Tag Archive: sétima arte


| Obras da Coleção Cinema Brasileiro Contemporâneo, da Ancine, serão exibidas em junho nas unidades Engenho de Dentro, Madureira e Ramos |

Este slideshow necessita de JavaScript.

Uma seleção de filmes autorais dirigidos por uma nova geração de cineastas brasileiros compõe a programação audiovisual do Sesc RJ nas unidades de Engenho de Dentro, Madureira e Ramos no mês de junho. Entre os diretores, que já conquistaram seu espaço com o público, estão Selton Mello, Juliana Rojas e Marco Dutra, Marina Méliande e Felipe Bragança. Serão exibidos os filmes “Trabalhar cansa”, “A alegria” e “Feliz Natal”.

Em 2018, a programação audiovisual do Sesc RJ investe na difusão do cinema nacional com a exibição de filmes que fazem parte da Coleção Cinema Brasileiro Contemporâneo, editada pela Agência Nacional do Cinema (Ancine). Para o primeiro semestre, serão seis recortes curatoriais, que agrupam os filmes por afinidades estéticas ou temáticas que apresentam ao público um panorama diversificado da produção cinematográfica nacional.

Filmes:

Trabalhar cansa
Dir. Juliana Rojas e Marco Dutra | 99’ | 2011 | 12 anos| FIC
Helena (Helena Albergaria) é uma dona de casa que resolve abrir um minimercado. Tudo vai bem até Otávio (Marat Descartes), seu marido, perder o emprego. A partir de então estranhos acontecimentos tomam conta do local, afetando o relacionamento do casal com a empregada doméstica.

A alegria
Dir. Marina Méliande e Felipe Bragança | 106’ | 2008 | Livre| FIC
Luíza (Tainá Medina) é uma garota de 16 anos que vive com a mãe (Mariana Lima). Um dia seu primo João (Junior Moura) é baleado em Queimados, cidade da Baixada Fluminense, e desaparece. Todos acham que João foi morto, menos Luíza, que recebeu uma visita dele logo após o ocorrido. A mãe de Luíza resolve ficar em Queimados com a irmã (Maria Gladys), deixando a garota sozinha no apartamento do Rio de Janeiro. João visita a prima e fica no local para se recuperar, sendo cuidado por Luíza e seus amigos.

Feliz Natal
Dir. Selton Mello | 100’ | 2008 | 14 anos | FIC
Caio (Leonardo Medeiros) tem 40 anos e trabalha em um ferro-velho no interior. Hoje ele possui uma companheira e uma ocupação constante, mas no passado levou uma vida de grande irresponsabilidade, da qual saiu vivo por sorte. A proximidade do Natal faz com que ele faça um balanço de sua vida, decidindo retornar à capital. Ao chegar ele encontra seu irmão Theo (Paulo Guarnieri), cujo casamento está em crise. Miguel (Lúcio Mauro), seu pai, vive com uma mulher de caráter duvidoso e Mércia (Darlene Glória), sua mãe, vive à base de coquetéis alcóolicos e psicotrópicos. Sua cunhada Fabiana (Graziella Moretto) está perdida entre as frustrações do casamento, enquanto que os sobrinhos Neto e Alex estão cada vez mais exigentes. A presença de Caio faz com que a vida de todos seja alterada, enquanto que ele próprio está em busca de sua identidade.

Programação:
Sesc Engenho de Dentro – Avenida Amaro Cavalcanti, 1661 – Rio de Janeiro – RJ – Tel.: (21) 3822-4830
Dia 16/06 – 14h – Trabalhar cansa; Dia 20/06 – 14h – A alegria; Dia 23/06 – 14h – A alegria; Dia 27/06 – 14h – Feliz natal; Dia 30/06 – 14h – Feliz natal

Sesc Madureira – Rua Ewbanck da Câmara, 90 – Rio de Janeiro – RJ – Tel.: (21) 3350-7744
Dia 14/06 – 18h30 – Trabalhar cansa ; Dia 21/06 – 18h30 – A alegria; Dia 28/06 – 18h30 – Feliz Natal

Sesc Ramos – Rua Teixeira Franco, 38 – Rio de Janeiro – RJ – Tel.: (21) 2290-4003
Dia 20/06 – 15h30 – A alegria; Dia 27/06 – 15h30 – Feliz Natal

*Apresentação musical gratuita. Comidas e bebidas serão vendidos no local.

Anúncios
| Exibição da animação “A Abelhinha Maya” para crianças com autismo acontece no domingo, 20/5 |

Foto: divulgação

No próximo domingo, dia 20 de maio, às 11h, haverá Sessão Azul no São Gonçalo Shopping, com a exibição do filme A Abelhinha Maya exclusivamente para crianças com Transtorno do Espectro do Autismo (TEA). O ambiente é customizado, o que torna ainda mais confortável a experiência de ir ao cinema e proporciona um momento de lazer adequado para os pequenos e suas famílias.  

O projeto Sessão Azul surgiu após a identificação de casos em que familiares deixavam de ter um mais convívio social por receio ou vergonha do autista em situações que não sejam tão confortáveis, como ir ao cinema. O objetivo da sessão é buscar opções de lazer especialmente voltadas para pessoas com TEA e seus responsáveis. 

Durante a exibição da animação, de Noel Cleary, Sergio Delfino e Alexs Stadermann – que estreou neste mês no Brasil -, inspirada em um livro alemão infantil de 1912, profissionais e especialistas estarão na sala para dar suporte na adaptação ao ambiente, além de auxiliar as crianças e responsáveis que precisarem de alguma ajuda.

O Filme conta a história divertida de Maya e seu melhor amigo, Willy, junto com alguns novos e antigos amigos da Poppy Meadow. Quando Maya, muito entusiasmada, surpreende acidentalmente a Imperatriz de Buzztropolis, ela é forçada a formar uma equipe para competir nos Jogos de Mel. Com a chance de salvar sua colmeia, a abelhinha irá se aventurar muito além do jogo, conhecer novos adversários e terá grandes desafios. Felizmente, novos amigos, além de Willy, estarão ao seu lado para o que der e vier.

Sessão Azul – exibição do filme A Abelhinha Maya
Local: São Gonçalo Shopping – Avenida São Gonçalo, 100 – Boa Vista – São Gonçalo – RJ
Data: dia 20/05 (domingo)
Horário: 11h

| “River Blue” denuncia poluição de rios causada pela fabricação de jeans e couro | 

Foto: divulgação

Estudantes, profissionais e público interessado em moda e sustentabilidade poderão assistir ao documentário River Blue, que será exibido em um evento da MALHA (movimento carioca de moda colaborativo), na Gávea, no dia 24 de abril, às 18h. O filme canadense denuncia a poluição dos rios por conta da fabricação de jeans e couro.

A apresentação faz parte do Fashion Revolution Week, semana mundial que celebra os trabalhadores da indústria da moda e a transparência nesse mercado. Quem passar por lá também poderá participar de um bate-papo com o tema “Sustentabilidade Ambiental: o Impacto da Moda”, que acontecerá a partir das 20h. Entre os participantes confirmados estão Fe Cortez, do projeto Menos 1 Lixo, e Giovanna Nader, do projeto Gaveta.

O evento acontecerá no Templo Gávea, primeiro coworking do Rio de Janeiro e uma rede de inovação que conecta empresas, profissionais, estudantes, governo e Academia, que fica na Rua Duque Estrada, 41, Gávea.

Exibição do documentário “River Blue” e bate-papo sobre moda e sustentabilidade
Local: Templo – Rua Duque Estrada, 41 – Gávea – Rio de Janeiro – RJ
Data: dia 24/04 (terça-feira)
Horário: 18h

| “Sessão Azul” deste sábado, 14/04, terá exibição de “Pedro Coelho”, às 10h30, no cinema Kinoplex |

Foto/arte: divulgação

No dia 14 de abril o TopShopping, em Nova Iguaçu, com o apoio do Kinoplex, realizará a Sessão Azul – uma sessão de cinema adaptada para crianças com distúrbios sensoriais e suas famílias. A sala de exibição terá ambiente à meia luz, som mais baixo e participação de profissionais voluntários. Na ocasião será exibido “Pedro Coelho“, lançado em março deste ano pela Columbia Tristar. Os 70 primeiros que chegarem ao cinema ganharão um combo pipoca + refrigerante.

O objetivo é possibilitar a ambientação das crianças neste espaço para que elas possam, mais tarde, frequentar as sessões regulares. “Decidimos iniciar a realização destas sessões após identificarmos que existem poucas opções de entretenimentos especializados direcionados para estas famílias no Brasil”, afirma a psicóloga Carolina Salviano, uma das idealizadoras do projeto.

Para participar, basta se inscrever no site www.sessaoazul.com.br. A Sessão Azul acontecerá às 10h30, no cinema Kinoplex do shopping, na Baixada Fluminense.

 

Sobre o filme:
“Pedro Coelho é um animal rebelde que apronta todas no quintal e até dentro da casa de Mr. McGregor (Domhnall Gleeson), com quem trava uma dura batalha pelo carinho da amante de animais Bea (Rose Byrne)”. Pedro Coelho( 2018 – Will Gluck); Duração: 95 min; Classificação: livre.

Sessão Azul – exibição do filme “Pedro Coelho”
Local: TopShopping (cinema Kinoplex – L4, expansão) – Avenida Governador Roberto Silveira 540, Centro – Nova Iguaçu – RJ – Tel.: (21) 2667-1787
Data: dia 14/04 (sábado)
Horário: 10h30

| Obras fazem parte da Coleção Cinema Brasileiro Contemporâneo, da Ancine, e serão exibidas nas unidades Engenho de Dentro, Madureira e Ramos |

Uma seleção de filmes de comédia brasileira integra a programação audiovisual do mês de abril do Sesc RJ nas unidades do Engenho de Dentro, Madureira e Ramos, na Zona Norte do Rio de Janeiro. Entre os títulos do gênero, que leva milhões de espectadores ao cinema, foram selecionados “Não se preocupe, nada vai dar certo”, “Billi Pig”, “O homem do futuro”, “Muita calma nessa hora” e “Cilada.com”.

Em 2018, a programação audiovisual do Sesc RJ investe na difusão do cinema nacional com a exibição de filmes que fazem parte da Coleção Cinema Brasileiro Contemporâneo, editada pela Ancine. Para o primeiro semestre serão seis recortes curatoriais, que agrupam os filmes por afinidades estéticas ou temáticas que apresentam ao público um panorama diversificado da produção cinematográfica nacional.

Programação:

Sesc Engenho de Dentro – Avenida Amaro Cavalcanti, 1661 – Rio de Janeiro – RJ – Tel.: (21) 3822-4830
– Dia 04/04: 15h – Não se preocupe, nada vai dar certo
– Dia 07/04: 15h – Não se preocupe, nada vai dar certo
– Dia 11/04: 15h – Billi Pig
– Dia 14/04: 15h – Billi Pig
– Dia 18/04: 15h – O homem do futuro
– Dia 21/04: 15h – O homem do futuro
– Dia 25/04: 15h – Muita calma nessa hora
– Dia 28/04: 15h – Muita calma nessa hora

Sesc Madureira – Rua Ewbanck da Câmara, 90 – Rio de Janeiro – RJ – Tel.: (21) 3350-7744
– Dia 05/04: 18h30 – Não se preocupe, nada vai dar certo
– Dia 12/04: 18h30 – Billi Pig
– Dia 19/04: 18h30 – O homem do futuro
– Dia 26/04: 18h30 – Muita calma nessa hora

Sesc Ramos – Rua Teixeira Franco, 38 – Rio de Janeiro – RJ – Tel.: (21) 2290-4003
– Dia 04/04: 15h30 – Não se preocupe, nada vai dar certo
– Dia 11/04: 15h30 – Billi Pig
– Dia 18/04: 15h30 – Cilada.com
– Dia 25/04: 15h30 – O homem do futuro

Clique em “leia mais” ou em “View full article” e veja as sinopses dos filmes.

Continue lendo

| Sessão “Cinema Azul” acontece no Dia Mundial da Conscientização do Autismo, 2 de abril |

Foto/arte: divulgação

Para celebrar a conscientização sobre o autismo, o Ilha Plaza preparou a sessão “Cinema Azul” para receber crianças autistas e especiais, no dia 2 de abril, próxima segunda-feira. O cinema CineSystem, localizado no piso G3, abrirá as suas portas às 10h para que os ilustres convidados assistam ao sucesso “Pedro Coelho“, lançado recentemente pela Columbia Tristar.

A ação faz parte de uma parceria entre o Ilha Plaza e o grupo Compartilha – Autismo, composto por pais que moram na Ilha do Governador, cujos filhos sofrem de TEA – Transtorno do Espectro Autista, uma deficiência que compromete a capacidade de comunicação e interação.

Formado há cinco anos, o Compartilha busca conscientizar as pessoas sobre os efeitos e as dificuldades pelas quais as crianças e adultos que enfrentam esse problema sofrem diariamente. Para participar é preciso se inscrever enviando um e-mail para compartilhailha@bol.com.br.

Sobre o filme: “Pedro Coelho é um animal rebelde que apronta todas no quintal e até dentro da casa de Mr. McGregor (Domhnall Gleeson), com quem trava uma dura batalha pelo carinho da amante de animais Bea (Rose Byrne)”. Pedro Coelho ( 2018 – Will Gluck); Duração: 95 min; Classificação: livre.

Cinema Azul – filme Pedro Coelho
Local: Ilha Plaza (cinema, piso G3) – Avenida Maestro Paulo e Silva, 400 – Ilha do Governador
Mais informações pelo Facebook: http://www.facebook.com/ilhaplazashopping ou pelo telefone: (21) 2468-8100
Data: dia 2 de abril
Horário: 10h

| Sessão do cineclube da UFRRJ acontece no Auditório Gustavo Dutra, em Seropédica |

O CineCasulo, cineclube da Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro (UFRRJ), exibirá o filme “Três Anúncios Para Um Crime“, de Martin McDonagh – 2017, no dia 28 de março, às 19, no Auditório Gustavo Dutra (Gustavão), em Seropédica. A classificação é de 16 anos.

O drama – título original Three Billboards Outside Ebbing, Missouri – recebeu sete indicações ao Oscar 2018 e garantiu duas estatuetas, a de Melhor Atriz, para Frances McDormand, e de Melhor Ator Coadjuvante, para Sam Rockwell.

“Inconformada com a ineficácia da polícia em encontrar o culpado pelo brutal assassinato de sua filha, Mildred Hayes (personagem interpretada pela atriz Frances McDormand) decide chamar atenção para o caso não solucionado alugando três outdoors em uma estrada raramente usada. A inesperada atitude repercute em toda a cidade e suas consequências afetam várias pessoas, especialmente a própria Mildred e o Delegado Willoughby, responsável pela investigação.”

Exibição de “Três Anúncios Para Um Crime” 
Local: Auditório Gustavo Dutra (Gustavão) – Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro (UFRRJ) – BR – 465, Km 7 – s/nº – Seropédica – RJ
Data: dia 28/03 (quarta-feira)
Horário: 19h

 

| Em março e abril, filmes serão exibidos em espaços públicos da Zona Oeste, Cachambi e Catumbi | 

Foto: divulgação

O projeto Cinemão levará, nos meses de março e abril, a Mostra Cinemão Z.O., que exibirá curta-metragens, aos bairros Cesarão, Barra de Guaratiba, Vargem GrandeUrucânia e Paciência. Os moradores da Zona Oeste terão a oportunidade de assistir a filmes premiados de animação, documentário e ficção, que serão exibidos em praça pública, num super telão inflável, aos finais de semana. A mostra tem patrocínio da RioFilme e Secretaria Municipal de Cultura.

Mostra Cinemão Infantil exibirá filmes com a temática e classificação livre. A primeira exibição acontecerá no dia 24 de março, às 19h, na Areninha Gilberto Gil, em Realengo. A mostra seguirá para a Cidade das Crianças, em Santa Cruz, no dia 12 de abril, Museu do Pontal, no Recreio dos Bandeirantes, dia 22 de abril, Praça Manoel de Nóbrega, no Catumbi (28/04), e termina no Conjunto IAPC (29/04), no Cachambi.

Pela primeira vez o Cinemão promoverá uma “Curadoria Interativa“, onde os público escolherá os filmes que desejam assistir dentro da cartela de produções disponibilizadas, que conta com 80 títulos de longa-metragem disponibilizados pela Ancine, inclusive com o longa que acaba de entrar em cartaz nos cinemas – “Hibridos: os espiritos do Brasil”, de Vicent Moon e Priscila, curtas infantis, como “Meu amigo Nietzsche”, “O balãozinho Azul”, de Faustón Silva, entre outros.

No âmbito das realizações da mostra, além da presença de produtores e realizadores audiovisuais, serão convidados membros de órgãos e instituições públicas voltadas para o audiovisual que possam enriquecer o intercâmbio e as experiências com realizadores e com o público presente. Com o intuito de difundir ainda mais as realizações propostas e atuar no processo de formação de plateias para o cinema nacional, a  Mostra Cinemão Infantil terá entrada franca para todas as atividades.

“A Mostra Cinemão Infantil é um programa pra toda a família e conta com uma curadoria especial de curtas. Tem filme de ficção, animação e documentário. É uma ótima oportunidade para a criança ter contato com todos os gêneros do cinema”, afirma o idealizador da mostra, Cid César Augusto.

A  Mostra Cinemão Infantil  tem patrocínio da Prefeitura da Cidade do Rio de Janeiro, Secretaria Municipal de Cultura e LIQ, por meio da Lei Municipal de Incentivo à Cultura – Lei do ISS, apoio da Epson e apoio Institucional da Unic-Rio e RioFilme

Cinemão é uma rede exibidora popular, uma sala de cinema móvel. Trata-se de uma carro aparelhado para exibição de filmes, equipado com projetor de alta performance, super telão inflável, sistema de som, cadeiras e pipoqueira. O projeto está em atividade desde 2010 e protagoniza o maior número de intervenções cinematográficas em espaços públicos no Rio de Janeiro. O objetivo principal é democratizar e promover o cinema brasileiro de forma prática, gratuita e eficiente. A iniciativa exibe uma produção nacional (curtas e longas de todos os gêneros) de forma democrática e acessível, atendendo a toda e qualquer população. Também faz parte deste projeto a realização de oficinas de audiovisual para crianças e adolescentes. A partir de acordos com distribuidores nacionais, o Cinemão funciona como uma importante janela para democratização do cinema brasileiro, utilizando tecnologia própria por meio do Aplicativo “Cinemão” para o estímulo de construção de narrativas populares.

Para Cid César Augusto, idealizador e diretor do projeto, o Cinemão é uma excelente janela para essa intensa e vibrante produção nacional. “Em 2018, vamos desencadear a maior ação de democratização do cinema nacional realizada nesta cidade. O cinema vai encontrar o povo!’

Mostra Cinemão Z.O.
Dia 24/3, sábado, às 19h – Conjunto Habitacional Otacílio Câmara, Cesarão (Campo do Carecão) – Santa Cruz;
Dia 25/3, domingo, às 19h – Praça Doutor Raul Capello Barrozo, Barra de Guaratiba;
Dia 6/4, sexta-feira, às 19h – Escola Municipal Professor Teófilo Moreira da Costa: Rua Esperança, 387 – Vargem Grande;
Dia 14/4, sábado, às 19h – Campo da Rua Quinze, Urucânia – Santa Cruz;
Dia 15/4, domingo, às 19h – Praça do Ponto Chic, Paciência.
Classificação: livre

Mostra Cinemão Infantil
Dia 24/3, sábado, às 19h – Areninha Gilberto Gil: Av. Marechal Fontenele, 5000 – Realengo;
Dia 12/4, quinta-feira, às 10h – Cidade das Crianças: Rodovia Rio-Santos, Km 1 – Santa Cruz;
Dia 22/4, domingo, às 19h – Museu Casa do Pontal: Estrada do Pontal, 3295 – Recreio dos Bandeirantes;
Dia 28/04, sábado, horário a definir – Praça Manoel de Nóbrega, no Catumbi;
Dia 29/4, domingo, às 19h – Conjunto IAPC, no Cachambi.
Classificação: livre

Seleção de curtas:

Meu amigo Nietzsche – 15′ – Diretor Faustón Silva;
O balãozinho Azul – 19′ – Diretor Faustón Silva;
Procura-se – 15′ – Diretor Iberê Carvalho;
Caminho dos Gigantes – 12′ – Diretor Alois Di Leo;
Lobo Guará – 20′ – Diretor Faustón Silva;
Do Lado de Fora – 19,37′ – Diretor Matheus Peçanha, Paulo Sans;
Metamorphoses – 5′ – Diretora Jane Carmen de Oliveira;
Sayonaura – 4,37′ – Diretora Débora Mini;
Diário de areia – 6,26′ – Sarah Guedes e Isadora Morales;
Normal é ser diferente – 4′ – Produtora Alopra;
Cafeka – 2,18′ – Diretor Nicholas Paim;
Irmãos Suados – 1,15′ – Produtora Alopra;
Hidro e Fluido – 1,00′ – Produtora Alopra;
La Loba – 3,09′ – Diretora Julia Nicolescu;
Desventura de um dia – 10′ – Diretora Adriana Meireles.

——————————–

Leia também: “Pré-estreia de ‘Nossos Mortos Têm Voz’ acontece no Cine Odeon no dia 27 de março“.

| Narrativa do documentário é construída a partir do depoimento e protagonismo de mães e familiares vítimas da violência de Estado da Baixada Fluminense |

A pré-estreia do curta documentário “Nossos Mortos Têm Voz“, da Quiprocó Filmes, acontecerá no Cine Odeon, na Cinelândia, Centro do Rio, no dia 27 de março, às 18h30. Após a exibição do filme haverá um debate com a presença dos diretores, de representantes do “Fórum Grita Baixada: Segurança e Cidadania”, do “Centro de Direitos Humanos da Diocese de Nova Iguaçu”, de mães representantes da “Rede de Mães e Familiares da Baixada Fluminense – RJ” e com mães e familiares protagonistas do filme. A direção, o argumento e roteiro são de Fernando Sousa e Gabriel Barbosa. As pessoas interessadas em comparecer ao evento devem confirmar presença pelo e-mail nossosmortostemvoz@quiprocofilmes.com.br.

De acordo com a organização do evento, a escolha da data de estreia do filme busca dialogar e contribuir com a luta de mães e familiares vítimas da “Chacina da Baixada” por memória e justiça. No dia 31 de março de 2005, policiais do Estado do Rio de Janeiro assassinaram 29 pessoas em Queimados e Nova Iguaçu.

Sinopse
“A narrativa do documentário é construída a partir do depoimento e do protagonismo das mães e familiares vítimas da violência de Estado da Baixada Fluminense. Tendo como ponto de partida esses casos, mas não se limitando à crueza da violência praticada, o documentário pretende trabalhar com as histórias atravessadas por essas perdas. Pretende-se resgatar a memória dessas vidas interrompidas trazendo uma visão crítica sobre a atuação do Estado através das polícias na Baixada Fluminense, sobretudo no que diz respeito à violência contra jovens negros.”

O documentário é o segundo filme da “Trilogia da Memória”, da qual fazem parte “Nossos Sagrado” e “Entroncamentos”.

Pré-estreia do curta documentário “Nossos Mortos Têm Voz”
Local: Cine Odeon – Centro Cultural Luiz Severiano Ribeiro – Praça Floriano, nº 7 – Cinelândia – Centro – Rio de Janeiro – RJ
Data: dia 27/03 (terça-feira)
Horário: 18h30

| Drama do diretor Guillhermo del Toro é vencedor de quatro Oscars |

O filme “A forma da água“, do diretor Guillhermo del Toro, será exibido pelo CineCasulo – UFRRJ, no dia 21 de março, às 19h, no Auditório Gustavo Dutra, mais conhecido como “Gustavão”, que fica na Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro (UFRRJ), em Seropédica.

O drama foi vencedor de quatro Oscars em 2018: Melhor Filme, Melhor Diretor, Melhor Design de Produção e Melhor Trilha Sonora.

O  longa-metragem é ambientado na década de 1960, em meio a conflitos políticos e bélicos e grandes transformações sociais ocorridas nos Estados Unidos. Elisa, interpretada pela atriz Sally Hawkins, é uma zeladora de um laboratório experimental secreto do governo, onde conhece e se afeiçoa a uma criatura fantástica mantida presa. Para elaborar um arriscado plano de fuga, ela recorre a um vizinho (Richard Jenkins) e à colega de trabalho Zelda, interpretada por Octavia Spencer.

Exibição do filme A forma da água
Local: Auditório Gustavo Dutra – Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro (UFRRJ) – BR – 465, Km 7 – s/nº – Seropédica – Rio de Janeiro – RJ
Data: dia 21/03 (quarta-feira)
Horário: 19h
Duração: 123 min
Gênero: Drama
Classificação indicativa: 16 anos

| Sessões do Village MovieArt acontecem de 23 a 25/02, no deck do shopping da Zona Oeste do Rio |

Foto: reprodução internet

O VillageMall, na Barra da Tijuca, promove o Village MovieArt, com exibição de filmes indicados ao Oscar deste ano. As sessões de cinema acontecerão de 23 a 25 de fevereiro, no deck do shopping da Zona Oeste do Rio de Janeiro. As exibições estão sujeitas à lotação do espaço e, em caso de chuva, o evento passará por alterações. Confira a programação de filmes abaixo.

Village MovieArt
Local: deck do VillageMall – Avenida das Américas, 3.900 – Barra da Tijuca – Rio de Janeiro – RJ
Datas: dias 23, 24 e 25/02/2018
Dia 23/02 (sexta-feira)
Filme: Corra!
Horário: 19h30:
Legendado – Classificação indicativa: 14 anos
Filme: Sem Amor
Horário: 21h30
Legendado – Classificação indicativa: 14 anos
Dia 24/02 (sábado)
Filme: Em ritmo de fuga
Horário: 19h30
Legendado – Classificação indicativa: 14 anos
Filme: Me chame pelo seu nome
Horário: 21h30
Legendado – Classificação indicativa: 14 anos
Dia 25/02 (domingo)
Filme: Blade Runner 2049
Horário: 20h
Legendado – Classificação indicativa: 18 anos

| Obras da Coleção Cinema Brasileiro Contemporâneo serão exibidas em unidades da Zona Norte |

Foto: divulgação

Em fevereiro, as unidades do Sesc RJ no Engenho de Dentro, em Madureira e em Ramos apresentarão filmes brasileiros dirigidos por cineastas de grande destaque, mas que ainda permanecem pouco conhecidos pelo grande público. São obras de Suzana Amaral, Walter Carvalho, Júlio Bressane, Lucia Murat e Lúcio Kodato e Murilo Salles. O público terá mais uma chance para assistir filmes que fizeram grande sucesso de crítica, como “A Erva do Rato”, “Hotel Atlântico”, “Budapeste”, “Maré, nossa história de amor” e “Nome Próprio”.

No primeiro semestre de 2018, a programação audiovisual do Sesc RJ investe na difusão do cinema nacional com a exibição de filmes que fazem parte da Coleção Cinema Brasileiro Contemporâneo, editada pela Ancine. Serão seis recortes curatoriais, que agrupam os filmes por afinidades estéticas ou temáticas que apresentam ao público um panorama diversificado da produção cinematográfica nacional.

Clique em “leia mais” ou em “View full article” e confira a programação e as sinopses dos filmes.

Continue lendo

| Serão exibidas 25 produções do cineasta francês, que participará de palestra e bate-papo no evento|

Foto: divulgação

O Centro Cultural Banco do Brasil recebe a “Mostra Depardon Cinema”, que reúne 25 produções, entre documentários, ficção, curtas e longas-metragensde 3 a 22 de janeiro. O deserto, as instituições, o mundo rural, a política, a justiça e a psiquiatria são alguns dos temas abordados pelo cineasta Raymond Depardon, de 75 anos de idade. Produzidas entre 1969 e 2017, a seleção inclui obras de destaque de sua carreira, como “12 Dias”, seu filme mais recente, exibido no Festival de Cannes de 2017.

O cineasta Raymond Depardon estará no Rio para a mostra e se encontrará com o público em dois momentos: no dia 17 de janeiro, às 18h, ele participará de uma visita guiada à sua exposição de fotografias, “Un moment si doux”, que ocupa o CCBB, seguida de palestra sobre o filme “12 Dias”. No dia 19, às 18h, haverá um bate-papo com o francês e a cineasta brasileira Maria Augusta Ramos sobre o longa “Presos em flagrante”, que também será exibido no encontro. As senhas serão distribuídas uma hora antes.

Autoretrato do fótografo e cineasta francês Raymond Depardon

Foto: Raymond Depardon/Magnum Photos

Un moment si doux”, em cartaz até o dia 5 de fevereiro deste ano, faz parte da retrospectiva em homenagem a Depardon. São 170 imagens em cores e dimensões variadas, entre paisagens, autorretratos e personagens de diferentes países da Europa, África e América Latina, incluindo o Brasil. Produzidas entre 1950 e 2013, sendo a maior parte inédita, as imagens estiveram expostas entre 2014 e 2015 no imponente Le Grand Palais, em Paris, no museu MUCEM, em Marselha, e, recentemente, no Centro Cultural Recoletas, na Argentina.

Mostra Depardon Cinema
Período: de 03/01/2018 a 22/01/2018
Horário: quarta-feira a segunda-feira, das 15h45 às 21h, conforme programação
*Retirada de ingressos uma  hora antes do início das sessões

Exposição Un Un moment si doux
Período: até o dia 05/02/2018
Horário: quarta a segunda-feira, das 9h às 21h

Local: Centro Cultural Banco do Brasil Rio de Janeiro – CCBB RJ – Rua Primeiro de Março, 66 – Centro – Rio de Janeiro-RJ – Tel.: (21) 3808-2020

Clique em “leia mais” ou em “View full article” e confira a programação da mostra Mostra Depardon Cinema.

Continue lendo

Ao longo do mês serão 112 sessões gratuitas nas unidades da capital, Região Metropolitana e interior |

foto de cena do filme Oslo, 31 de Agosto - um homem no mar

Foto: divulgação

A programação de cinema nas unidades do Sesc RJ em setembro apresenta quatro obras produzidas no Canadá, Dinamarca/Suécia, Polônia e Noruega. São 112 sessões com entrada franca, que acontecem em 17 unidades, sendo cinco delas na capital: Copacabana, Engenho de Dentro, Madureira, Ramos e Tijuca. Em comum, os filmes trazem no enredo protagonistas em crise. Acuados, perseguidos pela sociedade – ou por suas consciências –, os personagens estão à deriva, enfrentando o desafio de lidar com a própria existência e com o mundo que os cerca.

A Caça (Dinamarca/Suécia), do aclamado diretor Thomas Vinterberg, mostra um funcionário de uma creche perseguido pelos habitantes de uma cidade depois de uma acusação falsa de atentado ao pudor. Em O Batismo (Polônia), um ex-criminoso tenta recomeçar a vida honestamente, mas acaba virando alvo da máfia por motivos do passado. Oliver Sherman – Uma vida em conflito, um dos mais importantes filmes do novo cinema canadense, apresenta a trajetória de um militar veterano que se sente sozinho e desconectado do mundo e decide procurar pelo soldado que salvou sua vida durante a guerra. O encontro, inicialmente cordial, é abalado por conta de incompatibilidades entre os dois. Por fim, o premiado Oslo, 31 de Agosto, selecionado para diversos festivais, entre eles o Festival de Cannes, mostra um viciado em recuperação sendo confrontado com seus erros do passado após receber permissão para sair da clínica de reabilitação.

CICLO DE ENCONTROS – Algumas exibições de “Oslo, 31 de Agosto” serão seguidas do encontro A deriva como ato de ruptura e potência dramática, que reflete sobre como o perfil dos protagonistas dos filmes apresentados no recorte deste mês marca uma ruptura com o realismo clássico, sendo elemento recorrente no jogo das narrativas modernas. Roteirista e consultora criativa de TV e Cinema, Cristina Gomes estará em Copacabana, dia 6/9, às 16h, em Engenho de Dentro, 9/9, às 15h, e na Tijuca, 19/9, às 19h. Já o roteirista e professor Marcelo Esteves participa dos Encontros em São João de Meriti, dia 14/9, às 14h, Nova Iguaçu, 21/9, às 18h30, e Ramos, 27/9, às 15h30. Ambos abordarão, ainda, o impacto da deriva e da deambulação do personagem acuado na estrutura dramática, no ritmo da narrativa cinematográfica e nos significados e percepções para o espectador.

Clique em “View full article” ou em “continue lendo” e confira as sinopses e trailers dos filmes e a programação completa.

Continue lendo

| Mostra celebra vigorosa produção audiovisual em curta-metragem de estudantes de todo o país |

foto de cena do filme Um Sol Alaranjado, de Eduardo Valente, premiado em Cannes

Foto: divulgação – cena do filme Um Sol Alaranjado, de Eduardo Valente, premiado em Cannes

O Rio de Janeiro e Niterói recebem, de 4 a 10 de setembro, o 20º Festival Brasileiro de Cinema Universitário (FBCU). A mostra traz um panorama da produção audiovisual em curta-metragem de estudantes de universidades e de escolas de Cinema de todo o Brasil. Na maratona, o público poderá conferir 81 filmes. Eles compõem a Mostra Competitiva Nacional, com 26 curtas na disputa pelo prêmio principal; Mostra Panorama Nacional, com 39 produções fora de disputa, mas que se destacaram na escolha dos títulos pelos curadores; e a Mostra Panorama Carioca, que conta com 16 filmes fora de disputa, dirigidos por realizadores do Rio de Janeiro. Este ano o festival terá a Sessão Acessível e a Mostra Cineclube nas Escolas, com produções de alunos da rede municipal do Rio.
O festival acontece no Rio, na CAIXA Cultural e na Escola de Cinema Darcy Ribeiro, e em Niterói, no Cine Arte UFF, onde será a noite de abertura, no dia 4 de setembro. O evento tem o patrocínio da Riofilme e da Secretaria de Estado de Cultura e é uma realização da Associação Cultural Festival Brasileiro de Cinema Universitário, Insensatez Audiovisual, Centro de Artes da UFF, Universidade Federal Fluminense e Secretaria do Audiovisual do Ministério da Cultura.

Paralelamente às mostras, acontecem duas mesas de debate na Escola de Cinema Darcy Ribeiro: “Formação em Audiovisual”, com Elianne Ivo (UFF), Irene Ferraz (Escola de Cinema Darcy Ribeiro) e o homenageado Miguel Pereira (PUC/RJ); e Cinema e Territórios, com Priscila Gomes (Maré), Ziza Dourado (Escola de Cinema Darcy Ribeiro) e Luana Pinheiro (Nova Iguaçu).
Para alunos-realizadores e estudantes da arte cinematográfica em geral, três oficinas serão oferecidas: “Roteiro”, na Darcy Ribeiro; “Fotografia para Cinema”, no Estúdio Fazer Cinema, e “Filmes de Gaveta”, na UFF, sendo a Oficina Direção de Fotografia em Cinema – com o diretor de fotografia Neto Favaron – nos dias 05 e 06, gratuita (Mais informaçõespelo e-mail contato@fazercinema.com.br.

Clique em “View full article” ou em “continue lendo” e confira mais informações sobre o evento. A programação completa está disponível na página do festival no Facebook.

Continue lendo

%d blogueiros gostam disto: