Tag Archive: Queimados


| Narrativa do documentário é construída a partir do depoimento e protagonismo de mães e familiares vítimas da violência de Estado da Baixada Fluminense |

A pré-estreia do curta documentário “Nossos Mortos Têm Voz“, da Quiprocó Filmes, acontecerá no Cine Odeon, na Cinelândia, Centro do Rio, no dia 27 de março, às 18h30. Após a exibição do filme haverá um debate com a presença dos diretores, de representantes do “Fórum Grita Baixada: Segurança e Cidadania”, do “Centro de Direitos Humanos da Diocese de Nova Iguaçu”, de mães representantes da “Rede de Mães e Familiares da Baixada Fluminense – RJ” e com mães e familiares protagonistas do filme. A direção, o argumento e roteiro são de Fernando Sousa e Gabriel Barbosa. As pessoas interessadas em comparecer ao evento devem confirmar presença pelo e-mail nossosmortostemvoz@quiprocofilmes.com.br.

De acordo com a organização do evento, a escolha da data de estreia do filme busca dialogar e contribuir com a luta de mães e familiares vítimas da “Chacina da Baixada” por memória e justiça. No dia 31 de março de 2005, policiais do Estado do Rio de Janeiro assassinaram 29 pessoas em Queimados e Nova Iguaçu.

Sinopse
“A narrativa do documentário é construída a partir do depoimento e do protagonismo das mães e familiares vítimas da violência de Estado da Baixada Fluminense. Tendo como ponto de partida esses casos, mas não se limitando à crueza da violência praticada, o documentário pretende trabalhar com as histórias atravessadas por essas perdas. Pretende-se resgatar a memória dessas vidas interrompidas trazendo uma visão crítica sobre a atuação do Estado através das polícias na Baixada Fluminense, sobretudo no que diz respeito à violência contra jovens negros.”

O documentário é o segundo filme da “Trilogia da Memória”, da qual fazem parte “Nossos Sagrado” e “Entroncamentos”.

Pré-estreia do curta documentário “Nossos Mortos Têm Voz”
Local: Cine Odeon – Centro Cultural Luiz Severiano Ribeiro – Praça Floriano, nº 7 – Cinelândia – Centro – Rio de Janeiro – RJ
Data: dia 27/03 (terça-feira)
Horário: 18h30

Foto: Divulgação

A primeira edição do FESTFLUM – Festival Fluminense de Monólogos apresenta cinco espetáculos selecionados dentre os 26 inscritos. As apresentações acontecem de 16 a 20 de setembro, às 19:30h, na sede da Companhia Teatral Queimados Encena, em Queimados. O Festival premiará o monólogo vencedor com o Troféu Téspis de Melhor Intérprete, além de um prêmio em dinheiro no valor de R$1.200,00.

A festa de encerramento do evento acontecerá no dia 21 de setembro, às 19:30h, com a premiação do monólogo vencedor e a celebração dos seis anos do Espaço Cultural Queimados Encena. “A iniciativa do Produtor Cultural Leandro Santanna, pretende celebrar os espaços culturais alternativos da Baixada, que possuem uma infra-estrutura mínima como o Espaço Cultural Queimados em Cena.”

Confira os monólogos selecionados:

16/09 – VALSA Nº 6

Tratando-se de um monólogo intimista, a atriz não só interpreta magicamente inúmeros personagens imaginários (compostos a partir de animais selvagens), como também – a partir de rica movimentação -realiza pessoalmente a materialidade sonora, dialoga consigo mesma, com o público, dentro e a partir de inúmeros signos e recursos teatrais como objetos, janelas, tecidos, músicas, ecos, etc. Enfim, a sua relação com o real e o não real demonstra metaforicamente a possível esquizofrenia sofrida no pós-vida por Sônia. Letycia Carvalho vivencia 45 minutos de fantasia e emoção! A direção é de Brunno Rodrigues.

17/09 – O HOMEM COM A FLOR NA BOCA

Neste texto, Pirandello, que foi vencedor do prêmio Nobel de Literatura, faz uma radiografia do ser humano de forma lírica e, ao mesmo tempo, de forma cruel e particular. Deixando-nos as seguintes inquietações: “A condição maior, que se percebe, é quando ele questiona o sentido da vida. Como levar a vida se em breve ela acabará? O que fazer nesse período de vida? Como viver? Como conviver?”

18/09 ACORDA, AMOR!

“Acorda, Amor!” é um espetáculo baseado no conto clássico “A Bela Adormecida”. Através do corpo e da voz, da história e da técnica, das capacidades e incapacidades de apenas uma atriz em cena, é elaborada uma dramaturgia nascida da necessidade de atrair, divertir, encantar e se comunicar com o espectador. Uma narrativa onde o ator, em ultima instancia, narra a si mesmo.

Um conto de fadas, porque conforta o coração. Uma atriz, porque é o suficiente. Cinqüenta minutos, porque é um desafio para contar uma eternidade.

19/09 – O QUARTO DE BIANCA

Bianca é uma pessoa comum, dessas que se encontram por aí. Tem quase trinta anos, uma mala e sapatos sem salto. Gosta de chocolate, bala de leite e rivotril. De vez em quando, curte água mineral com gás, creme antienvelhecimento e só toma banho a cada três dias. Estudou direito, filosofia, história e biologia marinha. Largou todas. Largou tudo. Pensa quase todos os dias nas coisas que fez e, mais ainda, nas que não fez.

Bianca é a filha mais velha que volta a casa onde cresceu em “O quarto de Bianca”, novo espetáculo da Interferência Teatral. Observando o cenário de sua infância, Bianca reconta e remonta suas histórias, alterando os caminhos e construindo suas próprias novas verdades.

20/09 – ABRIGO

A peça “Abrigo” se propõe a trazer para cena e debater os caminhos desta população que cresce a cada momento na cidade do rio e de outras metrópoles deste país;população que apesar da negritude,pobreza, e condições precárias de vida dentro de instituições e nas esquinas e marquises, apesar de tudo, ainda pensam e tem algo de bom dentro de si.

FESTFLUM – Festival Fluminense de Monólogos
Local: Rua Mustafa Kalaoun, 116 – Queimados
Tel.: (21) 2663-2515
Datas e horários: De 16 a 21 de setembro, às 19:30h
Mais informações no site da Companhia.

Teatro na rua

Foto peça teatral Paredes Externas

Foto: divulgação Secretaria Municipal de Cultura de Queimados

A Secretaria Municipal de Cultura de Queimados promove sessões da peça “Paredes Externas” – projeto multimídia que reúne artes plásticas, dança, performance, audiovisual, arquitetura, música e poesia – e que trata das relações afetivas pela ótica de um jovem casal em crise, interpretado por Mariana Quintão e Gabriel Delfino.

O espetáculo, de 40 minutos, tem como cenário uma estrutura quadricular, com área total de 16 metros quadrados, construída com ripas de madeira e cercada por telas transparentes. A direção e autoria são de Pierre Santos, supervisão artística de Miwa Yanagizawa e cenário de Carla Juaçaba e Bruno Siniscalchi.

A peça participou do III Festival Internacional de Teatro e Artes do Teatro Elinga, em Angola, em maio deste ano e  foi contemplada pelo Prêmio Funarte Artes na Rua (Circo, Dança e Teatro) – 2012.

Durante as apresentações,  50 cadeiras serão disponibilizadas  para acomodação do público.

Locais e Horários:

– Queimados: Praça dos Eucaliptos
Domingo, dia 23 de junho, às 19:3h0

– Cinelândia (em frente à ALERJ)
Sexta, dia 28 de junho, às 18h e 20h

– Orla de Copacabana – Quiosque da Globo Rio ( perto da Rua Miguel Lemos)
Domingo, 7 de julho, às 18h e 19:30h

– Largo do Jesus – Morro do Vidigal (entre a Rua Benedito Calixto e Rua Dr. Olinto de Magalhães)
Domingo, 14 de julho, às 18h e 19:30h

Classificação: livre

%d blogueiros gostam disto: