, uma transformação do pop rock dos em new rock com todos os predicados de sonoridade possíveis.

Durante o mês de junho, o Palco New York terá shows, karaokê e até stand up comedy. Na terça-feira seguinte (11/06), será a vez da apresentação do Projeto RockWinds, com as suas releituras instrumentais de grandes clássicos do rock mundial.

Palco New York
Atração musical: Os Bartira
Local: New York City Center – Av. das Américas, 5000 – Barra da Tijuca – Rio de Janeiro/RJ
Data: dia 4/06 (terça-feira)
Horário: 19h
Programação:
04/06 – Show musical – Os Bartira
11/06 – Show musical – Projeto RockWinds
18/06 – Karaokê – Plano R
25/06 – Stand up comedy – Robson Nunes

Anúncios

Ao longo do mês serão 112 sessões gratuitas nas unidades da capital, Região Metropolitana e interior |

foto de cena do filme Oslo, 31 de Agosto - um homem no mar

Foto: divulgação

A programação de cinema nas unidades do Sesc RJ em setembro apresenta quatro obras produzidas no Canadá, Dinamarca/Suécia, Polônia e Noruega. São 112 sessões com entrada franca, que acontecem em 17 unidades, sendo cinco delas na capital: Copacabana, Engenho de Dentro, Madureira, Ramos e Tijuca. Em comum, os filmes trazem no enredo protagonistas em crise. Acuados, perseguidos pela sociedade – ou por suas consciências –, os personagens estão à deriva, enfrentando o desafio de lidar com a própria existência e com o mundo que os cerca.

A Caça (Dinamarca/Suécia), do aclamado diretor Thomas Vinterberg, mostra um funcionário de uma creche perseguido pelos habitantes de uma cidade depois de uma acusação falsa de atentado ao pudor. Em O Batismo (Polônia), um ex-criminoso tenta recomeçar a vida honestamente, mas acaba virando alvo da máfia por motivos do passado. Oliver Sherman – Uma vida em conflito, um dos mais importantes filmes do novo cinema canadense, apresenta a trajetória de um militar veterano que se sente sozinho e desconectado do mundo e decide procurar pelo soldado que salvou sua vida durante a guerra. O encontro, inicialmente cordial, é abalado por conta de incompatibilidades entre os dois. Por fim, o premiado Oslo, 31 de Agosto, selecionado para diversos festivais, entre eles o Festival de Cannes, mostra um viciado em recuperação sendo confrontado com seus erros do passado após receber permissão para sair da clínica de reabilitação.

CICLO DE ENCONTROS – Algumas exibições de “Oslo, 31 de Agosto” serão seguidas do encontro A deriva como ato de ruptura e potência dramática, que reflete sobre como o perfil dos protagonistas dos filmes apresentados no recorte deste mês marca uma ruptura com o realismo clássico, sendo elemento recorrente no jogo das narrativas modernas. Roteirista e consultora criativa de TV e Cinema, Cristina Gomes estará em Copacabana, dia 6/9, às 16h, em Engenho de Dentro, 9/9, às 15h, e na Tijuca, 19/9, às 19h. Já o roteirista e professor Marcelo Esteves participa dos Encontros em São João de Meriti, dia 14/9, às 14h, Nova Iguaçu, 21/9, às 18h30, e Ramos, 27/9, às 15h30. Ambos abordarão, ainda, o impacto da deriva e da deambulação do personagem acuado na estrutura dramática, no ritmo da narrativa cinematográfica e nos significados e percepções para o espectador.

Clique em “View full article” ou em “continue lendo” e confira as sinopses e trailers dos filmes e a programação completa.

Continue lendo

Foto de cena do filme Berlin is in Germany

Foto: Divulgação

A mostra “Encontro com o Cinema Alemão” reúne produções do final do século 20 e início do 21 que retratam a vida cotidiana e as relações sociais no país. As sessões acontecerão ao longo do mês de abril, no Sesc Engenho de Dentro. Além de questões contemporâneas da sociedade ocidental, o catálogo de produções retrata dois grandes temas: a Segunda Guerra Mundial e a vida na extinta Alemanha Oriental depois da unificação do país. A ação integra a agenda da Temporada Alemanha + Brasil 2013-2014.

O evento está circulando pelas regionais do Sesc no Brasil por meio de uma parceria com o Goethe-Institut. No Rio de Janeiro, além de Engenho de Dentro, a mostra passará pelas unidades do Sesc em Niterói, Nova Friburgo e Nova Iguaçu, onde ocorrerá a abertura oficial do projeto no Estado, no dia 17/4, às 19h, com a presença de Yasemin Samdereli, diretora do filme “Bem-vindo à Alemanha”.

Confira a programação a seguir!

Sesc Engenho de Dentro

1/4, 18h (Terça-feira)
A Vida é um Canteiro de Obras (Das Leben ist eine Baustelle). Direção: Wolfgang Becker, colorido,118min,1997.
Inverno em Berlim: um jovem operário perde seu emprego e é condenado a pagar uma multa. Seu pai morre e Vera, sua nova namorada, vai com ele ao velório. Um filme provocante e, às vezes, cômico, sobre a postura de vida de uma nova geração da cidade grande.

3/4,18h (Quinta-feira)
Berlin is in Germany. Direção: Hannes Stöhr, colorido, 90min, 2001.
Após um longo período de reclusão, que teve início ainda nos tempos da antiga RDA, Martin é posto em liberdade na nova Berlim unificada. Involuntariamente, ele entra em conflito com a polícia.

5/4, 15h (Sábado)
Nenhum Lugar Para Ir (Die Unberührbare). Direção: Oskar Roehler, pb, 100min, 1999.
A escritora Hanna Flanders não consegue lidar nem com o próprio desenvolvimento pessoal nem com o desenvolvimento político responsável pela extinção da RDA e pela reunificação alemã.

10/4, 18h (Quinta-feira)
Adeus Lenin (Goodbye Lenin). Direção: Wolfgang Becker, colorido, 120 min., 2003.
Berlim (leste), outono de 1989: A mãe de Alex Kerner entra em coma após sofrer um infarto, razão pela qual a queda do muro lhe passa despercebida. No verão de 1990, ela recobra a consciência, porém o médico adverte que qualquer excitação pode ser-lhe fatal. Alex terá de esconder da mãe a extinção do Estado do Partido Socialista Único.

12/4, 15h (Sábado)
Sonnenallee (Sonnenallee). Direção: Leander Haußmann, colorido, 94 min., 1999.
No filme, ousa-se fazer uma retrospectiva da Alemanha Oriental (RDA) – não de modo lamurioso, mas claramente nostálgico e bastante exagerado. O filme enfoca os jovens, as canções e danças proibidas bem como o “grande amor“ que transforma tudo.

17/4, 18h (Quinta-feira)
4 Dias em Maio (4 Tage im Mai). Direção: Achim von Borries, colorido, 95min, 2011.
Quatro dias antes do término da Segunda Guerra Mundial, soldados russos e alemães, na costa do mar Báltico, estão cansados da batalha. Apenas um órfão de 13 anos quer virar herói e tenta provocar um confronto.

19/4, 15h (Sábado)
Yella (Yella). Direção: Christian Petzold, colorido, 88 min, 2007.
Yella anseia pelo futuro. Deseja que a existência que tem levado se torne passado. Ela conhece um homem que opera no mundo do capital de risco. Yella dá provas de competência como sua assistente. Mas momentos de sua vida pregressa misturam-se à sua nova vida.

24/4, 18h (Quinta-feira)
Bem-Vindo à Alemanha (Almanya). Direção: Yasemin Samdereli, colorido, 95 min., 2010.
Em 1964, Hüseyin Yilmaz sai da Turquia e vai para a Alemanha. Mais tarde, traz a esposa e os filhos. Agora, sua neta relata com afeto e humor a história da família durante a viagem de férias do clã a seu lugar de origem. Qual é sua verdadeira pátria é a questão que cada um deverá colocar para si mesmo.

26/4, 15h (Sábado)
Todos os Outros (Alle anderen). Direção: Maren Ade, colorido, 119 min, 2009.
O filme conta a história de Gitti e Chris, um casal no início da casa dos trinta que tenta desfrutar suas férias isolando-se a dois, longe de todos os outros. Só não conseguem fugir um do outro.

29/4, 18h (Terça-feira)
O Que Permanece (Was bleibt). Direção: Hans-Christian Schmid, colorido, 88 min., 2012.
Um universo familiar aparentemente intacto, um fim de semana prolongado em família – depois disso, nada mais será como antes. Aparentemente, tudo está em ordem e garantido – até o momento em que Gitte, que já sofre de depressão há vários anos, comenta que já está curada e que deixou de tomar os medicamentos. As fachadas da família supostamente intacta caem por terra.

Mostra Encontro com o Cinema Alemão
Local: Sesc Engenho de Dentro – Av. Amaro Cavalcanti, 1661 – Engenho de Dentro – Tels.: (21) 3822-4830 / 3822-9529
Período: De 01/04/2014 a 29/04/2014, conforme programação

Sesc Niterói
15/08
A Vida é um Canteiro de Obras (Das Leben ist eine Baustelle). 
Direção: Wolfgang Becker, colorido,118min,1997. 16 anos
Inverno em Berlim: um jovem operário perde seu emprego e é condenado a pagar uma multa. Seu pai morre e Vera, sua nova namorada, vai com ele ao velório. Um filme provocante e, às vezes, cômico, sobre a postura de vida de uma nova geração da cidade grande.

16/08
Berlin is in Germany. 
Direção: Hannes Stöhr, colorido, 90min, 2001. 14 anos
Após um longo período de reclusão, que teve início ainda nos tempos da antiga RDA, Martin é posto em liberdade na nova Berlim unificada. Involuntariamente, ele entra em conflito com a polícia

19/08
Nenhum Lugar Para Ir (Die Unberührbare).
 Direção: Oskar Roehler, pb, 100min, 1999. 14 anos
A escritora Hanna Flanders não consegue lidar nem com o próprio desenvolvimento pessoal nem com o desenvolvimento político responsável pela extinção da RDA e pela reunificação alemã.

20/08
Adeus Lenin (Goodbye Lenin).
 Direção: Wolfgang Becker, colorido, 120 min., 2003. 12 anos
Berlim (leste), outono de 1989: A mãe de Alex Kerner entra em coma após sofrer um infarto, razão pela qual a queda do muro lhe passa despercebida. No verão de 1990, ela recobra a consciência, porém o médico adverte que qualquer excitação pode ser-lhe fatal. Alex terá de esconder da mãe a extinção do Estado do Partido Socialista Único.

21/08
Sonnenallee (Sonnenallee).
 Direção: Leander Haußmann, colorido, 94 min., 1999. 14 anos
No filme, ousa-se fazer uma retrospectiva da Alemanha Oriental (RDA) – não de modo lamurioso, mas claramente nostálgico e bastante exagerado. O filme enfoca os jovens, as canções e danças proibidas bem como o “grande amor“ que transforma tudo.

22/08
4 Dias em Maio (4 Tage im Mai).
 Direção: Achim von Borries, colorido, 95min, 2011. 14 anos
Quatro dias antes do término da Segunda Guerra Mundial, soldados russos e alemães, na costa do mar Báltico, estão cansados da batalha. Apenas um órfão de 13 anos quer virar herói e tenta provocar um confronto.

23/08
Yella (Yella). Direção: Christian Petzold, colorido, 88 min, 2007. 14 anos
Yella anseia pelo futuro. Deseja que a existência que tem levado se torne passado. Ela conhece um homem que opera no mundo do capital de risco. Yella dá provas de competência como sua assistente. Mas momentos de sua vida pregressa misturam-se à sua nova vida.

26/08
Bem-Vindo à Alemanha (Almanya).
 Direção: Yasemin Samdereli, colorido, 95 min., 2010.12 anos
Em 1964, Hüseyin Yilmaz sai da Turquia e vai para a Alemanha. Mais tarde, traz a esposa e os filhos. Agora, sua neta relata com afeto e humor a história da família durante a viagem de férias do clã a seu lugar de origem. Qual é sua verdadeira pátria é a questão que cada um deverá colocar para si mesmo.

27/08
Todos os Outros (Alle anderen).
 Direção: Maren Ade, colorido, 119 min, 2009. 14 anos
O filme conta a história de Gitti e Chris, um casal no início da casa dos trinta que tenta desfrutar suas férias isolando-se a dois, longe de todos os outros. Só não conseguem fugir um do outro.

28/08
O Que Permanece (Was bleibt).
 Direção: Hans-Christian Schmid, colorido, 88 min., 2012. 12 anos
Um universo familiar aparentemente intacto, um fim de semana prolongado em família – depois disso, nada mais será como antes. Aparentemente, tudo está em ordem e garantido – até o momento em que Gitte, que já sofre de depressão há vários anos, comenta que já está curada e que deixou de tomar os medicamentos. As fachadas da família supostamente intacta caem por terra.

Mostra Encontro com o Cinema Alemão
Local: Sesc Niterói – Rua Padre Anchieta, 56. Centro – Niterói – RJ – Tel.: (21) 2719-9119
Período: De 15 a 28/08/2014, conforme programação

Sesc Nova Iguaçu
17/4, 19h (Quinta)
Bem-Vindo à Alemanha (Almanya)
. Direção: Yasemin Samdereli, colorido, 95 min., 2010.12 anos
Em 1964, Hüseyin Yilmaz sai da Turquia e vai para a Alemanha. Mais tarde, traz a esposa e os filhos. Agora, sua neta relata com afeto e humor a história da família durante a viagem de férias do clã a seu lugar de origem. Qual é sua verdadeira pátria é a questão que cada um deverá colocar para si mesmo.
Debate com a Cineasta Yasemin Samdereli – Diretora do Filme

18/4, 10h e 14h (Sexta)
Nenhum Lugar Para Ir (Die Unberührbare).
 Direção: Oskar Roehler, pb, 100min, 1999. 14 anos
A escritora Hanna Flanders não consegue lidar nem com o próprio desenvolvimento pessoal nem com o desenvolvimento político responsável pela extinção da RDA e pela reunificação alemã.

19/4,  10h e 14h (Sábado)
A Vida é um Canteiro de Obras (Das Leben ist eine Baustelle). Direção: Wolfgang Becker, colorido,118min,1997. 16 anos
Inverno em Berlim: um jovem operário perde seu emprego e é condenado a pagar uma multa. Seu pai morre e Vera, sua nova namorada, vai com ele ao velório. Um filme provocante e, às vezes, cômico, sobre a postura de vida de uma nova geração da cidade grande.

20/4, 10h e 14h (Domingo)
Yella (Yella). Direção: Christian Petzold, colorido, 88 min, 2007. 14 anos
Yella anseia pelo futuro. Deseja que a existência que tem levado se torne passado. Ela conhece um homem que opera no mundo do capital de risco. Yella dá provas de competência como sua assistente. Mas momentos de sua vida pregressa misturam-se à sua nova vida.

21/4, 10h e 14h (Segunda)
Sonnenallee (Sonnenallee). 
Direção: Leander Haußmann, colorido, 94 min., 1999. 14 anos
No filme, ousa-se fazer uma retrospectiva da Alemanha Oriental (RDA) – não de modo lamurioso, mas claramente nostálgico e bastante exagerado. O filme enfoca os jovens, as canções e danças proibidas bem como o “grande amor“ que transforma tudo.

22/4, 10h e 14h (Terça)
Todos os Outros (Alle anderen). Direção: Maren Ade, colorido, 119 min, 2009. 14 anos
O filme conta a história de Gitti e Chris, um casal no início da casa dos trinta que tenta desfrutar suas férias isolando-se a dois, longe de todos os outros. Só não conseguem fugir um do outro.

23/4, 10h e 14h (Quarta)
4 Dias em Maio (4 Tage im Mai). 
Direção: Achim von Borries, colorido, 95min, 2011. 14 anos
Quatro dias antes do término da Segunda Guerra Mundial, soldados russos e alemães, na costa do mar Báltico, estão cansados da batalha. Apenas um órfão de 13 anos quer virar herói e tenta provocar um confronto.

24/4, 9h e 14h (Quinta)
Adeus Lenin (Goodbye Lenin). Direção: Wolfgang Becker, colorido, 120 min., 2003. 12 anos
Berlim (leste), outono de 1989: A mãe de Alex Kerner entra em coma após sofrer um infarto, razão pela qual a queda do muro lhe passa despercebida. No verão de 1990, ela recobra a consciência, porém o médico adverte que qualquer excitação pode ser-lhe fatal. Alex terá de esconder da mãe a extinção do Estado do Partido Socialista Único.
Debate com Agata Gomes – Professora de Geografia

25/4, 10h e 14h (Sexta)
O Que Permanece (Was bleibt). Direção: Hans-Christian Schmid, colorido, 88 min., 2012. 12 anos
Um universo familiar aparentemente intacto, um fim de semana prolongado em família – depois disso, nada mais será como antes. Aparentemente, tudo está em ordem e garantido – até o momento em que Gitte, que já sofre de depressão há vários anos, comenta que já está curada e que deixou de tomar os medicamentos. As fachadas da família supostamente intacta caem por terra.

26/4, 10h e 14h (Sábado)
Berlin is in Germany.
 Direção: Hannes Stöhr, colorido, 90min, 2001. 14 anos
Após um longo período de reclusão, que teve início ainda nos tempos da antiga RDA, Martin é posto em liberdade na nova Berlim unificada. Involuntariamente, ele entra em conflito com a polícia.
Debate com Miguel Nagle – Cineasta

27/4,  10h e 14h (Domingo)
A Vida é um Canteiro de Obras (Das Leben ist eine Baustelle).
 Direção: Wolfgang Becker, colorido,118min,1997. 16 anos
Inverno em Berlim: um jovem operário perde seu emprego e é condenado a pagar uma multa. Seu pai morre e Vera, sua nova namorada, vai com ele ao velório. Um filme provocante e, às vezes, cômico, sobre a postura de vida de uma nova geração da cidade grande.

29/4, 10h e 14h (Terça)
Bem-Vindo à Alemanha (Almanya).
 Direção: Yasemin Samdereli, colorido, 95 min., 2010.12 anos
Em 1964, Hüseyin Yilmaz sai da Turquia e vai para a Alemanha. Mais tarde, traz a esposa e os filhos. Agora, sua neta relata com afeto e humor a história da família durante a viagem de férias do clã a seu lugar de origem. Qual é sua verdadeira pátria é a questão que cada um deverá colocar para si mesmo.

30/4, 10h e 14h (Quarta)
Sonnenallee (Sonnenallee). 
Direção: Leander Haußmann, colorido, 94 min., 1999. 14 anos
No filme, ousa-se fazer uma retrospectiva da Alemanha Oriental (RDA) – não de modo lamurioso, mas claramente nostálgico e bastante exagerado. O filme enfoca os jovens, as canções e danças proibidas bem como o “grande amor“ que transforma tudo.

Mostra Encontro com o Cinema Alemão
Local: Sesc Nova Iguaçu – Rua Dom Adriano Hipólito, 10 – Moquetá – RJ – Tel.: (21) 2797-3001
Período: De 17 a 30/04/2014, conforme programação

Sesc Nova Friburgo
22/4, 19h (Terça-feira)
A Vida é um Canteiro de Obras (Das Leben ist eine Baustelle). Direção: Wolfgang Becker, colorido,118min,1997.
Inverno em Berlim: um jovem operário perde seu emprego e é condenado a pagar uma multa. Seu pai morre e Vera, sua nova namorada, vai com ele ao velório. Um filme provocante e, às vezes, cômico, sobre a postura de vida de uma nova geração da cidade grande.

23/4,19h (Quarta-feira)
Berlin is in Germany. Direção: Hannes Stöhr, colorido, 90min, 2001.
Após um longo período de reclusão, que teve início ainda nos tempos da antiga RDA, Martin é posto em liberdade na nova Berlim unificada. Involuntariamente, ele entra em conflito com a polícia.

24/4, 19h (Quinta-feira)
Nenhum Lugar Para Ir (Die Unberührbare). Direção: Oskar Roehler, pb, 100min, 1999.
A escritora Hanna Flanders não consegue lidar nem com o próprio desenvolvimento pessoal nem com o desenvolvimento político responsável pela extinção da RDA e pela reunificação alemã.

25/4, 19h (Sexta-feira)
Adeus Lenin (Goodbye Lenin). Direção: Wolfgang Becker, colorido, 120 min., 2003.
Berlim (leste), outono de 1989: A mãe de Alex Kerner entra em coma após sofrer um infarto, razão pela qual a queda do muro lhe passa despercebida. No verão de 1990, ela recobra a consciência, porém o médico adverte que qualquer excitação pode ser-lhe fatal. Alex terá de esconder da mãe a extinção do Estado do Partido Socialista Único.

26/4, 17h (Sábado)
Sonnenallee (Sonnenallee). Direção: Leander Haußmann, colorido, 94 min., 1999.
No filme, ousa-se fazer uma retrospectiva da Alemanha Oriental (RDA) – não de modo lamurioso, mas claramente nostálgico e bastante exagerado. O filme enfoca os jovens, as canções e danças proibidas bem como o “grande amor“ que transforma tudo.

26/4, 19h (Sábado)
4 Dias em Maio (4 Tage im Mai). Direção: Achim von Borries, colorido, 95min, 2011.
Quatro dias antes do término da Segunda Guerra Mundial, soldados russos e alemães, na costa do mar Báltico, estão cansados da batalha. Apenas um órfão de 13 anos quer virar herói e tenta provocar um confronto.

23 e 27/4, 19h (Quinta) e 17h (Domingo)
Yella (Yella). Direção: Christian Petzold, colorido, 88 min, 2007.
Yella anseia pelo futuro. Deseja que a existência que tem levado se torne passado. Ela conhece um homem que opera no mundo do capital de risco. Yella dá provas de competência como sua assistente. Mas momentos de sua vida pregressa misturam-se à sua nova vida.

27/4, 19h (Domingo)
Bem-Vindo à Alemanha (Almanya). Direção: Yasemin Samdereli, colorido, 95 min., 2010.
Em 1964, Hüseyin Yilmaz sai da Turquia e vai para a Alemanha. Mais tarde, traz a esposa e os filhos. Agora, sua neta relata com afeto e humor a história da família durante a viagem de férias do clã a seu lugar de origem. Qual é sua verdadeira pátria é a questão que cada um deverá colocar para si mesmo.

29/4, 19h (Terça)
Todos os Outros (Alle anderen). Direção: Maren Ade, colorido, 119 min, 2009.
O filme conta a história de Gitti e Chris, um casal no início da casa dos trinta que tenta desfrutar suas férias isolando-se a dois, longe de todos os outros. Só não conseguem fugir um do outro.

30/4, 19h (Quarta)
O Que Permanece (Was bleibt). Direção: Hans-Christian Schmid, colorido, 88 min., 2012.
Um universo familiar aparentemente intacto, um fim de semana prolongado em família – depois disso, nada mais será como antes. Aparentemente, tudo está em ordem e garantido – até o momento em que Gitte, que já sofre de depressão há vários anos, comenta que já está curada e que deixou de tomar os medicamentos. As fachadas da família supostamente intacta caem por terra.

Mostra Encontro com o Cinema Alemão
Local: Sesc Nova Friburgo – Av. Presidente Costa e Silva, 231 – Nova Friburgo – RJ – Tel.: (22) 2543-5000
Período: De 22 a 30/04/2014, conforme programação

Sesc Ramos
27/5 (terça-feira), às 10h
A Vida é um Canteiro de Obras (Das Leben ist eine Baustelle). Direção: Wolfgang Becker, colorido,118min,1997.
Inverno em Berlim: um jovem operário perde seu emprego e é condenado a pagar uma multa. Seu pai morre e Vera, sua nova namorada, vai com ele ao velório. Um filme provocante e, às vezes, cômico, sobre a postura de vida de uma nova geração da cidade grande. Classificação: 16 anos

27/5 (terça-feira), às 15h
Berlin is in Germany. Direção: Hannes Stöhr, colorido, 90min, 2001.
Após um longo período de reclusão, que teve início ainda nos tempos da antiga RDA, Martin é posto em liberdade na nova Berlim unificada. Involuntariamente, ele entra em conflito com a polícia. Classificação: 14 anos

28/5 (quarta-feira), às 10h
Nenhum Lugar Para Ir (Die Unberührbare). Direção: Oskar Roehler, pb, 100min, 1999.
A escritora Hanna Flanders não consegue lidar nem com o próprio desenvolvimento pessoal nem com o desenvolvimento político responsável pela extinção da RDA e pela reunificação alemã. Classificação: 14 anos

28/5 (quarta-feira), às 15h
Adeus Lenin (Goodbye Lenin). Direção: Wolfgang Becker, colorido, 120 min., 2003.
Berlim (leste), outono de 1989: A mãe de Alex Kerner entra em coma após sofrer um infarto, razão pela qual a queda do muro lhe passa despercebida. No verão de 1990, ela recobra a consciência, porém o médico adverte que qualquer excitação pode ser-lhe fatal. Alex terá de esconder da mãe a extinção do Estado do Partido Socialista Único. Classificação: 12 anos

29/5 (quinta-feira), às 10h
Sonnenallee (Sonnenallee). Direção: Leander Haußmann, colorido, 94 min., 1999.
No filme, ousa-se fazer uma retrospectiva da Alemanha Oriental (RDA) – não de modo lamurioso, mas claramente nostálgico e bastante exagerado. O filme enfoca os jovens, as canções e danças proibidas bem como o “grande amor“ que transforma tudo. Classificação: 14 anos

29/5 (quinta-feira), às 15h
4 Dias em Maio (4 Tage im Mai). Direção: Achim von Borries, colorido, 95min, 2011.
Quatro dias antes do término da Segunda Guerra Mundial, soldados russos e alemães, na costa do mar Báltico, estão cansados da batalha. Apenas um órfão de 13 anos quer virar herói e tenta provocar um confronto. Classificação: 14 anos
30/5 (sexta-feira), às 10h
Yella (Yella). Direção: Christian Petzold, colorido, 88 min, 2007.
Yella anseia pelo futuro. Deseja que a existência que tem levado se torne passado. Ela conhece um homem que opera no mundo do capital de risco. Yella dá provas de competência como sua assistente. Mas momentos de sua vida pregressa misturam-se à sua nova vida.
Classificação: 14 anos

30/5 (sexta-feira), às 15h
Bem-Vindo à Alemanha (Almanya). Direção: Yasemin Samdereli, colorido, 95 min., 2010.
Em 1964, Hüseyin Yilmaz sai da Turquia e vai para a Alemanha. Mais tarde, traz a esposa e os filhos. Agora, sua neta relata com afeto e humor a história da família durante a viagem de férias do clã a seu lugar de origem. Qual é sua verdadeira pátria é a questão que cada um deverá colocar para si mesmo. Classificação: 12 anos

31/5 (sábado), às 10h
Todos os Outros (Alle anderen). Direção: Maren Ade, colorido, 119 min, 2009.
O filme conta a história de Gitti e Chris, um casal no início da casa dos trinta que tenta desfrutar suas férias isolando-se a dois, longe de todos os outros. Só não conseguem fugir um do outro. Classificação: 14 anos

31/5 (sábado), às 15h
O Que Permanece (Was bleibt). Direção: Hans-Christian Schmid, colorido, 88 min., 2012.
Um universo familiar aparentemente intacto, um fim de semana prolongado em família – depois disso, nada mais será como antes. Aparentemente, tudo está em ordem e garantido – até o momento em que Gitte, que já sofre de depressão há vários anos, comenta que já está curada e que deixou de tomar os medicamentos. As fachadas da família supostamente intacta caem por terra.
Classificação: 12 anos

Mostra Encontro com o Cinema Alemão
Local: Sesc Ramos (Sala de Internet Livre): Rua Teixeira Franco, 38 – Ramos – Tel.: (21) 2290-4003
Período: De 27 a 31 de maio, às 10h e às 15h

%d blogueiros gostam disto: