Tag Archive: representatividade


| “Mestre e Roda de Capoeira – Patrimônios Culturais”, na entrada do Jardim Zoológico do Rio, também terá *Baianas de Acarajé |

Foto: divulgação

Neste sábado, dia 30 de março, a Roda de Capoeira e o Ofício dos Mestres de Capoeira ganharão um evento em sua homenagem. A ação, fruto de parceria entre o Zoológico do Rio (Rio Zoo) e o Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan), tem como objetivo, além de dar continuidade às políticas de salvaguarda em prol do Ofício dos Mestres e da Roda de Capoeira, valorizar esses exemplares do nosso patrimônio cultural, homenagear os Mestres por conta de sua contribuição para a história e o desenvolvimento da Capoeira e dar posse dos membros do Conselho de Mestres de Capoeira do Estado do Rio de Janeiro. O Conselho é constituído por 30 Mestres titulares, sendo 15 da região metropolitana e 15 do interior, assim distribuídos: 3 da região Médio-Paraíba, 3 da Região dos Lagos, 3 da Região Serrana, 3 da Costa Verde e 3 da Região Norte-Noroeste, além de 30 Mestres suplentes.

Surgida no século XVII entre africanos escravizados como instrumento de socialização e defesa, a capoeira é um dos maiores símbolos da identidade brasileira, está presente em todo o país e é praticada nos quatro continentes. A Roda de Capoeira e o Ofício dos Mestres de Capoeira foram reconhecidos pelo Iphan como patrimônio cultural imaterial do Brasil em 2008 e estão inscritos no Livro de Registro das Formas de Expressão e no Livro de Registro dos Saberes, respectivamente.

O “Mestre e Roda de Capoeira – Patrimônios Culturais, que contará com rodas de Capoeira e a presença de *Baianas de Acarajé, cujo ofício também é registrado como patrimônio imaterial do Brasil desde 2005, acontecerá das 10h às 15h, na entrada do Jardim Zoológico do Rio de Janeiro, em São Cristóvão.

Mestre e Roda de Capoeira – Patrimônios Culturais
Local: RioZoo – Parque da Quinta da Boa Vista, s/nº – São Cristóvão – Rio de Janeiro/RJ
Data: dia 30/03
Horário: das 10h às 15h
*Obs.: comidas e bebidas não serão oferecidas gratuitamente

| ‘Mostra Cinemão Negra” exibe filmes em Laranjeiras, Gamboa e Vargem Grande |

Foto: divulgação

Para celebrar o mês da Consciência Negra – novembro – o projeto Cinemão realiza, nos dias 20 (Dia Nacional da Consciência Negra), 24 e 26 deste mês, a Mostra Cinemão Negra. Serão exibidos filmes que retratam a cultura negra e problemas enfrentados, como o racismo. A programação ao ar livre conta com os longas A Batalha do Passinho, de Emilio Domingues, 5x Favela – Agora por Nós Mesmos, produzido por Carlos Diegues e Renata de Almeida Magalhães, e Auto de Resistência, dos diretores Lula Carvalho e Natasha Neri.

A mostra tem patrocínio da RioFilme e Secretaria Municipal de Cultura + Diversidade e apoio da Centro de Informação das Nações Unidas Rio de Janeiro (UNIC Rio), Superintendência da Zona Portuária e Museu da Escravidão. A classificação é livre.

Mostra Cinemão Negra
Dia 20/11, terça-feira, às 19h30 – Casas Casadas: Rua das Laranjeiras, 307 – Laranjeiras
Filme: 5x vezes Favela – Agora por nós mesmos
Dia 24/11, sábado, às 19h30 – Praça da Harmonia (Gamboa), em parceria com o Museu da História e da Cultura Afro-Brasileira (MUHCAB)
Filme: A Batalha do passinho
Dia 26/11, segunda-feira, às 19h30 – Escola Municipal Professor Teófilo Moreira da Costa: Rua Esperança, 387 – Vargem Grande
Filme: Auto de Resistência
Cassificação: livre

| Evento acontece às 18h, na roda de samba Criolice, no Viaduto de Madureira, na Zona Norte do Rio |

Foto: divulgação

O Grupo Afrolaje realiza hoje, às 18h, uma roda de jongo, no Projeto Criolice (roda de samba carioca), no Viaduto de Madureira, na Zona Norte do Rio de Janeiro. A roda acontecerá em celebração ao Dia Nacional da Consciência Negra (20 de novembro). A atividade é voltada para o público de todas as idades.

Foto: divulgação

O Grupo Afrolaje, idealizado para dar visibilidade à cultura de matriz afro-brasileira e a atividades como jongo, capoeira, maracatu, coco e samba de roda, realiza rodas gratuitas de jongo e capoeira mensalmente, sempre no último domingo de cada mês, a partir das 15h, na Praça Agripino Grieco, no Méier. A atriz Flavia Souza, que está em cartaz em “Dona Ivone Lara – O musical”, com a personagem Tia Tereza, tia de Dona Ivone, é a fundadora e coordenadora do projeto.

Considerado patrimônio cultural do Brasil pelo Iphan desde 2005, o jongo – também conhecido como caxambu e corimá – é uma dança brasileira de origem africana praticada ao som de tambores, como o caxambu. Ela faz parte da cultura afro-brasileira e influiu na formação do samba carioca e da cultura popular brasileira.

Roda de jongo do Grupo Afrolaje
Local: Viaduto Prefeito Negrão de Lima (Viaduto de Madureira) – Madureira – Rio de Janeiro/RJ
Data: dia 20/11 (terça-feira)
Horário: 18h
Classificação: livre

 

| A black music vai tomar conta do shopping de Irajá na 2ª edição do “Meu Black é Power” |

Foto: divulgação

Para celebrar a cultura afro-brasileira e reverenciar o Dia Nacional da Consciência Negra, comemorado em 20 de novembro, o Via Brasil, em parceria com a Revista Black Magazine, vai realizar a 2ª edição do evento “Meu Black Power”. A batida da black music vai invadir a praça de alimentação do shopping de Irajá neste sábado, dia 17 de novembro, a partir das 16h, e vai contar com performances musicais para os charmeiros de plantão.

A festa terá várias atrações musicais, entre elas o grupo Essência Black, que animará o público de todas as idades. Além disso, os clientes poderão assistir a um verdadeiro desfile afro. O encontro promete ser uma tarde com muita beleza e musicalidade.

A termo “charmeiro” é utilizado para designar apreciadores de uma vertente da música negra norte-americana – ou black music – conhecida popularmente no Brasil como charme, termo usado para o gênero musical R&B contemporâneo no Brasil.

Meu Black é Power
Local: Via Brasil Shopping (praça de alimentação) – Avenida Itapera, 500 – Irajá – Rio de Janeiro/RJ
Data: dia 17/11 (sábado)
Horário: A partir das 16h
Classificação: livre

| Evento reúne apresentações de capoeira, de danças originárias da África e palestras sobre a importância e participação dos negros na construção da sociedade |

Foto: divulgação

No próximo sábado, 17 de novembro, das 9h ao meio-dia, o Centro de Visitantes do Monumento Estácio de Sá, no Aterro do Flamengo, será palco de diversas manifestações artísticas em homenagem à Semana da Consciência Negra. O público poderá conferir apresentações de capoeira e danças originárias da África. Também fazem parte da programação palestras cujos temas abordarão a importância e a participação dos negros na construção de nossa sociedade.

O Centro de Visitantes do Monumento Estácio de Sá conta com a curadoria do Grupo Estácio – um dos maiores e mais respeitados do setor educacional do Brasil, que atua há 48 anos no segmento de ensino superior. Presente em 23 estados e no Distrito Federal, por meio do ensino presencial, e em todo o Brasil com o EaD, conta com mais de 500 mil alunos matriculados. A Estácio atua em projetos que contribuem para o desenvolvimento social e cultural do País e promove o Programa de Responsabilidade Social Corporativa Educar para Transformar. O programa apoia iniciativas em cinco pilares: Esporte, Escola, Cidadania, Cultura, Inovação e Empreendedorismo.

Um pouco da História do Rio de Janeiro, o Monumento Estácio de Sá foi projetado pelo consagrado arquiteto Lúcio Costa e construído para homenagear Estácio de Sá, fundador da Cidade do Rio de janeiro. O espaço foi inaugurado oficialmente em 1973 e a Universidade Estácio de Sá passou a administrá-lo em 2010.

Homenagem à Semana da Consciência Negra
Local: Centro de Visitantes do Monumento Estácio de Sá – Avenida Infante Dom Henrique, s/nº – subsolo – Aterro do Flamengo – Rio de Janeiro – RJ
Mais informações: e-mail monumento@estacio.br
Data: dia 17/11 (sábado)
Horário: das 9h ao meio-dia

%d blogueiros gostam disto: